Sign in with Twitter

Type the topic in any language to check out real time results of Who's Talking on Social Media Sites


Trending Topics: #好きなひとに告ってみったーMJコンサートÇamlıca Camisi'nde#NationalMeadowsDayファイターズ9連勝生死写生大会衝突検知バングラデシュ人質事件Yüreğimizde AcıMADIMAK#DISH伝説の55曲ライブ顔晴って介護者の葛藤#YılınSatışElemanıGazi Köprüsüおんなたちマイメロ3位シンガン8位不明の日本人7人シナモン2位Def WillIŞİD Türkiye'ye 5#HerZamanSöylerim#BehçetAysanシャドウバース1パック開封#CumartesiAnneleri588HaftaİzmireYolculuk Zamanı#見放題2016#spkai#727TourBrasilia#2Temmuz1993ダッカ人質事件Em Goiânia#GILTPARTY#あなたの夏を1行で言うと#灯幻舞#自分らしくあれる社会#HappyBirthdayMargotRobbie#MunikNoBaileDaFavorita#アイドル横丁#WeSupportYouTaylor#SrTutsNoSDV#yapc8oji#linha13#HazırAklımdaykenSöyleyim#VeBuGeceDedimkiTV8Emre Dorman#SomosTodosPTPolloHojeEmPortugal#dontbearacistdickBitmeyenEfsane GB#PrayForBangladesh#MTVHitsFeriando#あなたの優しい度・冷たい度#FutureNowSunrise#リア充になれるのか#TheEspinosa1Week#askbusangtan#RedeMafiaSdvHUNGER GAMES IS ETERNAL#HagiaSophiaMosqueSince1453#LittleMixForVMAsSpumoni Gardens Owner KilledThe Secret Life of PetsBobby BonillaMatthew DellavedovaDrake and RihannaCleveland IndiansTornadoTeslaBangladeshDavid BackesAl Jeffersonweather nycSerena WilliamsEvan Turnermega millionsOJ MayoJeremy LinBlink 182FergieDjokovicMore

Most recent 100 results returned for keyword: Respondida (Search this on MAP)

Flickr (In)tangible

“En una fotografía, la luz es, por supuesto, no sólo fundamental (como escribir con luz), sino que también forma tanto parte de la imagen como el propio sujeto. Es una compañera, una presencia, un personaje que juega con todo lo que muestra y con su ausencia, con todo lo que oculta. Cada vez que hago una fotografía, las cuestiones del sentimiento, el humor, el ambiente, las emociones, la evocación del momento del día y del período del año, son todas respondidas por lo que quiero que la luz haga”.
Robert Golden

Recent Updated: 1 year ago - Created by Lina González B. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lina González B.
Flickr (In)tangible

“En una fotografía, la luz es, por supuesto, no sólo fundamental (como escribir con luz), sino que también forma tanto parte de la imagen como el propio sujeto. Es una compañera, una presencia, un personaje que juega con todo lo que muestra y con su ausencia, con todo lo que oculta. Cada vez que hago una fotografía, las cuestiones del sentimiento, el humor, el ambiente, las emociones, la evocación del momento del día y del período del año, son todas respondidas por lo que quiero que la luz haga”.
Robert Golden

Recent Updated: 1 year ago - Created by Lina González B. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lina González B.
Flickr (In)tangible

“En una fotografía, la luz es, por supuesto, no sólo fundamental (como escribir con luz), sino que también forma tanto parte de la imagen como el propio sujeto. Es una compañera, una presencia, un personaje que juega con todo lo que muestra y con su ausencia, con todo lo que oculta. Cada vez que hago una fotografía, las cuestiones del sentimiento, el humor, el ambiente, las emociones, la evocación del momento del día y del período del año, son todas respondidas por lo que quiero que la luz haga”.
Robert Golden

Recent Updated: 1 year ago - Created by Lina González B. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lina González B.
Flickr Sementar sementarei
Tags: bw   white   black   blanco   rural   canon   negro   paisaje   bn   meiga   galicia   terra   canonef2470mmf28lusm   horreo   tierra   melancolia   ourense   orense   eos6d   canoneos6d   
Había pendientes como meridianas resueltas,
indecisiones respondidas como roturas,
fábulas como amables semblantes,
tempestades como algas antiguas,
cuadros como platinos,
números como sueños.
Era el tiempo del tiempo y nada había que hacer
A.C.

Recent Updated: 1 year ago - Created by ribadeluis - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ribadeluis
Flickr Poder de la oracion

Cuando ores, no necesitas seguir pidiéndole lo mismo e insistir con tantas palabras tratando de expresar lo que quieres. Lo que en verdad necesitas es seguir ‘creyendo’, y ‘esperando con fe’.


¡Espera que Dios te responda! La respuesta está en camino, ¡Dios responderá!


¿Sabías que el sentido más sublime de la oración no es insistir o demandar a Dios? Es entrar en comunión con Él, remontando todo nuestro ser hacia los cielos y esperando con fe la respuesta divina.


Ninguna oración sincera a nuestro Padre Celestial ha sido ignorada o no ha sido respondida. Pero también es verdad que Dios tiene Su tiempo para el cumplimiento de Su propósito. Él sabe lo que es mejor para Sus hijos y a veces usa formas extrañas para disciplinarnos y enseñarnos y eso lleva tiempo.

Recent Updated: 1 year ago - Created by palabrasdevida - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - palabrasdevida
Flickr TAG: Qual é que é?
Tags: tag   
Bom dia! :)

A Juh botou uma TAG um dia desses no flickr e me deu uma saudade tão grande de quando eu conseguia ficar mais tempo on-line e participar de tudo que acontecia! Pensei: dessa vez vou participar!!
Demorei, mas tá aí!!

A TAG diz assim, nas palavras da própria Juh:

"Vamos às regrinhas:

1. Postar uma foto de uma esmaltação sem dizer qual o esmalte usado para que aZamiga adivinhe qual é o bonito.

2. Postar a foto com os comentários desativados.

Só ativar os comentários após X horas da postagem (ou seja, você tem que definir na descrição da foto o tempo para começar as adivinhações) para que mais meninas possam ter chance de participar da brincadeira (penso que se não fizer assim muitas meninas quando verem a postagem já não terão como dar palpites né?).

Se após 1 dia ninguém acertar você pode começar a dar dicas a seu critério.

Ex.

- Foto como essa, onde o vidrinho dá uma ideia da marca

- Falar a letra inicial da marca

- Depois falar a letra inicial do nome

Enfim, qualquer coisa que facilite um pouco a vida de quem está tentando descobrir: Qual é que é!
Cada menina tem direito a UM palpite, senão acaba ficando fácil...

Quem acertar primeiro terá o direito a dar um "castigo esmaltístico" para a amiga desafiadora, ou seja, fazê-la usar aquilo que você sabe que ela não usaria/não gosta/não suporta! rs

Minha Dica é: Quem não souber bem o que seria um castigo, tente buscar nas TAGs respondidas pela amiga, na TAG Retrospectiva tem a "decepção esmaltística" (com certeza a pessoa tem ódio do esmaltinho em questão), ou da TAG Sobre Esmaltes (daZantiga, essa não fiz... mimimi) tem a fatídica "O que nunca vou usar!" hahaha

Enfim... Dá um jeito e ache algo péssimo, que ela adore (SQN)!

E não esqueca: SEJA MÁ!

hauhauhau

UPDATE: Meninas, só explicando que esse castigo diz respeito somente à esmaltação, não ao formato, tamanho, etc...

Não queremos ninguém se desfazendo das garrinhas que cuidamos com tanto carinho. Nada que prejudique ou modifique elas ok? :)

3. Após o castigo dado, a desafiadora deverá paga-lo na próxima esmaltação/postagem.

Sim, NA PRÓXIMA postagem afinal quem mandou desafiar? rsrsrs

Como diz o ditado: 'Quem não pode com a pena que não cometa o crime!' hahaha"

***

Legal né, meninas? Eu AMO as TAGs, sempre adorei essas brincadeiras aqui do Flickr, mas depois que saí de escritório de contabilidade, nunca mais consegui ficar o dia inteiro morcegando na net, o dia todo na frente do pc à toa, podendo olhar tudo, comentar tudo, participar de tudo. Não consigo mais acompanhar nada! Então já peço aí pra vcs, quando tiver rolando essas TAGs, me avisem!!! :P

A Juh disse aí nas regrinhas, que é pra dar as dicas só depois, mas como eu não tinha lido, eu já dei uma dica há uns dias atrás, então já deixa repetir ela: são 3 esmaltes, e os 3 são nacionais. ;)

Agora como é para ativar os comentários só daqui algumas horas, vou pintar azunha aqui, vou buscar minha filha na escola, depois tenho um compromisso à tarde, e quando eu chegar, por volta das 17:30 - 18:00, eu ativo os comentários, tá bom? :)

Quero ver quem vai acertar e escolher um castigo pra mim! A Juh pede pra vcs serem más, só quero ver! hahaha

Beijo meninas e até mais tarde! <3

PS: Devo desejar boa sorte ou má sorte?? hahahahah

PS2: Agora só falta eu descobrir como desativar os comentários. hahahah



Recent Updated: 1 year ago - Created by Penélope Luz - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Penélope Luz
Flickr COMO TER A ORAÇÃO RESPONDIDA DE FORMA RÁPIDA?

Jesus disse que tudo o que pedirmos na oração, crendo, receberemos (Mt 21:22). Mas porque existem milhares de pessoas no mundo, que oram, mas quase nunca alcançam aquilo que pediram em oração?

Muitas pessoas se acomodam, inserindo seus nomes em diversas listas de orações, pedindo a todos os cristãos que conhecem para orarem por elas; mas não fazem o mais importante, que é ensinado por Jesus; Agir.

Já é comprovado cientificamente que a oração influencia muito nas nossas funções mentais, trazendo bem estar, confiança e alguns estudos apontam que a oração intensa faz o cérebro liberar uma substância chamada endorfina para todo o corpo.

A endorfina é neurotransmissor, assim como a noradrenalina, a acetilcolina e a dopamina, e é uma substância química utilizada pelos neurônios na comunicação do sistema nervoso. É uma hormona, uma substância química que, transportada pelo sangue, faz comunicação com outras células, este é o hormônio do prazer e da alegria. Sua denominação se origina das palavras "endo" (interno) e "morfina" (analgésico).

Isso explica porque Ana, que vivia angustiada e chorosa por não conseguir gerar filhos, fez uma oração intensa, se derramando no altar e, quando saiu do templo, o seu semblante já não era mais triste (1° Sm 1:18).

Não, eu não quero tirar o mérito do Espírito Santo, em dizer que é a endorfina que cura, que faz a pessoa se sentir bem e etc. O que eu quero mostrar, é que DEUS já colocou em nós a solução para os nossos problemas seculares, como o stress, depressão, dores, transtornos, medos/fobias e tantos outros. Além disso, só o Espírito Santo é capaz de nos ensinar a fazer uma oração intensa, que nos leva em espírito ao PAI (Rm 8:28).

Jesus falou da forma correta de realizar uma oração eficaz, leia:
Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente (Mt 6:6).

Jesus é claro em nos ensinar, que o que deve ser visto/manifesto não são as nossas orações, e sim as nossas Ações. A oração é feita em um quarto fechado, não que seja proibido orar em público, não é isso, mas a resposta é feita publicamente por Deus.

Com certeza você já ouviu algum pregador dizer: A pessoa ora para Deus abrir uma porta de emprego, mas não distribui currículos! Este é um sermão velho, que com certeza surte grande efeito até os dias atuais. Não adianta orar e não agir.

• Não adianta fazer prolongadas orações para Deus mudar o coração do marido, se a esposa o trata mal em casa.
• Não adianta o marido orar para Deus mudar o coração da esposa, se, este continua agindo de forma errada dentro do lar.
• Não adianta orar para Deus abençoar a vida financeira, se quem ora não é dizimista e ofertante fiel.
• É inútil orar por libertação de dívidas, se a pessoa não se educa a comprar só o que consegue pagar.
• É inválido orar por saúde, e continuar se alimentando de forma exagerada e/ou indevida.
• É inútil orar para Deus promover no emprego, se o funcionário vive chegando atrasado e não faz nada além do que é esperado. Quem quer crescer e se destacar, tem que ser diferente, não basta ser de oração.
• Eu perderia meu tempo se pedisse para Deus me dá uma mensagem, se eu não me prestar o serviço de ler a bíblia e estudá-la.
Enfim, toda oração é inútil se não estiver acompanhada da Ação. E toda Ação vira ansiedade se não estiver acompanhada de boas orações. O mais inteligente é aliar as duas coisas.

Quando o general Naamã foi até a casa de Eliseu para ser curado da lepra, o profeta o mandou agir, indo se lavar no Rio Jordão. A primeira reação de Naamã foi reclamar, pois ele pensou que Eliseu iria apenas colocar a mão sobre ele, fazer uma oração e pronto. E este é o pensamento de muitos - que só a oração de algum homem de Deus, ou não - sem a ação de quem recebe a oração, mudará alguma coisa.

Naamã acabou sendo convencido por um servo a mergulhar-se no Jordão e foi curado. Mas eu lhe pergunto:
Se Naamã não fosse curado da lepra, porque não mergulhou no Jordão, a culpa seria de Eliseu?

Claro que não! Então meu querido e minha querida; não dependa somente de orações alheias, procure uma igreja da Paz e Vida mais próxima de sua casa e comece a agir pela FÉ.

Você viverá grandes resultados em sua vida.

Como ter uma oração respondida de forma rápida? Agindo na mesma velocidade!
Deus abençoe.

Recent Updated: 1 year ago - Created by CCPazeVida - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - CCPazeVida
Flickr Os caminhos da bola

Texto por Paulo Henrique Lobato e João Marcondes, Jornal Estado de Minas de 21 de maio de 2014.


“Bola na trave não altera o placar/Bola na área sem ninguém pra cabecear/Bola na rede pra fazer o gol/Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?” A pergunta cantada pela banda mineira Skank na música É uma partida de futebol é respondida, com largo sorriso no rosto, pelos amigos Caíque Pereira, de 10, Clayton Marrone, de 12, e Tiago da Silva, de 13: “Eu quero ser um jogador de futebol”, dizem em coro. Os meninos moram em pequenos barracões no aglomerado Morro do Papagaio, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte, onde há um campinho rodeado por casas de madeira e cimento sem reboco e cuja parte do gramado já deu lugar ao chão batido. Lá, eles jogam futebol com bolas de diferentes materiais e preços, porque, garantem, um bom atleta se forma com qualquer tipo de pelota.


O comércio da capital vende bolas acessíveis a todas as classes sociais. Muitos moradores do Morro do Papagaio costumam adquirir as pelotas no armarinho do Braz, uma das mais famosas do aglomerado. A redonda mais em conta negociada no local sai a R$ 2,50. Trata-se de uma mercadoria conhecida entre os peladeiros como dente-de-leite. O produto é feito de plástico, portanto, fácil de furar, mas cai bem nos pés de crianças com idade inferior a 5 anos, pois são leves. “Elas têm boa saída”, conta Tânia Gomes, funcionária do Braz, onde também são negociadas bolas com o rosto de jogadores e imagens dos estádios da Copa.


“Essas têm saída melhor ainda e custam R$ 17,50”, acrescenta Tânia. A alguns quilômetros de lá, no Centro de Belo Horizonte, dentes-de-leite também são encontradas na loja Seam por diferentes preços. A mais barata custa R$ 2,99. “A Copa do Mundo impulsionou nossas vendas. Em relação à média dos outros meses, o aumento foi de mais ou menos 70%”, calcula Fabrícia Anselma, subgerente do ponto comercial. Nos shoppings, a Brazuca, a bola oficial da competição, pode ser encontrada a R$ 399. O produto leva butileno e poliuretano termoplástico.


Os diferentes materiais e preços de pelotas praticados no comércio de Belo Horizonte são o tema da última série da reportagem “O Negócio da Bola”, que o Estado de Minas publica desde domingo. A bola com que os amigos do Morro do Papagaio costumam “bater uma pelada” é uma cópia da Jabulani, a pelota oficial usada na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. “Ela já está toda surrada (praticamente sem couro). Ganhei de presente de aniversário”, mostra Caíque, acrescentando que a redonda, hoje, custa em torno de R$ 18.


Os primos Sávio Luiz Pereira Batista, de 13, e Jonathan Dênis Pereira, de 15, também sonham ser atletas profissionais. Sempre que podem, eles vão ao campo do Pitangui, no Bairro Concórdia, na Região Noroeste da cidade, onde brincam de chutes a gol. Um dia, recorda o mais novo, ele chegou em casa e sua mãe havia comprado a redonda para lhe presentear no aniversário: “Ela fez uma surpresa para mim. Custou R$ 50 e foi comprada na Leda Modas, ali no Concórdia, perto da Praça México”.


Um dos sócios da Leda Modas, João Carlos Mendanha, conta que vende bolas de vários preços. “De R$ 4 a R$ 90. Bola é um produto bom, por exemplo, para presentear em aniversário. Vendo muito as redondas importadas da China, em razão de preços. Aqui, elas saem a R$ 22,90”, disse João Carlos. A bola que a mãe de Sávio comprou, atualmente, sai a R$ 54,90 e é da marca Topper. O sócio da Leda Modas adquire os produtos da marca diretamente com um escritório de São Paulo que representa a empresa – o EM entrou em contato com a representação da Topper no Brasil, mas não obteve retorno.


Na casa do promotor de merchandising Mirley de Freitas há uma Brazuca, a bola oficial da Copa do Mundo no Brasil. “Ela é muito bonita e chama atenção pelas cores e design”, diz o rapaz, que também tem uma Cafusa, a pelota usada na Copa das Confederações no Brasil, em 2013.

Recent Updated: 2 years ago - Created by Leandro Couri - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Leandro Couri
Flickr .: Um diáologo sincero, aberto, franco onde todas as perguntas são respondidas por simples cores
Tags: nuvens   ciclismo   paisagismo   estradas   vargemgrandedosul   sonyw110   aparelhofotográfico   estradavgsulsãoroque   
Sábado | 08.fevereiro.2014 | Volta do '8' - São João, Vargem Grande do Sul, São Roque da Fartura, Cascata, Poços via Rodovia do Contorno | São Paulo e Minas Gerais | Brasil
Recent Updated: 2 years ago - Created by Udo Frederico Nali Matiello - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Udo Frederico Nali Matiello
Flickr Cartel Alain Perdomo

Empezamos el 2014 con nuevos e interesantísimos proyectos para la Asociación. Y lo queremos hacer con fuerza, por ello para estrenar este mes de Enero, celebramos el primer taller del año.

Este taller será a cargo del director de Fotografía de cine y Fotógrafo profesional, ALAIN PERDOMO.

Dedicado especialmente al cine, fotografía publicitaria de moda, obra de autor especializado en Gótico, Fantasía y Editoriales.

Se trata de un taller de 16 horas, que se celebrará los próximos 11 y 12 de Enero.

El horario del curso será el Sabado de 9-14h y 16-20h, y el Domingo de 9-14h y 16-18h.

El plazo de inscripción comenzará el próximo Jueves 26 de diciembre, a las 12.00h

Para evitar posibles incidencias, se ruega LEER ATENTAMENTE LAS SIGUIENTES NORMAS:

- Toda inscripción recibida antes de la apertura del plazo será considerada automáticamente nula.
- Las plazas serán asignadas en riguroso orden de llegada al correo stelafotografica@gmail.com. Una vez confirmada se enviará la pertinente información de pago del mismo.
- Sólo serán válidas las inscripciones recibidas en esta dirección de correo, no siendo aceptadas peticiones vía Facebook, correos personales o vía telefónica
- Todas las inscripciones correctas serán respondidas a la mayor brevedad, independientemente de quedar dentro o fuera del taller.
- Cada inscripción deberá ser individual, no quedando admitidas varias solicitudes de plaza en el mismo correo.
- La Asociación Stelafotográfica no se hace responsable de las circunstancias personales que impidan el envío de la suscripción.
- Toda inscripción que no cumpla el pago de la misma en el plazo indicado en el correo, se considerará automáticamente nula de forma irrevocable.
- La ausencia injustificada a este taller conlleva perder el derecho a asistir al próximo que se celebre, y únicamente será reembolsado si se comunica en un plazo no inferior a cinco dias del comienzo del curso, por lo que rogamos que ante cualquier contratiempo se avise a la mayor brevedad para poder contactar con el siguiente solicitante.

stelafotografica.es/component/content/article/13-cursos/c...

Recent Updated: 2 years ago - Created by www.rafaelbalbas.es - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - www.rafaelbalbas.es
Flickr W - Las W del periodismo
Tags: bw   byn   blancoynegro   w   jornalismo   bn   periodismo   periodistas   preguntas   perguntas   jornalista   cuestiones   periodism   periodist   familiafotera   retoabc   
Inicialmente, tenía pensado otra cosa, pero no sé qué me pasa últimamente que por H o por B... al final tengo que cambiar de idea... pero es que viendo últimamente las noticias, me da la sensación que en muchos medios de comunicación, se pasan por alto estas cuestiones básicas del periodismo, que según se establece, no deben ser respondidas con "Sí o no" sino con datos contrastados. Y es que muchos medios basan su información en suposiciones y opiniones. No culpemos a los periodistas, sino a las líneas editoriales.

Si quieres ver las fotos del resto de participantes o, mejor aún, unirte al grupo y ser uno más: www.flickr.com/groups/30diasfoteros/

Recent Updated: 2 years ago - Created by Marmotuca - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Marmotuca
Flickr Baú de estrelas
Tags: drawing   try   desenho   tentativa   
Um grande amigo me disse ''...Tem perguntas que as respostas não devem ser respondidas,para assim manter os mistérios sobre você e seu mundo cheio de estrelas guardadas no fundo de um bau...'' e isso me inspirou taaanto,que eu fiz esse rápido desenho.
Recent Updated: 2 years ago - Created by Daisy Oliveira - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Daisy Oliveira
Flickr Ousada ou Normal?

Bem acho que a pergunta acima pode ser respondida por vocês! hehehe É que eu quase nunca uso um vermelho, então, quando uso me sinto super diferente, usando um esmalte bem incomum! Mas para todo mundo é super normal! hehehe

Esse esmalte minha mãe trouxe de sua primeira viagem internacional (e única por enquanto); os esmaltes da Revlon são tudo e mais um pouco, no início achava que o fato do pincel ser fininho atrapalharia a esmaltação, mas esse esmalte praticamente se pinta sozinho! O problema é que, como a maioria dos vermelhos, ele não foi simpático na hora de limpar os cantinhos! hehehe, mas valeu a pena o resultado.

Foram:
1x base Pró-fortalecimento - Colorama;
2x Revlon Red - Revlon;
1x Cobertura Intensificadora de Cor (o roxinho) - Colorama. (aí deu um pouco de bolinhas e resolvi passar o Seche Vite)
1x fast dry top coat - Seche Vite.

E outro fato incomum, estou com este esmalte desde quarta-feira! Até hoje sem nenhuma lasquinha...o bicho é bom hein...

Espero que gostem!

Beijos
Lari

Recent Updated: 3 years ago - Created by Too Busy to Study - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Too Busy to Study
Flickr A VIDA NÃO É UMA PERGUNTA

"A vida não é uma pergunta a ser respondida.É um mistério a ser vi vido."
( Buda )
.

Recent Updated: 3 years ago - Created by Gloria Rimes - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Gloria Rimes
Flickr Berço de Ouro

Ai gente, hoje a descrição vai ser curta porque estou mega cansada...serio, sem condições...

Esse esmalte é bem lindo, e antigo.....coincidentemente a Hits lançou uma coleção agora há pouco só com tons de dourado/cobre, com nada de novo....a Fina Flor já tinha feito isso há muito tempo....a Hits está ficando meio previsível e enfadonha ultimamente - opinião pessoal, mas imagino que gente pense assim.

Um tico de nada ordinário para passar, já usei metálicos piores!

Foram:
1x Base Vitaminada - Jade;
3x Gabi - Fina Flor;
1x fast dry top coat - Seche Vite.

Dependendo da Luz fica super nude e discreto, ou até dourado ouro velho chique igual na foto! Curti!

Espero que gostem!

Beijos
Lari

p.s.: prometo dar uma respondida nos comentários atrasados!!!

Recent Updated: 3 years ago - Created by Too Busy to Study - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Too Busy to Study
Flickr ARTIGO DE JUANRIBE PAGLIARIN

PODEM OS MORTOS SE COMUNICAR COM OS VIVOS?

Artigo de JUANRIBE PAGLIARIN

Um casal de Porto Alegre, ainda muito apaixonado, resolveu comemorar as Bodas de Prata na mesma pousada no litoral do Ceará onde, 25 anos antes, havia passado a lua-de-mel. Porém a esposa, por motivo de trabalho, não poderia ir no mesmo dia que o marido. Mas combinaram que ele a buscaria no aeroporto de Fortaleza, na sexta feira. Despediram-se com um longo beijo no Aeroporto Salgado Filho e o esposo embarcou rumo ao Ceará, prometendo à esposa que prepararia tudo para a sua chegada.

No Aeroporto de Fortaleza, o marido alugou um carro e seguiu para aquela distante e romântica pousada, na praia da Lagoinha. Mas, ao chegar, teve uma agradável surpresa: a antes rústica pousada estava agora toda modernizada. Tinha até internet! O marido pediu que colocassem todas as suas malas no quarto do chalezinho e riu de si mesmo, com todas aquelas roupas de frio que havia trazido. "Como está quente aqui", pensou.

Ansioso, foi para o computador, e enviou um e-mail para a esposa. Mas, na hora de digitar, trocou uma letrinha e o
seu e-mail, ao invés de ir para a esposa, foi para uma viúva que voltava do cemitério, após sepultar o seu marido. Quando a viúva leu o e-mail, desmaiou. O filho a acudiu depressa e ela, voltando aos pouquinhos, balbuciou, quase sem ar, e com os olhos arregalados de medo: “meu e-mail... meu e-mail.”
O filho olhou para a tela do computador e leu:

“Minha querida: cheguei bem! Talvez você esteja estranhando eu te mandar um e-mail. É que instalaram computadores aqui também e agora podemos nos comunicar com as pessoas queridas em qualquer lugar do mundo. Já verifiquei tudo pessoalmente e a sua chegada está confirmada para esta sexta-feira, às 3 horas da tarde. A viagem é rápida, porque é sem escalas. Você vai ter uma grande surpresa quando chegar aqui. Não vejo a hora de revê-la e ficarmos juntos outra vez!
Saudades e beijos do seu eterno marido. P.s.: Venha com pouca roupa, porque aqui faz um calor infernal”.

Risos à parte, viu como é fácil as pessoas fantasiarem e terem medo de coisas que não existem? Mas as principais perguntas que nós queremos ver respondidas são:

1- Podem os mortos se comunicar com os vivos?
2- Podem os vivos se comunicar com os mortos?
3- Podem os espíritos dos que morreram estar entre nós?
4- Podem os mortos ajudar os vivos?
5- Podem os vivos ajudar os mortos?
6- A pessoa, depois que morre, fica dormindo ou consciente?
7- Haverá Juízo Final?

Sei que as respostas de leigos e religiosos se dividirão, mas todos nós, independentemente de religião, gostaríamos de uma resposta segura, com base, autoridade e credibilidade. Precisamos de uma pessoa que já foi até lá e voltou. Uma pessoa que conheça intimamente o corpo, a alma e o espírito humano. Uma pessoa íntegra e verdadeira, que nunca mentiu e jamais mentirá.

E todas as vertentes religiosas, sejam católicas, protestantes, kardecistas e muçulmanas reconhecem Jesus como tal. Por isso, convido você a analisar, sem paixões e com racionalidade, o que Ele disse a esse respeito, pois, sem dúvida nenhuma, é a pessoa mais confiável que se tem notícia. Depois disso, tire as suas próprias conclusões. Eis o que Jesus contou:

“Ora, havia um homem rico que se vestia de púrpura e de linho finíssimo, e todos os dias se regalava esplendidamente.
Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele. E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico. E os próprios cães vinham lamber-lhe as úlceras.
Veio a morrer o mendigo e foi levado pelos Anjos para o seio de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado.
No Hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe a Abraão e a Lázaro no seu seio. E, clamando, disse:
Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e envia-me Lázaro, para que molhe na água a ponta do dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que em tua vida recebeste os teus bens, e Lázaro, de igual modo, os males. Agora, porém, ele aqui é consolado e tu atormentado. E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem os de lá passar para nós.
Disse ele então: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai. Porque tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham eles também para este lugar de tormento.
Disse-lhe Abraão: Eles têm Moisés e os profetas. Ouçam-nos.
Respondeu ele: Não, pai Abraão; mas, se alguém dentre os mortos for ter com eles, hão de se arrepender.
Abraão, porém, lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos.” (Lucas 16:19-31)

Segundo diversos eruditos e teólogos, este caso contado por Jesus não é uma parábola e, sim, a narração de um fato real. Argumentam como prova disso que, em nenhuma de suas inúmeras parábolas, Jesus citou lugares específicos e personagens reais, com nomes definidos, como o fez aqui.

Então, gostaria de destrinchar com você, frase por frase, este caso contado por Jesus:

VEIO A MORRER O MENDIGO E FOI LEVADO PELOS ANJOS... MORREU TAMBÉM O RICO E FOI SEPULTADO
Ao contar esta história, Jesus mostrou que todos os seres humanos, ricos ou pobres, cultos ou ignorantes, sábios ou tolos, honrados ou desonrados, poderosos ou humildes, famosos ou anônimos, crentes ou ateus, todos passarão pelo mesmo Vale da Sombra da Morte. (Salmo 23:4)

NO HADES, ERGUEU OS OLHOS, ESTANDO EM TORMENTOS
Jesus mencionou aqui dois destinos: o Paraíso e o Hades. Portanto, quando uma pessoa morre, é levada para um deles.

O Hades é o lugar de tormento para onde vão os ímpios e todos os que se esquecem de Deus: “Os ímpios irão para o Seol, sim, todas as gentes que se esquecem de Deus” (Salmo 9:17). Seol é a palavra hebraica equivalente à grega Hades.

O Paraíso é um lugar de delícias e descanso, para onde vão os justificados, no mesmo dia em que morrem. Ao ladrão arrependido que morria ao seu lado, Jesus prometeu: “Ainda hoje estarás comigo no Paraíso.” (Lc 23:43)

Portanto, nenhum espírito de defunto ficará dormindo até o Juízo ou perambulando aqui na Terra.

Tanto o Paraíso como o Hades são lugares provisórios, onde os espíritos aguardam o Dia do Juízo Final.

Jesus não disse que o rico foi para o Hades só porque era rico. Afinal, o pai Abraão foi um dos homens mais ricos da Terra e o seu espírito está no Paraíso. Tampouco disse que o rico foi para o Hades porque era corrupto, ladrão ou pecador. Aquele rico foi para o Hades porque se esqueceu que tinha recebido de Deus todos os bens e, como mordomo, deveria administrá-los com prudência, responsabilidade e sagacidade, compartilhando-os com os necessitados. No entanto, egoística e injustamente, apoderou-se das riquezas alheias, pertencentes a Deus, e as gastou só para si. Relembrando as palavras de Jesus: “Se, pois, nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as verdadeiras? E se no alheio não fostes fiéis, quem vos dará o que é vosso?” (Lc 16:11-12).

E por que o mendigo Lázaro foi para o Paraíso? Só por que era pobre? Ora, o Hades tem muito mais pobres do que ricos! Lázaro foi para o Paraíso porque também era mordomo e administrava com fidelidade o pouco que tinha recebido. Como sabemos disso? Pelo detalhe dos cães que vinham lamber-lhe as chagas: nenhum cão de rua faria amizade com um mendigo se não recebesse amor e carinho. E Lázaro ainda dividia com cães famélicos as poucas migalhas que conseguia.

ALÉM DISSO, ESTÁ POSTO UM GRANDE ABISMO ENTRE NÓS E VÓS
O Abismo também é um lugar temporário, habitado por espíritos caídos, lançados ali por Deus, após a rebelião no céu. Satanás e os anjos desobedientes, após a queda, tornaram-se espíritos imundos (Is 14:9,11-15, Ez 28:16). O Abismo é um local extremamente desgastante e cansativo até para um espírito e, por isso, temido pelos demônios (Mt 12:43, Lc 8:31). Com o tempo, os espíritos rebeldes aprenderam a sair dali, ainda que com muito custo (Mt 12:44). Durante o governo de Cristo na terra, Satanás será enjaulado e lançado no Abismo por mil anos (Ap 20:1-3). Após o Juízo Final, o diabo e os seus anjos serão lançados no Lago de Fogo e Enxofre (Ap 20:10), morada definitiva dos demônios.

DE SORTE QUE OS QUE QUISESSEM PASSAR DAQUI PARA VÓS NÃO PODERIAM, NEM OS DE LÁ PASSAR PARA NÓS
O Abismo, que separa o Hades do Paraíso, é intransponível. Jesus garantiu que os mortos não podem sair do Hades e passar para o Paraíso ainda que quisessem, por causa do Grande Abismo que separa os dois lugares. Qualquer afirmação que permite a transmigração entre estes dois lugares é totalmente contrária à revelação dada por Jesus. Somente o desconhecimento do Evangelho é que permite que suposições como estas prosperem. A História da Literatura Inglesa registra que, no ano de 1513, o papa Leão X, precisando de recursos para reformar a Igreja de São Pedro, mandou preparar cofres com as seguintes inscrições: “Ao som de cada moeda que cair neste cofre, uma alma desprega do purgatório e voa para o Paraíso”. Os coletores, transportando os cofres por toda a parte, apregoavam: “Quando a moeda cair no cofre tilintando, a alma do purgatório sairá voando”. Este expediente ajudou na captação de recursos, mas não teve qualquer utilidade para os mortos.

ROGO-TE, POIS, Ó PAI, QUE O MANDES À CASA DE MEU PAI
Quando o rico se deu conta de que não poderia receber ajuda para si mesmo e sair daquele lugar de tormentos, lembrou-se, com pesar, da casa de seu pai e dos cinco irmãos que ainda estavam na Terra. Então, rogou por eles a Abraão, para que fizesse Lázaro voltar e os avisasse para mudarem de vida já que, se continuassem vivendo daquela maneira, iriam terminar no mesmo lugar de tormento.

PORQUE TENHO CINCO IRMÃOS
Os mortos continuam tendo memória e se lembram de todos os seus familiares e amigos aqui na Terra. Como se constata pela resposta de Abraão, pedidos feitos pelos mortos em benefício de parentes vivos não são atendidos. Do mesmo modo, orar aqui na Terra para pedir ajuda às pessoas que já morreram, ainda que tenham sido tão exemplares e grandiosas como Abraão, não produz qualquer resultado. A Palavra de Deus diz: “Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os feiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos se consultará os mortos?” (Is 8:19). Os mortos não podem ajudar a si mesmos, muito menos aos que estão vivos.

ELES TÊM MOISÉS E OS PROFETAS: OUÇAM-NOS
Refere-se Abraão ao Antigo Testamento, já consolidado na época de Jesus, tal e qual o temos hoje. Conforme este relato, tudo o que os vivos podem receber como orientação e ajuda está na Palavra de Deus. Hoje, somos mais privilegiados ainda porque temos o próprio Senhor Jesus para nos orientar. A carta aos Hebreus diz: “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, nestes últimos dias a nós nos falou pelo Filho, a quem constituiu Herdeiro de todas as coisas, por quem fez também o Mundo, sendo Ele o resplendor da Sua glória e a expressa Imagem do seu Ser, e sustentando todas as coisas pela Palavra do Seu Poder, havendo Ele mesmo feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade nas alturas” (Hb 1:1-3).

TAMPOUCO OUVIRÃO, AINDA QUE RESSUSCITE ALGUÉM DENTRE OS MORTOS
Não sendo possível aos mortos se comunicarem com os vivos (porque senão o próprio espírito do rico o teria feito), ele pede ao pai Abraão que mande Lázaro alertar seus irmãos na Terra.
O pai Abraão disse que, se eles não acreditam na Palavra, também não acreditarão ainda “que ressuscite alguém dentre os mortos”. Note que a única possibilidade de um morto vir a este mundo é através da ressurreição. Para os que ensinam que isto é impossível, temos no Evangelho a ressurreição de três mortos e a própria ressurreição do Senhor Jesus. Um morto ressuscitar é possível. Impossível é um morto falar do além com os vivos aqui na Terra. A previsão de que muitas pessoas não acreditariam nem se alguém ressuscitasse dos mortos se confirmou de maneira trágica nas últimas semanas de vida de Jesus, quando Ele ressuscitou outro Lázaro, que estava morto há quatro dias (Jo 12:9-10). Aliás, não creram nem mesmo depois da ressurreição do próprio Senhor Jesus (Jo 20:25-29). Esta profecia se confirma até aos dias de hoje, quando vemos que muitas pessoas não creem na ressurreição de Lázaro, dizendo que ele teve catalepsia, preferindo acreditar na palavra de outros espíritos ao invés de acreditarem no Espírito de Deus e nas testemunhas da época (Jo 11 e 12:9)

As pessoas, costumes e culturas mudam com o tempo e o lugar. Mas Deus não. “Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente” (Hb 13:8). Deus não é volúvel, tendo uma opinião diferente para cada época e público. O que Ele disse sobre consultar espíritos e os mortos continua valendo: “Entre ti não se achará quem consulte um espírito adivinhante, nem quem consulte os mortos, pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR, teu Deus; e por estas abominações o SENHOR, teu Deus, as lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o SENHOR, teu Deus.” (Deuteronômio 18:11-13)

O único morto que você e eu podemos consultar é Jesus, porque Ele, sendo morto, ressuscitou e está vivo pelos séculos dos séculos! Ele apareceu glorificado para João, na Ilha de Patmos, e disse: “Não temas; Eu sou o Primeiro e o Último; e o que vive; fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém! E tenho as chaves da morte e do inferno.” (Ap 1:18)

O Primeiro foi o Último a falar. Qualquer outro que veio falando depois não tem credencial para tanto, especialmente se as suas falas são conflitantes com as de Jesus.

Os descendentes de Abraão têm Moisés e os Profetas. Você tem tudo isto e ainda Jesus, porque Ele mesmo é a Palavra: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no Princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez.” (João 1:11-3, Ex 3:14, Pv 8:26-30, Cl 1:16, Gn 1:26)

Os espíritos podem se manifestar através de médiuns e contradizer tudo isto. Mas se contrariam o Espírito de Deus e a Palavra do Senhor Jesus, das duas, uma: ou Jesus mente ou os espíritos mentem. Quem você acha que fala a verdade? Em quem você prefere acreditar? Jesus disse que Satanás é o pai da mentira e assassino desde o princípio. Nele não há verdade alguma. Ele mente e juntamente com seus espíritos malignos fazem-se passar por pessoas falecidas. Aproveitam-se da fragilidade dos que sofrem saudades de seus entes queridos e, sem qualquer compaixão, fazem-se passar por espíritos familiares. Qual é o pai ou a mãe que não se enternece em ouvir na boca de um médium que o espírito que fala é de um filho ou uma filha que já se foi? Dão detalhes surpreendentes de pessoas queridas que morreram em acidentes, o que não é nenhuma maravilha, porque estes espíritos são testemunhas invisíveis dos fatos ocorridos. Estes maus espíritos estão em famílias há gerações e não têm nenhuma dificuldade em relatar os passados de parentes que morreram. Não acredite nestes espíritos. Acredite em Jesus: os mortos não podem se comunicar com os vivos, nem os vivos com os mortos. A Palavra de Deus diz que o ser humano é pó e ao pó voltará. E que aos seres humanos está ordenado morrerem uma única vez, vindo depois disso o Juízo (Gn 3:19, Hb 9:27). Caso a pessoa pudesse ter várias vidas, com corpos diferentes, ora de homem, ora de mulher, com qual deles compareceria ao Juízo? São teses ilógicas e sem fundamento, que não resistem ao mais simples dos raciocínios. Somente por teimosia religiosa ou interesse pessoal é que uma pessoa defende o contrário. Os doutrinadores kardecistas costumam colocar dúvidas sobre a inspiração das Escrituras pelo Espírito Santo, dizendo que são livros escritos por homens, mas fazem seus seguidores acreditarem em escritos de homens inspirados por espíritos...

Segundo o Livro do Espírito de Deus, quando chegar o Dia do Juízo, os corpos dos falecidos, que jazem no pó na terra ou nas águas dos mares, ressuscitarão para se juntarem aos seus espíritos vivos, estejam no Hades ou no Paraíso, e se apresentarão unidos diante do Grande Trono (Mt 10:28, Mt 25:31, Ap 20:11-15). Após o Juízo, receberão seus destinos definitivos: ou o Lago de Fogo e enxofre – “que é a segunda morte” (Ap 20:14-15) – ou a Vida Eterna, na presença de “Deus e do Cordeiro” (Ap 21 e 22). É claro que Deus não deseja a segunda morte de ninguém. Por isso deu o seu Filho unigênito em remissão por todos (Mt 26:26). Todos os dicionários ensinam: Remissão – perdão gracioso de uma dívida. Todo pecador é devedor. E todo pecador, se quiser, pode ser salvo graciosamente, sem merecer (Ef 2:8-9). Jesus pagou a minha e a sua dívida com a própria vida. (Is 53:10, Mt 20:28 e Mc 10:45)

A escolha que os vivos fazem aqui e agora, e o modo como vivem, é que vai determinar em que lugar eles esperarão o Juízo. “No tempo aceitável te escutei e no dia da salvação te socorri. Eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o Dia da Salvação.” (I Co 6:2)

Sei que muitos dirão que o rei Saul invocou o espírito de Samuel, numa seção espírita. Por isso, quero que você vá no site: www.pazevida.org.br, na seção CONTEÚDOS e clique em MENSAGENS. Na relação, procure: “Saul consulta uma médium”. Ouça a mensagem e tire suas conclusões.

Os sinais operados por Jesus, bem como a Sua própria vida e ressurreição, são credenciais únicas para que você acredite Nele. O apóstolo João, discípulo que acompanhou Jesus do primeiro ao último dia, declarou que o Senhor fez muitas outras coisas na presença de Seus discípulos, mas que, devido ao grande volume de maravilhas, nem todos os livros da época bastariam para relatá-las. Escreveu ele:

“Estes, porém, foram escritos para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, TENHAIS VIDA EM SEU NOME.” (Jo 20:31).

As pessoas sem Jesus parecem vivas, mas estão mortas. Ao jovem que recebeu a ordem de segui-Lo, mas queria antes sepultar o pai, Jesus disse: “Deixa os mortos sepultar os seus próprios mortos. Tu, porém, vai e anuncia o Reino de Deus.” (Lc 9:60)

Crer em Jesus e nas Suas Palavras é passar da Morte para a Vida: “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha Palavra e crê Naquele que me enviou tem a Vida Eterna e não entra em Juízo, mas já passou da morte para a Vida.” (Jo 5:24)

Experimente agora este milagre: receba-O como seu Único, Suficiente, Exclusivo e Eterno Salvador e o seu nome será escrito no Livro da Vida. Nunca mais você morrerá e nem entrará em condenação. (Ap 20:15)

Procure uma comunidade verdadeiramente cristã, que não explora a fé nem a ingenuidade das pessoas, e confirme publicamente a decisão que você tomou agora. Batize-se nas águas, tome regularmente a Santa Ceia e persevere até o fim (Mc 16:16, Mt 24:13, Mt 26:26).

Se quiser aprender mais e se aprofundar no conhecimento da Palavra, faça na Paz e Vida o Curso de Teologia, com duração de dois anos. É totalmente grátis.

Compartilhe este estudo com seus amigos e parentes.

Um grande abraço e fique com Deus!

Juanribe Pagliarin

Recent Updated: 3 years ago - Created by CCPazeVida - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - CCPazeVida
Flickr 7 meses (31 semanas e 2 dias)

Falta pouco...muito pouco na verdade...começa a contagem regressiva...muitas perguntas na cabeça, mas poucas podem ser respondidas agora...o jeito é esperar...não vejo a hora de te conhecer meu príncipe...*-*
Recent Updated: 3 years ago - Created by SahmamãedoNicollas - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - SahmamãedoNicollas
Flickr Misterio
Tags: santafe   noche   luna   nubes   reflejo   nocturna   osho   parquegaray   diegostiefel   
"La vida es un misterio, no una pregunta. No es un rompecabezas que resolver, no es una pregunta que debe ser respondida pero es un misterio para vivir, un misterio para ser amado, un misterio para ser bailado." - Osho
Recent Updated: 3 years ago - Created by Diego ヅ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Diego ヅ
Flickr FESTIVAL DE FLORES (Mujeres de Oración)


Estos han sido dias navideños espectaculares. La Iglesias han estado concurridas, las veladas de los colegios han estado llenas de emoción, y los eventos de navidad de empresas e instituciones privadas o fundaciones sin fin de lucro, han estado motivantes, a pesar de la voragine politica que estamos pasando.

Y es que, cuando estamos perdiendo nuestra esperanza, la fe a través de la oración es lo que nos mantiene a seguir vivos y perseverante para lo que queremos o anelamos.

Creci en un colegio católico, dirigido por monjas (sin habito), y, aunque nos llenaban de versículos y la palabra de Dios, no fue hasta un 23 de Septiembre de 1989 cuando estuve en un retiro de Evangelización de la Iglesia Catolica, donde tuve mi primer encuentro verdadero con Dios.

Desde ese momento, percibí mas lo mágica que había sido mi vida. Con altas y bajas,.. era MI VIDA, la que me habia regalado Dios, y la que yo tenia el pincel para pintar mi propio cuadro, mi propio escenario, mi propio cuento e historia.

Y desde ese momento,.. ha llovido MUCHO!!! Jajajajajaja.

Pasaron unos meses desde aquel retiro, y como siempre tuve la carita niña buena, me escogieron para trabajar en ayuda solidaria a los mas necesitados. Momento que me parecio todo un honor.
Como vengo de un padre altruista, pues me fue muy fácil aceptar. Asi conocí en otro retiro (el cual asistí ) a una joven, publicista, dinamica llamada Bienvenida Vilorio.

Bienva (como le llamaban a ella), era muy activa. Hicimos mucha química, pues ambas realizabamos trabajos comunes y llegabamos a compartir los mismos grupos.

Pasaron los meses, y comencé a notar a Bienva extraña. Siempre estaba en oración, recogida, meditando, solitaria.

No fue hasta varios meses seguidos, y preguntandole que le pasaba, hasta que me toco compartir en la misma habitación con Bienva en su ultimo retiro católico y decidió compartirme la respuesta a su duda y la decisión mas importante de su vida.

-Ingresare para ser monja- Me comenta con ojos expresivos y celestiales.

No podia creer que mi amiga Bienva tomara esa decision. No sabia si reir, o llorar, si felicitarla o si decirle “Estas loca”!!. Luego me anade:

-Me siento enamorada de Jesus, de su vida, de la religión,.. no sabia hasta ahora que siento que mi camino seria dirigido para servirle a el, para orar, para ayudar a otros.
-Lo pensaste bien?- Le pregunto, todavia anonadada.
-Demasiado bien- Me responde, mientras inclina su cabeza, mientras frota sus dedos con las cuencas de un Rosario.

Fue la ultima ves que comparti con Bienva en un retiro, hasta que, pocos dias ingreso a una casa de monjas de la caridad de manera informal, para afirmar su vocación, luego de haber renunciado de su trabajo en la publicitaria.

Pasaron varios meses largos, y cuando me llamo por teléfono, yo corrí donde ella. Pense que se habia arrepentido,… pero no fue asi, Bienva ya tenia un vestuario diferente, talvez no como las demas monjas, pero se veia que iba en camino de ser como las demas.

En ese momento si llore, y un eterno abrazo nos unio para no olvidarla jamas. No se donde anda mi amiga espiritual Bienva. Una ves, me encontre con unas de sus hermanas, y me dijo que estuvo viviendo en Mexico luego de haber sido nombrada como novicia , y luego en Cuba,.. pero hasta sus familiars, sabian muy poco de su paradero.

Pre so le dedico este espacio a esas mujeres servidoras de mi festival, ellas como Bienva son especiales y tocadas espiritualmente, y las que han decidido la dificil tarea de servirle a Dios.

LAS MUJERES DE ORACION

No se si hacerles un poema,
Pues no soy como ellas,
Con un corazón puro,
De mantener sus labios mudos,
Con una vida de simplezas.

Esas que guardan sus pensamientos,
En un libro escrito de deseos,
Mientras su rostro va cambiando en un espejo,
Recordando sus familiares de lejos.

Son mujeres especiales,
Que viven enamoradas con una fe inquebrantable,
Son mujeres de fortaleza inigualables,
Que caminan extendiendo sus manos al necesitado,
Son mujeres que marcan mientras van caminando.

Y es que no se necesita ser monja para llevar una vida de oración. Mantener nuestra fe en nuestro Senor, nos puede hacer mas humanos, mas puros, mantener nuestra escencia de alma armoniosa y sublime.

Tambien les dedico mi espacio a las “Servidoras de mi Festival”, las que desean y piden en oración que un familiar sane, que una comunidad de pobladores puedan ser asistidos de una catástrofe, las que oran para que no les falte el pan, las que oran para que un hijo vuelva, las que oran para salvar su matrimonio, las que oran para pedir perdon a su enemigo, ,.. en fin, esas mujeres que mantienen sus rodillas hincadas, y con sus ojos cerrados, esperan ser respondidas por la Divinidad gloriosa.

Bendiciones a todas,


Sandra Miranda Gonzalez


Recent Updated: 3 years ago - Created by Sandra Miranda Gonzalez - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Sandra Miranda Gonzalez
Flickr FESTIVAL DE FLORES (Mujeres de Oración)


Estos han sido dias navideños espectaculares. La Iglesias han estado concurridas, las veladas de los colegios han estado llenas de emoción, y los eventos de navidad de empresas e instituciones privadas o fundaciones sin fin de lucro, han estado motivantes, a pesar de la voragine politica que estamos pasando.

Y es que, cuando estamos perdiendo nuestra esperanza, la fe a través de la oración es lo que nos mantiene a seguir vivos y perseverante para lo que queremos o anelamos.

Creci en un colegio católico, dirigido por monjas (sin habito), y, aunque nos llenaban de versículos y la palabra de Dios, no fue hasta un 23 de Septiembre de 1989 cuando estuve en un retiro de Evangelización de la Iglesia Catolica, donde tuve mi primer encuentro verdadero con Dios.

Desde ese momento, percibí mas lo mágica que había sido mi vida. Con altas y bajas,.. era MI VIDA, la que me habia regalado Dios, y la que yo tenia el pincel para pintar mi propio cuadro, mi propio escenario, mi propio cuento e historia.

Y desde ese momento,.. ha llovido MUCHO!!! Jajajajajaja.

Pasaron unos meses desde aquel retiro, y como siempre tuve la carita niña buena, me escogieron para trabajar en ayuda solidaria a los mas necesitados. Momento que me parecio todo un honor.
Como vengo de un padre altruista, pues me fue muy fácil aceptar. Asi conocí en otro retiro (el cual asistí ) a una joven, publicista, dinamica llamada Bienvenida Vilorio.

Bienva (como le llamaban a ella), era muy activa. Hicimos mucha química, pues ambas realizabamos trabajos comunes y llegabamos a compartir los mismos grupos.

Pasaron los meses, y comencé a notar a Bienva extraña. Siempre estaba en oración, recogida, meditando, solitaria.

No fue hasta varios meses seguidos, y preguntandole que le pasaba, hasta que me toco compartir en la misma habitación con Bienva en su ultimo retiro católico y decidió compartirme la respuesta a su duda y la decisión mas importante de su vida.

-Ingresare para ser monja- Me comenta con ojos expresivos y celestiales.

No podia creer que mi amiga Bienva tomara esa decision. No sabia si reir, o llorar, si felicitarla o si decirle “Estas loca”!!. Luego me anade:

-Me siento enamorada de Jesus, de su vida, de la religión,.. no sabia hasta ahora que siento que mi camino seria dirigido para servirle a el, para orar, para ayudar a otros.
-Lo pensaste bien?- Le pregunto, todavia anonadada.
-Demasiado bien- Me responde, mientras inclina su cabeza, mientras frota sus dedos con las cuencas de un Rosario.

Fue la ultima ves que comparti con Bienva en un retiro, hasta que, pocos dias ingreso a una casa de monjas de la caridad de manera informal, para afirmar su vocación, luego de haber renunciado de su trabajo en la publicitaria.

Pasaron varios meses largos, y cuando me llamo por teléfono, yo corrí donde ella. Pense que se habia arrepentido,… pero no fue asi, Bienva ya tenia un vestuario diferente, talvez no como las demas monjas, pero se veia que iba en camino de ser como las demas.

En ese momento si llore, y un eterno abrazo nos unio para no olvidarla jamas. No se donde anda mi amiga espiritual Bienva. Una ves, me encontre con unas de sus hermanas, y me dijo que estuvo viviendo en Mexico luego de haber sido nombrada como novicia , y luego en Cuba,.. pero hasta sus familiars, sabian muy poco de su paradero.

Pre so le dedico este espacio a esas mujeres servidoras de mi festival, ellas como Bienva son especiales y tocadas espiritualmente, y las que han decidido la dificil tarea de servirle a Dios.

LAS MUJERES DE ORACION

No se si hacerles un poema,
Pues no soy como ellas,
Con un corazón puro,
De mantener sus labios mudos,
Con una vida de simplezas.

Esas que guardan sus pensamientos,
En un libro escrito de deseos,
Mientras su rostro va cambiando en un espejo,
Recordando sus familiares de lejos.

Son mujeres especiales,
Que viven enamoradas con una fe inquebrantable,
Son mujeres de fortaleza inigualables,
Que caminan extendiendo sus manos al necesitado,
Son mujeres que marcan mientras van caminando.

Y es que no se necesita ser monja para llevar una vida de oración. Mantener nuestra fe en nuestro Senor, nos puede hacer mas humanos, mas puros, mantener nuestra escencia de alma armoniosa y sublime.

Tambien les dedico mi espacio a las “Servidoras de mi Festival”, las que desean y piden en oración que un familiar sane, que una comunidad de pobladores puedan ser asistidos de una catástrofe, las que oran para que no les falte el pan, las que oran para que un hijo vuelva, las que oran para salvar su matrimonio, las que oran para pedir perdon a su enemigo, ,.. en fin, esas mujeres que mantienen sus rodillas hincadas, y con sus ojos cerrados, esperan ser respondidas por la Divinidad gloriosa.

Bendiciones a todas,


Sandra Miranda Gonzalez


Recent Updated: 3 years ago - Created by Sandra Miranda Gonzalez - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Sandra Miranda Gonzalez
Flickr #clubedacarta cartas recebidas e respondidas.
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 3 years ago - Created by Sissi Aguiar - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Sissi Aguiar
Flickr Pablo Zalaquett
Tags: chile   santiago   cl   santiagodechile   scl   rm   stgo   santiagocentro   28deoctubre   regiónmetropolitana   gransantiago   regiónmetropolitanadesantiago   municipalidaddesantiago   eleccionesmunicipales   scel   pablozalaquett   comunadesantiago   eleccionesmunicipales2012   
Lugar+Citadino™
845

[ES]
Cuenta regresiva
C
Aviso publicitario
Campaña electoral de Pablo Zalaquett
Candidato a la reeleción por la comuna de Santiago
Calle San Antonio esquina Esmeralda

L
Comuna de Santiago
Gran Santiago
Región Metropolitana
Chile

Contingencia+Citadina
[Especial eleciones municipales 2012]

Con la contienda electoral a punto de finalizar, ya sea con el fin del plazo legal que vence este Jueves por la noche, junto a las elecciones en sí mismas (el Domingo 28), Lugar+Citadino™ ha querido aportar con información relativa a una de las elecciones de Alcalde más significativas (por su simbolismo) de Chile, en específico, las de la Comuna de Santiago, que concentra gran actividad económica, política y social, en la cual se han presentado cinco candidatos (de gran parte del espectro político actual) de los cuales, en base a una visita realizada al debate que organizó la FEUC (Federación de Estudiantes de la Universidad Católica) la semana pasada en la Casa Central de esta Universidad (Miércoles 17 de Octubre), iniciaremos un pequeño ciclo relacionado con las propuestas presentadas por los candidatos que tienen más posibilidades de ser electos el próximo Domingo.

En base a lo que presencié y anoté como apuntes en ese debate, partiremos con las diversas propuestas que Pablo Zalaquett Said y Carolina Tohá Morales han presentado a la ciudadanía, respecto a temas como la Educación Municipal (pública), el Tratamiento de la gran cantidad de Basura que se genera en la ciudad, la llegada de nuevos habitantes (y el desarrollo inmobiliario en la comuna), la integración de los Murales y Graffitis como expresiones culturales y el funcionamiento del Transporte Público.

Para estos efectos, hemos decidido comenzar con las posturas de Pablo Zalaquett (Coalición por el cambio, centroderecha), debate al cual pude asistir con Víctor Adams (creador del Flickr "Alma de Ciudad", del cual nos fueron respondida en forma grupal (por todos los candidatos presentes, Mario Aguilar; Carolina Tohá; Pablo Zalaquett e Iván Carrasco) las preguntas relacionadas con el Transporte Público y la gestión del tratamiento de la basura.

Por cierto, no está demás decir, que para estos posteos he querido ser lo más ecuánime posible. Si bien tengo mi postura política bien definida, he querido ser lo más objetivo posible en vista de las múltiples visiones existentes.

Vamos en este caso
Elecciones+Citadinas ¿Qué es lo que piensa Pablo Zalaquett?

Respecto a la Educación
Piensa que la educación en los últimos 12 años ha experimentado una crisis que a su juicio experimentó una profundización con el llamado Pinguinazo (movimiento estudiantil del 2006) y el movimiento estudiantil del 2011. En ese sentido, cree comprender el descontento generado aunque expresó que está de acuerdo en las marchas, siempre y cuando no tengan violencia, ya que considera que se debe respetar a la gente que reside en la comuna. Estima que la crisis de la educación se debe a la inequidad de origen (de clase social) y que a su modo de ver, podría solucionarse con un aumento sustancial de los recursos. En ese sentido, también cree que se debe dignificar la carrera docente, aunque exigiendo evaluaciones contra resultados. Por otro lado, piensa que es preciso elaborar programas educacionales de mejores calidad, con programas de asistencia escolar y el apoyo de especialistas. Además cree que se debe empoderar a los apoderados aunque también tener un foco en el asunto del Bullying.

Durante su primer mandato alcaldicio comentó que se invirtieron $24.000.- millones, de los cuales $11.000.- provienen del presupuesto municipal. Respecto a los Profesores, cree que el nivel de salarios debe ser un 30% superior a la media actual para poder motivar y retener a los talentos, y en relación a los Jardines Infantiles comentó una baja de la cantidad de personas en lista de espera (desde los 1500 en el 2008 a los 500 del 2011, cifras por auditar).

Por último, cree que la educación se debe gestionar por medio de corporaciones de derecho privado, con foco exclusivo en el alumno.

Respecto al Transporte Público (Transantiago y Metro)
Zalaquett piensa que se debe tener un trabajo integrado no sólo con el Transantiago (a nivel de coordinación del plan de transportes y las empresas operadores de buses) sino también con el Metro de Santiago y el Ministerio de Transportes. Cree que las nuevas líneas 3 y 6 (esta última experimentó un cambio de trazado a finales del 2011, abandonando el sector sur poniente de Santiago Centro) significarán una evidente ayuda en los desplazamientos. Respecto a los estacionamientos subterráneos, estima licitar en un eventual nuevo mandato, alrededor de 9 para así poder descongestionar sectores históricos de la ciudad, como el Barrio Cívico. Respecto al Transantiago, estima que tres nuevos recorridos que se han creado [fusiones de 1) Troncal 510 con el Alimentador J14, 2)Troncal 514 con Alimentador J09 y 3)Troncal 511 con Alimentador J15] han mejorado los viajes, aunque piensa que el Transantiago “castró” al centro, especialmente a los adultos mayores.

Respecto a los Graffitis y limpieza
El candidato de la Coalición por el Cambio piensa en promover una mayor cantidad de Murales y Graffitis, en sectores específicos de la comuna, como las Avenidas Mapocho o Matucana, mientras que apuesta a borrar el resto. Respecto a la limpieza, comentó que ha contempla la ampliación de la capacidad de camiones, reparto masivo de contenedores (curiosamente, uno de los recursos más usados por los Alcaldes en época de elección), la habilitación de 20 puntos limpios y el aumento de la dotación de barredores.

¿Y que piensa a futuro?
A futuro, en el caso de ser reelecto, estima invertir en mayor cantidad de infraestructura educacional, y en Capital Humano, a través de pasantías para los profesores. Desea crear una unidad de apoyo pedagógico en asociación con las Universidades presentes en la comuna (Universidad Católica, de Chile, San Sebastián). Respecto a futuras movilizaciones, estima que la gente debe manifestarse aunque cree que existe una deuda gigante en cuanto a la educación cívica. Por último, cree que los jóvenes deben votar.

Puntos que por cierto, definen a juicio de Lugar+Citadino™ (a nivel de temas instalados en el debate a todos los candidatos) la identidad de las ciudades, las cuáles permiten el desarrollo de las sociedades.

En nuestra próxima entrega, tendremos las visiones de Carolina Tohá.

Saludos a todos | Best regards to everythig who see L+C
Felipe Burgos Alvarez
Fundador de Lugar+Citadino™ | Founder of Lugar+Citadino´s Flickr
Octubre de 2012 | October, 2012

También en | Also available at:
500px
Twitter
Facebook
Transporte+Citadino
Contacto | Contact: lugar.citadino@gmail.com

© 2009 - 2012 Todos los derechos reservados | All rights reserved

Recent Updated: 3 years ago - Created by Lugar_Citadino - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lugar_Citadino
Flickr ♥♥♥♥♥♥ A Y U D A ♥♥♥♥♥♥

Les escribo porque necesito que respondan esta encuesta para nuestro proyecto de título. Tiene que ser respondida por mujeres de 25 a 35 años. Por favor respóndanla y difúndanla entre sus amigas, familiares, y conocidas. Se los agradecemos de todo corazón ya que colaborarán con nuestra investigación.

bitly.com/ONCdes

cariños

Recent Updated: 3 years ago - Created by Bazar_Único - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Bazar_Único
Flickr perdon por la calidad de las fotos!

las dudas al flickrcorreo seran respondidas a la brevedad

pida su pre_cio, no sea timida, prefenrencialmente si lleva 2 prendas o mas, o dependiendo de la prenda, solo me escriben

saludos!

Recent Updated: 3 years ago - Created by Hey moon! (Valpo - Viña-Stgo- envios) - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Hey moon! (Valpo - Viña-Stgo- envios)
Flickr Convocan al Concurso de Fotografías y Videos del PCI de Latinoamérica 2012

El certamen premiará los mejores registros del patrimonio cultural inmaterial

El Centro Regional para la Salvaguardia del Patrimonio Cultural Inmaterial de América Latina (CRESPIAL) convoca al “Concurso de Fotografías y Videos del PCI de Latinoamérica 2012”, que busca premiar los mejores registros de las diversas expresiones del Patrimonio Cultural Inmaterial (PCI) de Latinoamérica, informó el Consejo Nacional para la Cultura y las Artes.

A través de él, se busca recopilar múltiples fotografías y videos y crear, a partir de ellos, un Banco de Fotos y Videos (BFV) del PCI de Latinoamérica, que impulse las acciones de salvaguardia en toda la región.




El propósito es contribuir a la formulación de políticas públicas en los países de la región, a partir de la identificación, valoración y difusión de su cultura viva, acciones que redundarán en el enriquecimiento de la diversidad cultural de Latinoamérica, y que están conformes con el espíritu de la Convención para la Salvaguardia del Patrimonio Cultural Inmaterial (2003).

El Centro Regional para la Salvaguardia del Patrimonio Cultural Inmaterial de América Latina (en adelante CRESPIAL), fue creado en febrero de 2006, a partir de la suscripción en París del Acuerdo de Constitución del CRESPIAL, firmado entre la UNESCO y el Gobierno del Perú con el objetivo de promover y apoyar acciones de salvaguardia y protección del vasto patrimonio cultural inmaterial de los pueblos de América Latina.
En el Concurso, podrán participar todas las personas que tengan algún tipo de registro sobre el PCI (fotografía y video) de los países miembros del CRESPIAL (entre ellos Argentina, Bolivia, Brasil, Chile, Colombia, Costa Rica, Cuba, Ecuador, México, Paraguay, Perú, Uruguay y Venezuela).

La participación puede ser tanto individual como colectiva. En el caso de participaciones colectivas, se deberán presentar los registros con las autorizaciones institucionales del caso.

El Concurso tiene dos categorías: Registros fotográficos y Video. Los premios son, en Fotografía: Primer puesto: 2,500 dólares. Segundo puesto: 1,500 dólares. Tercer puesto: 750 dólares. En Video, Primer puesto: 2,500 dólares. Segundo puesto: 1,500 dólares. Tercer puesto: 750 dólares. Adicionalmente, el Jurado podrá distinguir registros mediante menciones de honor, las cuales se acreditarán con Diploma.

Para cualquier duda o información, los interesados pueden escribir a la dirección de correo electrónico convocatorias@crespial.org , las cuales serán respondidas entre 24 y 48 horas, en días laborables de 9 a.m. a 5 p.m. (hora de Perú). También pueden consultar la convocatoria completa en la página de CONACULTA La convocatoria cierra el 19 de Septiembre de 2012.

Recent Updated: 3 years ago - Created by ISIC GALERIA - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ISIC GALERIA
Flickr Hola!

Chicas, todas las dudas por flickrcorreo seran respondidas a la brevedad.
Hago pre_cio idealmente si se llevan 2 cosas o mas, o depende de la prenda
saludosss :)

Recent Updated: 3 years ago - Created by Hey moon! (Valpo - Viña-Stgo- envios) - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Hey moon! (Valpo - Viña-Stgo- envios)
Flickr Video- Recopilaciones.

vimeo.com/41949186 -----L I N K ------

Analisis del Barrio Suramericana

Oh! Cano, quien iba a pensar que después de tantos años nos íbamos a volver a referir a vos como el único polo a tierra con un lugar de estudio, después de"Horizontes" creímos que ninguna obra nos amarraría a un paisaje o a una historia, pero nos tallaste hasta que te volviste nuestro pretexto.
“El Paisaje”, como se llama la obra, no podía ser más evidente a los ojos de todos, no podía ser esa imagen de ese campesino y su hijo mas engañadora con la construcción actual, fuimos desapareciendo todo Cano, y hoy te hablamos, porque te citamos de principio a fin.
Después de todo, y de las luchas internas de las que alguna vez hablamos y confesamos en un salón de clases, hoy nos sentimos orgullosas, de que Carlos E. haya valido para nosotras más que como un lugar, como un presidente. Fueron tus cartas respondidas por él las que nos llevaron a creer que ese sitio tenía algo importante, que esa burbuja de cristal, estaba más astillada que nunc., y que aquellos pedazos que había dejado en el camino, había que recogerlos, con ojos achicados, y dedos adoloridos de tanta lectura web, decime Francisco, que hubiéramos hecho sin tus suplicas por una nueva política, sin tus analogías con los paisajes de afuera, que seria de nosotras hoy sentadas aquí leyendo si vos no hubieras pintado y cobrado esos 17000 pesos hace mas de 50 años por este cuadro , te enriqueciste de cuenta de la burgue, y lo agradecemos, pues si los ricos movían la ciudad, creemos que en esa época quedo bien movida, gracias Carlos E. por que no podíamos entender la historia de nuestro sitio, sin entender el desarrollo de una nación, la dependencia total de la evolución consistía en revelar nuevas maneras del sentimiento escrito y pensado; A pesar de que Medellín estaba partida por un rio, se arriesgaron estos ricos a conquistar nuevas parcelas, a volverlas públicas y privadas, se arriesgaron a hacer planes parciales sin ninguna ley por encima de ellos, los intereses de ellos son también nuestros ahora, un país lleno de guerra, de l aguerra que opaca ahora en la mente los buenos recuerdos, en ese momento en ese 73, fue cambiada para nosotros, fue la ruptura total, pues el país lleno de miedos, ahora era el barrio lleno de compañías, los peces, las construcción aledañas, los grupos para hacer gimnasia, y el cafesito de la tarde, lo hacía más pasable, hacia el trago de la nación, más dulce y ligero,.
Sino hubiera sido por tu lucha Cano, el arte habría muerto en nuestra zona, pero dejaste quien se rebelara contra todos los problemas de la ciudad, nos dejaste a Pacholo, quien nos puso el subterráneo y nos enseño que era el cine de culto, el pensar la imagen, nos dejo el Bazarte, que fue desplazado años después al Carlos E. (nuestro lugar envidiado) solo por que se creía que el marihuano no era artista y que la hierba corrompía, gracias por que sin vos el arte que se aferra a los lugares habría sido efímera, sin vos Cano, ni siquiera nosotras podríamos haber recopilado esta información que nos amarro nuestro lugar con el arte, que sobrevivió a toda esta política de ciudad, de nación, y de universo con la qu no nos conformamos pero que la mostramos y la cambiamos.

Leidy Jaramillo – Manuela Vallejo
Entrega final : Teoría del Paisaje.

Recent Updated: 4 years ago - Created by manuela vallejo - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - manuela vallejo
Flickr M

La vida es un misterio, no una pregunta. No es un rompecabezas que resolver, no es una pregunta que debe ser respondida pero es un misterio para vivir, un misterio para ser amado, un misterio para ser bailado.
Recent Updated: 4 years ago - Created by Ana Ruth Rivera - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Ana Ruth Rivera
Flickr TAG - 5 Fatos Aleatórios

A Cinthia Emerich criou esta tag divertida, que ~arrebatou corações~ e já foi respondida por várias de nós em tempo record. Eu estava lendo as ~aleatoriedades de vocês e fui lembrando das minhas, que agora listo aqui:

1. Eu uso DOIS palitos em todas as esmaltações, e são os mesmos há uns 3 anos. O de madeira é pra enrolar o algodão, molhar na acetona e limpar os dedos, cutículas e cantinhos no final da esmaltação, e o de material plástico é pra contornar as unhas (palitar) após cada camada de esmalte aplicada.

2. Parei de tirar cutículas há 4 anos, mas mantenho os 2 alicates que já possuía (só que estão cegos) e ainda comprei mais 3 depois disso, pq não resisto a uma carninha/pelinha levantando na lateral da unha... se não tiver alicate por perto, arranco no dente e o estrago pode ser maior.

3. Sempre levo na bolsa meu kit unhas, pra onde quer que vá: cerinha Granado, que uso várias vezes ao dia, lixinha para emergências e... o bendito alicate, pelos motivos citados acima.

4. Minhas unhas são encardidas e eu não ligo mais pra isso. Já me descabelei atrás de soluções, já usei kits e produtos de branqueamento ~unhífero, testei receitas caseiras (com pasta de dente, açúcar, limão e outras tantas traquitanas que a gente sempre tem em casa) e nada adiantou. Polir as unhas sempre esteve fora de questão, pois elas tendem naturalmente ao desfolhamento progressivo, e eu evito qualquer procedimento que possa servir de start para o processo.
Agora sou zen com azunha cor-de-burro-quando-foge.

5. Eu não tenho um comprimento ~padrão~ em que mantenha as unhas, como a maioria dazamiga de friqs.
Como lixar unha pra acertar tamanho é boring e me causa aflição, evito a fadiga e a neura deixando as minhas crescerem como Deus criou batata, livres e aleatórias, até chegar no tamanho limite que acho aceitável pra mim. Daí passo a tesoura quase cotocando, acerto com a lixinha de cristal, que acho que agride menos a unha, e o ciclo recomeça.

Alguém faz alguma das minhas ~aleatoriedades?

Recent Updated: 4 years ago - Created by ilana_negreiros - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ilana_negreiros
Flickr "A vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser vivido."
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   xproii   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 4 years ago - Created by enzo_almeida - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - enzo_almeida
Flickr Cartas respondidas que seguem hoje!
Tags: square   squareformat   rise   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 4 years ago - Created by CraftAle® - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - CraftAle®
Flickr cartinhas respondidas esta semana-jan-2012

Cartas que seguem:
Elaine Marinho
Cibele Fraga
Ledyane Petelinkar
Érika Rebuglio
Monique Lorentis
Izabel Cristina
Lucimar Gonlçalves

Recent Updated: 4 years ago - Created by Sissi Aguiar - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Sissi Aguiar
Flickr Se fue //

Toda duda puede ser respondida por flickcorreo.

Asi que pregunte no mas!!!

SPAM CON FOTOS Y TODO =3

Recent Updated: 4 years ago - Created by -.Las Costuritas de Atmos.- - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - -.Las Costuritas de Atmos.-
Flickr INFO Y SPAM!!

Los Pr_e:Z_ios aparecen como nota
Los productos no disponibles se borran, pero si son diseños exclusivos de Ktarsis aparecen como ††† (es posible confeccionar uno parecido)

PARA RESPONDER PREGUNTAS LAS OPCIONES SON:
1. Al mail k.tarsis@hotmail.com
2. Agregame a facebook (facebook.com/ktarsis.prendas)
3. Si las anteriores te dan flojera, envíame tu consulta con tu mail al flick correo y yo responderé por mail externo
TODA ESTA PAJA, ES PARA EVITAR PROBLEMAS CON LA CUENTA FLICK :)

RESERVAS
Después de que tus preguntas estén respondidas y te decidas a comprar, el pedido se hace enviando un correo con tu nombre y número de celular para comunicarnos el día de la entrega.
Las Reservas son solo para clientas antiguas

PEDIDOS
- Todo lo que esta en los álbum y no tenga ninguna indicación extra es de entrega inmediata.
- Con respecto a los artículos exclusivos de Ktarsis, solo hago uno de cada uno, y teniendo los materiales puedo hacer una replica, esto se especifica como A PEDIDO (Cuya entrega se realiza en un plazo máximo de una semana a partir del día de confirmación)
-Si en cambio en la descripción aparece (*U) significa q es único y no puedo reproducirlo

ENTREGAS:
Metro Las Parcelas: De Lunes a Viernes horario a convenir.
Metro República o Moneda: Una vez a la semana distintos horarios que serán avisados por el muro a principio de semana.
Espero máximo 15 minutos, si avisas que no podrás llegar con una hora de anticipación a mi correo o a mi cel acordamos otro día, si no avisas, se cancela la venta pa' siempre.

ENVIOS:
Hago envíos, vía Tur previo depósito y por pagar.

GRARANTIA:
Los productos exclusivos de Ktarsis tienen 2 semanas de garantía por cualkier eventual problema, (obvio q no se cambia nada si se nota q lo uso de juguete un niño o te lo tomo tu perro regalón ¬¬ )

Salud!!
Ktarsis

Recent Updated: 4 years ago - Created by Ktarsis Blood - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Ktarsis Blood
Flickr 13:26:09 / arresto domiciliario xiii
Tags: light   luz   time   momento   tiempo   jorgelosada   
.

"El espacio y el tiempo. El tiempo y el espacio. Dos categorías que sirven para explicar toda realidad, dos coordenadas que se entrecruzan para decir un algo indefinido, inexistente. Todas las preguntas posibles pueden ser respondidas por medio de estos dos ejes: aunque unas realidades sean más ‘temporales’ y otras más ‘espaciales’, el registro ‘espaciotemporal’, la hibridación o amalgama de ambos es la dimensión de un concepto filosófico que permitirá resolver el dilema por medio de un binomio, de dos términos contrapuestos pero complementarios e inseparables, porque una realidad no puede ser explicada, ni siquiera pensada, sin requerir la presencia de esta doble idea"

Georges Perec, Especies de espacios



Recent Updated: 4 years ago - Created by www.jlosada.com and @jorge_losada on Instagram - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - www.jlosada.com and @jorge_losada on Instagram
Flickr grito

una agonia que no puede ser respondida solo queda la ansiedad

Recent Updated: 4 years ago - Created by josepls - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - josepls
Flickr Vida Nova

“A Vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser vivido.”
(Buda)

Recent Updated: 4 years ago - Created by Christiane Forcinito - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Christiane Forcinito
Flickr Finalmente!!!
Tags: cartinhas   
Todas as cartinhas respondidas!
Recent Updated: 4 years ago - Created by Artes da Nine - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Artes da Nine
Flickr Meu cesto de cartas recebidas e respondidas
Tags: square   squareformat   lordkelvin   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   
263/365 photography journal
Recent Updated: 4 years ago - Created by Teka e Fabi® - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Teka e Fabi®
Flickr Redscale
Tags: film   35mm   pin   hole   kodak   holes   pinhole   filme   negativo   estenopeica   lata   sprocket   chá   sténopé   redscale   orifício   marcoscampos   
Aproveitando, alguém tem dúvidas sobre Pinholes? Me passe que em breve serão respondidas de forma bem bacana!!! Vocês vão gostar... eu acho! ssrsrs

Câmera: Pinhole Chá
Distância Focal: 40mm
Filme: Kodak Pro 100 (invertido)

_______________________
www.marcoscampos.com.br

Recent Updated: 4 years ago - Created by marcoscampos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - marcoscampos
Flickr Tag: Início do Vício

Oi pessoal!

Nunca uma Tag foi respondida tão rápido hauhauhaua
É que quando vi a indicação da Mari, desta Tag que ela criou, lembrei direto dessa foto!

Aí eu imagino que eu tinha menos de 1 ano (segundo meus pais eu andei e falei mto rápido, porém demorei pra ter cabelo hauhauhauhau). Estou aí supostamente pintando minhas unhinhas!!!

Eu esmalto minhas próprias unhas "desde sempre". Lembro me de ter ido na manicure apenas 2 vezes, e ela só esmaltou as unhas, nunca tirei as cutículas de verdade.
Eu usava cores comuns nas unhas, aliás, quando eu era criança não existia essa variedade, né! Quando eu tinha cerca de 12, 13 anos, conheci a Big Universo, que tinha umas cores mto diferentes e até a Risqué lançou uma coleção "Fashion", eu tinha um azul e um roxo lindos dessa coleção! Aliás, nessa mesma época, eu era apaixonada por Aerosmith, e diversas vezes andei por aí com unhas no estilo "Steven Tyler" heheh

O tempo passou e eu continuei sempre esmaltando, porém foi apenas em 2011 que virei uma esmaltólatra heheh
Foi aí que comecei a acompanhar os blogs, os lançamentos e criei um flickr!

Meninas, quero ler também a história de vocês e ver fotos antigas!!!

Vou tentar indicar algumas pessoas que não foram indicadas pela Mari para divulgar essa Tag, mas ela já indicou quase toda minha lista de contatos hauahuha

Beijos e bom resto de semana a todas!!

Recent Updated: 4 years ago - Created by Manú_r - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Manú_r
Flickr Meet Me Under The Mistletoe - Orly

Prooonto, último verde do dia.
Alias, acho que vou dar um tempo antes que vocês desistam de mim e da minha galeria D: Hahaha
Acabei de postar esse lindão lá no LeVernis (Façam o favor de irem me visitar?)

(Sim, perdi um pouco da habilidade que eu achava que tinha para tirar fotos, olha o enquadramento dessa foto! credo! hahaha)

Tive alguns probleminhas na faculdade mesmo de férias e agora quero mandar a cuja para pqp! Tá, sei que não posso e tals, mas vontade não falta!
E estou cogitando seriamente a possibilidade de transferir de faculdade por conta de um professor filho da mãe que está atrasando a minha vida.
Enfim, aulas no curso de Design voltaram, aula no curso de Ciso também voltaram e quero ver onde a minha dignidade vai parar quando ficar sem tempo..
Mas enquanto isso não acontece, acho que vou ficar torrando a santa paciência de vocês, pode? D:

To sentindo tanta falta de taaaaanta gente por aqui, meninas, já está na hora de voltar a postar né?

1x Envy Nail, OPI
3x Meet Me Under The Mistletoe, Orly
1x Seche Vite (Olha, quem não usou não sabe o que é amor.)

Acho que agora vou ficar por aqui, dar umas respondidas nos comentários e visitar as galerias lindas de vocês.
Beeeijos ;*

Recent Updated: 4 years ago - Created by - May :) - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - - May :)
Flickr espantos and more crap✞

toda pestilente duda sera respondida via flickrcorreo o por nuestro macabro vistiendo_ataudes@live.cl (via correo) hacemos envios previo deposito via turbus sangria para todas!

Recent Updated: 4 years ago - Created by ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶
Flickr clube da carta

sua cartinha está nessa foto?
tenha paciência, ela será respondida :) tenho recebido muitas cartas semanalmente (do clube da carta, amigas e blogueiras) e é praticamente impossível responde-las com a rapidez que eu gostaria. espero que entendam que o meu trabalho toma praticamente todo o meu tempo e que eu tenho feito de tudo para não abandonar o clube da carta. tenham paciência comigo, meninas. beijooutrotchau

Recent Updated: 4 years ago - Created by °•● shiboneteria ●•° - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - °•● shiboneteria ●•°
Flickr Novos amigos!!!!!!!!!!!!!

TUDO PARA USO PESSOAL!

Bom....é assim meninas...para cada esmalte que eu com-prar, eu vou tirar um para doar...e assim minha coleção não vai crescer mais!!!! Será que consigo? Rsrsrs!

No princípio, eu estava pensando em tirar 3 esmaltes nacionais para cada importado adquirido!

Andei espiando as minhas cores e acho que não terei tantos esmaltes para tirar assim...gente, eu estava olhando, separei uma caixa com uns 50 esmaltes repetidos...juro! Só aquele absinto verdinho da colorama eu tenho 3!!!! O Hippie chic eu tenho 2, o Menta da Risqué eu tenho 3...e por aí vai!!!!

Mas, voltando ao assunto do post...vejam meus novos amigos LINDOS!!!!!!

Da esquerda para direita:

Revlon Gray Suede (um nude clarinho, quase branco, com um brilho leve, que só aparece no vidrinho mesmo)

Revlon No Shrinking Violet É um roxo metalizado lindíssimo! Já tinha usado o da minha mãe e fiquei doida com o bonito, queria ter o meu...rs!

Revlon Cherry Crush Gente, que esmalte lindo! É um vermelho escurão metalizado, tem uns brilhos meio alaranjados! Achei chiquérrimo!

Revlon Vixen Vinho escuro cremoso! Acho que vai ficar lindo por baixo de outros, como o DS Original da OPI, o DS Royal, etc...

OPI Eiffel for this color Este lindo estava na lista há tempos! Vou mostrar foto dele para vocês!

Deborah Lippmann Across the Universe É maravilhoso! Demorei a ter coragem de comprá-lo, quando resolvi comprar o site fez uma comigo que eu NÃO o recomendarei nunca!!!! Vejam só: com-prei dia 06-06, dia 07-06 eles me mandaram um email confirmando a postagem....nada do esmalte chegar...aí, esqueci da com-pra...quando foi dia 06-07, extamente 1 mês depois, eles me enviaram outro email dizendo que tinha postado (eu nem lembrava mais da compra) e o esmalte chegou dia 21-07, eu já tinha dado como com-pra perdida...olhei no envelope de postagem e realmente eles postaram um mês depois que com-prei. Mandei email reclamando e nem respondida eu fui! Por isso, não indicarei o site!

Risque Anos Dourados (da linha Cine Risque) Eu tava a fim de um esmalte bem diferentoso, que ngm usa...to cansada de ver tantas cores por aí....queria ser "a diferente", rsrsrs...aí, peguei esse "mostarda", beeeem anos 70 mesmo, é cintilante amarelo/dourado, esmalte loiro....rs...Vamos ver quando eu usar...como vai ficar!

Recent Updated: 4 years ago - Created by .Mel* - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .Mel*
Flickr Mais cartas respondidas!
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   xproii   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 4 years ago - Created by CraftAle® - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - CraftAle®
Flickr ✝espantos and more crap ✞

dudas pesadillas haganlas saber preferentemente via flickrcorreo
toda pestilente duda sera respondida o por nuestro macabro vistiendo_ataudes@live.cl (via correo) wine and gore para todas


Recent Updated: 4 years ago - Created by ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶
Flickr La realidad como escalada: puntos de anclaje.
Tags: uploaded:by=flickstagram   instagram:photo=1303864742367225   


28 Likes on Instagram

12 Comments on Instagram:

sevillacreativa: Cojonudo ese giro Juanjo. Brutal

juanjomunoz: @crisforever todo tuyo :) si prefieres... juanjomun@gmail.com es mi mail

juanjomunoz: @sevillacreativa muchas gracias, maestro!

crisforever: Enviado correo

juanjomunoz: @crisforever respondida, gracias de nuevo Cristina :)

vicenteparrilla: ¡Qué ojo tienes, Juanjo!

juanjomunoz: @vicenteparrilla gracias tío! A ver si nos vemooooooooos!

juanjomunoz: #realidadcomoescalada


Recent Updated: 4 years ago - Created by juanjomunozlorencio - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - juanjomunozlorencio
Flickr Cartinha respondida... to adorando isso ^____^
Tags: square   squareformat   hefe   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 4 years ago - Created by Gaia.Tata - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Gaia.Tata
Flickr bones hate and more crap

dudas pesadillas haganlas saber preferentemente via flickrcorreo
toda pestilente duda sera respondida o por nuestro macabro vistiendo_ataudes@live.cl (via correo) wine and gore para todas


Recent Updated: 4 years ago - Created by ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶
Flickr Deus, cor e pátria
Tags: jcduarte   
Uns dias antes tinha estado mesmo na fossa, mais por baixo que barriga de jacaré. Por isso, quando me abordaram no comboio, não só não os afastei como é meu hábito como ainda caí na patetice de lhes dar a minha morada. Assim, quando naquela tarde os dois “Elder’s” me bateram à porta, tive que a franquear e conversar com eles. Afinal o convite tinha sido meu…
Tenho que admitir que possuo alguma admiração por aqueles que, tendo uma fé, dão o seu tempo e o seu esforço por ela, na tentativa de “salvar almas”, seja lá isso o que for.
E como sou curioso do género humano, tentei tirar partido da situação, aprendendo com eles o possível, apesar da dificuldade do fazer a ponte entre um crente e um agnóstico.
As suas técnicas de catequização eram bastante primárias, para não ir mais longe. Faziam acompanhar os seus discursos bem ensaiados com ilustrações em tons aguarela, bem semelhantes àqueles que eu não conheci de perto nas aulas de moral e religião da escola. Não só a coloração, como o próprio traço eram de uma ingenuidade própria para cativar crianças… de outras épocas. Mas quem sou eu para criticar os métodos (desde que legítimos) de missionários?
Desta conversa retive, e retenho, três aspectos principais:
Em primeiro lugar, a maioria das minhas perguntas, materialistas e racionais, não podiam ser ali respondidas. A todas ou quase era-me dito que as respostas só as poderia obter em sessões posteriores, quando os rudimentos estivessem aprendidos;
Em segundo lugar, deveríamos, eles e eu, ajoelharmo-nos para rezar, mostrando assim a nossa humilhação perante o criador. Como não sou crente, fiz algumas fintas e escapei-me desta. Entre outras coisas, porque seria uma hipocrisia da minha parte;
Mas não me escapei de ouvir – e nunca mais esquecer – um dos seus dogmas sobre a criação do mundo e do Homem.
De acordo com eles, o criador terá povoado o planeta em dois locais simultaneamente: o Médio Oriente e o continente Norte Americano. Neste, o género humano vivia no paraíso, porque de acordo com as leis divinas. Mas, a partir de dada altura, alguns desviaram-se delas, passando a viver na luxúria, no deboche, na violência.
E então, de castigo, o criador escureceu-lhes a pele!
Quando ouvi isto, ainda ponderei a situação, mas achei que o preço a pagar pelas vidraças quebradas era demasiadamente alto comparado com a satisfação que sentiria vê-los sair pela janela do meu 7º andar.
Engoli em seco e tentei acabar a conversa rapidamente, procurando mostrar alguma urbanidade para com as visitas.
À saída, ainda tentaram dar-me uns papéis com excertos do seu livro sagrado, para que o pudesse conhecer melhor. Perante a minha recusa em aceitar, argumentando que não seria por excertos que poderia conhecer a fundo uma religião, entreolharam-se e acabaram por me ofereceram o exemplar que possuíam.
Ainda lhe dei uma olhada, mas nunca fui mais longe que isso.
Queima-me os dedos e a retina ler um livro que tão primariamente defende o racismo e a segregação racial.
Não! Não na minha casa nem na minha convivência! E, se pudesse, não na convivência dos demais seres humanos!
Porque estes que ali estiveram, são infra humanos!

Tem esta estória, talvez, quinze anos, e publiquei-a faz hoje exactamente cinco anos
Mas, ao relê-la e recordar os detalhes do que então vivi e aqui não contei, não posso deixar de fazer um paralelismo com o que vai acontecendo por cá, hoje em dia.
É que sairiam pela janela, desta feita um terceiro andar, aqueles que me tentassem convencer para efeitos eleitorais que os migrantes que por cá vivem são úteis para trabalhar nas obras e na limpeza de casas e ruas, mas que a sua maioria estaria bem era atrás das grades ou recambiados lá p’ra terra deles. Sejam eles loirinhos de leste, amarelinhos do sol-nascente, escurinhos d’áfrica ou meias-tintas dos brasis. Porque alguns há por aí que vão defendendo, mais ou menos francamente, que os nossos males actuais advêm dessa “cambada” que estão aqui a subverter a lusitaniedade.
Tal como usariam o mesmo caminho de saída aqueles outros que, a pretexto de tentarem obter votos, me viessem dizer que merecem melhores cuidados de saúde, de educação, de justiça, melhores tectos, alimentação e vestuário aqueles que nasceram em condomínios fechados que os que nasceram em habitações sociais.

É por causa dessas e de outras que passei a ser muito selecto naqueles que franqueiam a minha porta. E que, como reforço de precaução, passei a ter sempre uma janela aberta: é que não quero ter despesas com o vidraceiro!


Texto e imagem: by me

Recent Updated: 5 years ago - Created by jcduarte98 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - jcduarte98
Flickr María
Tags: 1936   iglesia   guerra   niños   retratos   civil   aceite   maría   franquismo   represión   robados   ricino   garzón   médicos   vencidos   negligencias   
Puedes grabar lo que quieras. Te lo voy a contar todo. Porque ya no tengo miedo.

No saques el nombre de los asesinos de mi madre, ni de los que le daban las palizas a mi padre, ni de los que me daban el aceite de ricino desde los nueve años. Porque sus hijos no tienen la culpa de lo que fueron sus padres.

Yo le he escrito al rey, le he escrito al fiscal, le he escrito a la audiencia, le he escrito a castilla y león. Tengo cientos de cartas respondidas, pero mi madre sigue enterrada al pie de la carretera. Mi madre a la que vinieron a buscar en septiembre del 36 arrancándola de mí y de mi hermana.

Cuando cumplí nueve años nos cogieron a mí y a mi hermana, y a tantas otras mujeres del pueblo, también embarazadas y niñas camino de la iglesia. Después del sermón nos sentaron a todas y nos hicieron beber medio o un litro de aceite de ricino y diez o veinte guindillas, depende de si eran niñas o mujeres. Esa fue la única vez que lo hicieron en grupo. Después nos cogían según les daba, varias veces al año hasta que cumplí diecisiete.

La última vez lo hicieron porque decían que yo había visto a los maquis. Yo no veía a nadie, nada más que iba escapándome por las calles para que no me viera nadie. Tuve que ir de vientre cuarenta y siete veces y acabé por la tarde en la cama, desmayada, sin conocimiento, hasta que mi padre al día siguiente me despertó de un grito asustado. Él nunca lo supo, nosotras lo protegíamos, porque sino hubiera ido a por ellos y los hubiera matado. Y después lo hubieran matado a él.

Se pasó la vida protegiéndonos y nunca más se volvió a casar. Decía que ninguna mujer podría ocupar jamás el sitio de mi madre.

A mi padre le daban palizas constantes, sobre todo al principio. Mi padre se defendía, era un hombre fuerte pero diez hombres contra él era demasiado. Lo cogían por la calle cuando venía del campo.

Una vez llegó a casa sangrando, nosotras le preguntamos que qué le había pasado y él dijo que nada, que se había caído y había rodado contra unas ramas. En seguida llamó la guardia civil y se lo llevaron. Llegó varias horas después con la carne de un brazo colgando. Mi hermana llamó al médico mientras yo le curaba las heridas. El médico vino y lo curó amablemente. Al día siguiente le dieron una paliza al médico.

Creo que la primera hija que parí me la robaron. Llegué a Madrid y una enfermera me cruzó las piernas y se sentó encima mío para que no empujara. Me dijo que todas las de pueblo éramos unas animales. Al rato llegó el doctor y me metieron en un quirófano, decía que la niña corría peligro de asfixia. Me anestesiaron y me la sacaron con fórceps. Cuando desperté me dijeron que estaba en una incubadora. Yo la pedía pero no me la daban, y estaba destrozada. Después de dos semanas ya me confesaron que la niña había muerto hacía una semana, pero yo no me lo creo. Había una mujer que andaba buscando un bebé para adoptar, y negoció con una madre soltera que limpiaba las habitaciones pero le dijo que ella no vendía a su niño por nada.

Estoy perdiendo la voz, pero por suerte hoy vengo del médico y me ha dicho que no es nada malo. Que es desgaste. Que estoy como oxidada.

Yo lo único que pido es sacar los huesos de mi madre y llevarlos junto a mi padre, que también está enterrado con una hija que murió. Venir a la vida para vivir tantas desgracias. Llevo muchos años luchando para que pase, aunque me caiga muerta el mismo día que los entierre juntos me da igual, todo valdría la pena. Al hijo de un rey o de un político ya lo hubieran enterrado ya dignamente. Pero a nosotros, que no somos nada, el mundo entero nos da la espalda.

Aitor Fernández | DateCuenta | 82ª entrevista proyecto Vencidos

Recent Updated: 5 years ago - Created by DateCuenta - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - DateCuenta
Flickr Terra da Boa Gente

X:
Empurramos as vidas num factor X.
Estamos sempre em cruzamentos em X...
Temos sempre um X de questões não respondidas....
E no mar....onde uns navegam..ainda temos o X entre barcos...

Recent Updated: 5 years ago - Created by Nuno Ibra Remane - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Nuno Ibra Remane
Flickr Férias

Entre os dias 13 e 19 de março estarei viajando. Emails e FMs serão respondidas após esse período.

Abraços,

Marcela

Recent Updated: 5 years ago - Created by Tchela Gomes - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Tchela Gomes
Flickr Lucidez

"Duvide de tudo que existe, desconfie de todos que falam com você, procure respostas para as perguntas não respondidas, verás então que somos todos loucos, sem nenhum um pouco de lucidez, se tivessemos, não deixaríamos nenhum pôr-do-sol passar... sem ser apreciado"
Recent Updated: 5 years ago - Created by Bella Prado - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Bella Prado
Flickr
Tags: life   light   reflection   luz   colors   girl   photoshop   libertad   sadness   tristeza   freedom   hands   diptych   tears   loneliness   chica   darkness   bokeh   manos   colores   nails   vida   desenfoque   reflejo   hours   soledad   weeping   manta   oscuridad   horas   uñas   dudas   lágrimas   llanto   díptico   
El escondite eran viejas mantas, mojadas de lágrimas. Vivía en ellas intentando olvidarse de lo que en realidad sucedía fuera. Dejaba atrás sus complejos, hundiéndolos en el fondo de su vacía cama.
La noche era el fondo de la historia de su vida.
Oscuridad. Soledad.
Perdió la noción del tiempo tras horas y horas de llanto.
Descubrió que las respuestas no eran lo suyo. Se había atado a una vida de dudas incapaces de ser respondidas.
Y la vida pasó, mientras ella permanecía en su pequeña guarida, intentando descifrar todos y cada uno de los significados de la palabra ''libertad''.




Recent Updated: 5 years ago - Created by palaabrasusadas... - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - palaabrasusadas...
Flickr

caricias respondidas con rasguños .__.
Recent Updated: 5 years ago - Created by nicole blüeberry - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - nicole blüeberry
Flickr demencia and more crap

toda pestilente duda sera respondida via flickrcorreo o por nuestro macabro vistiendo_ataudes@live.cl (via correo) hacemos envios previo deposito via turbus sangria para todas!

Recent Updated: 5 years ago - Created by ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ︵︶︷† Vistiendo Ataudes† ︵︶
Flickr Seja sua própria luz.

A Vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser vivido.
(Buddha Sidharta Gautama / Buda Sakyamuni / Sidarta)

Recent Updated: 5 years ago - Created by Trapo Inssano - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Trapo Inssano
Flickr The limit

Qual caminho devo seguir, que escolhas devo tomar e o que isso me dará? As perguntas serão respondidas á cada dia, a cada segundo a cada minuto. Eu quero que tudo isso venha de uma forma de felicidade!
Recent Updated: 5 years ago - Created by Rebeca Manuela - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Rebeca Manuela
Flickr décima imagem

Sem a prensa, talvez muitas das coisas que conhecemos hoje seriam diferentes ou não existiriam. Talvez, alguém tivesse a mesma idéia que Gutenberg, talvez não. Questões que não poderão ser respondidas.

.

Recent Updated: 5 years ago - Created by fla_machado2 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - fla_machado2
Flickr ABRIGO MEZCLILLA Y POLAR
Tags: y   polar   mezclilla   
Mezclilla en el exterior y forrado completamente en polar.

Sus consultas serán respondidas en el mail
kumelu.bazar@gmail.com

Recent Updated: 5 years ago - Created by Kümelu Bazar - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Kümelu Bazar
Flickr Martha Medeiros.. AMIGO DE SI MESMO..

Fotos: fiz-nokia..


_Amigo de si mesmo_

Em seu recém-lançado livro Quem Pensas Tu que Eu Sou?, o psicanalista Abrão Slavutsky reflete sobre a necessidade de conquistar o reconhecimento alheio para que possamos desenvolver nossa autoestima. Mas como sermos percebidos generosamente pelo olhar dos outros?

Os ensaios que compõem o livro percorrem vários caminhos para encontrar essa resposta, em capítulos com títulos instigantes como Se o Cigarro de García Márquez Falasse, Somos Todos Estranhos ou A Crueldade é Humana. Mas já no prólogo o autor oferece a primeira pílula de sabedoria.

Ele reproduz uma questão levantada e respondida pelo filósofo Sêneca: “Perguntas-me qual foi meu maior progresso? Comecei a ser amigo de mim mesmo”.

Como sempre, nosso bem-estar emocional é alcançado com soluções simples, mas poucos levam isso em conta, já que a simplicidade nunca teve muito cartaz entre os que apreciam uma complicaçãozinha.

Acreditando que a vida é mais rica no conflito, acabam dispensando esse pó de pirilimpimpim.

Para ser amigo de si mesmo é preciso estar atento a algumas condições do espírito. A primeira aliada da camaradagem é a humildade.

Jamais seremos amigos de nós mesmos se continuarmos a interpretar o papel de Hércules ou de qualquer super-herói invencível.

Encare-se no espelho e pergunte: quem eu penso que sou? E chore, porque você é fraco, erra, se engana, explode, faz bobagem. E aí enxugue as lágrimas e perdoe-se, que é o que bons amigos fazem: perdoam.

Ser amigo de si mesmo passa também pelo bom humor. Como ainda há quem não entenda que sem humor não existe chance de sobrevivência? Já martelei muito nesse assunto, então vou usar as palavras de Abrão Slavutsky: “Para atingir a verdade, é preciso superar a seriedade da certeza”. É uma frase genial. O bem-humorado respeita as certezas, mas as transcende. Só assim o sujeito passa a se divertir com o imponderável da vida e a tolerar suas dificuldades.

Amigar-se consigo também passa pelo que muitos chamam de egoísmo, mas será? Se você faz algo de bom para si próprio estará automaticamente fazendo mal para os outros? Ora.

Faça o bem para si e acredite: ninguém vai se chatear com isso.
Negue-se a participar de coisas em que não acredita ou que simplesmente o aborrecem.

Presenteie-se com boa música, bons livros e boas conversas. Não troque sua paz por encenação. Não faça nada que o desagrade só para agradar aos outros. Mas seja gentil e educado, isso reforça laços, está incluído no projeto “ser amigo de si mesmo”.

Por fim, pare de pensar. É o melhor conselho que um amigo pode dar a outro: pare de fazer fantasias, sentir-se perseguido, neurotizar relações, comprar briga por besteira, maximizar pequenas chatices, estender discussões, buscar no passado as justificativas para ser do jeito que é, fazendo a linha “sou rebelde porque o mundo quis assim”.
Sem essa. O mundo nem estava prestando atenção em você, acorde. Salve-se dos seus traumas de infância.

Quem não consegue sozinho, deve acudir-se com um terapeuta. Só não pode esquecer: sem amizade por si próprio, nunca haverá progresso possível, como bem escreveu Sêneca cerca de 2.000 anos atrás. Permanecerá enredado em suas próprias angústias e sendo nada menos que seu pior inimigo.

Martha Medeiros












Recent Updated: 6 years ago - Created by Mª Eugênia M. Guimarães - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Mª Eugênia M. Guimarães
Flickr Amizade Verdadeira.

Quem realmente são nossos amigos? Essa é uma pergunta que eu me faço todo dia. Será que fulando está sendo verdadeiro comigo ou é apenas fingimento e se for será que é por interesse? Essa duvida todos tem e alguma das vezes essas perguntas são respondidas. O que temos que fazer é analisar toda essa situação, o jeito como ela lhe trata, como lhe olha e como fala contigo. Tá, parece meio complexado, mas foi o que eu fiz e nisso descobri quem realmente é meu melhor amigo: Fulano ou Sicrano. Descobri que sicrano era meu amigo por interesse e fulano que conheço faz teeeeeempo é de verdade meu amigo. Eu sou uma pessoa bem complexada com isso e preciso saber quem de verdade gosta de mim. É melhor ter um amigo verdadeiro que mil falsos. Pare e pense, quem é seu melhor amigo?
Recent Updated: 6 years ago - Created by Andressa_Kartalian - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Andressa_Kartalian
Flickr Prisão da pichadora Caroline `Sustos` motiva manifesto

O caso de Caroline Pivetta da Mota, a Caroline `Sustos`, presa em flagrante por ter pichado e depredado o Pavilhão da Bienal de São Paulo junto a um grupo de cerca de 40 jovens, em 27/10/08, durante a exposição da Bienal, está dando o que falar.
Em 13/12/08, a partir das 19h30, no Atelier La Tintota, em São Paulo (SP), um grupo de “artivistas” se reúnem para uma manifestação em defesa de Caroline. Para a iniciativa, Artur Matuck (artista plástico, escritor e professor da Universidade de São Paulo), escreveu um manifesto, reproduzido abaixo na íntegra:
|
"Caros artivistas do Brasil e do mundo,
Vocês estão informados de um dos resultados da Bienal Internacional de São Paulo que se encerrou hoje? Uma mulher autodenominada pichadora está presa, ameaçada de permanecer encarcerada por até três anos. Caroline `Sustos` foi uma das integrantes do grupo de pichadores que invadiu a mostra. As paredes foram pichadas e repintadas e a mostra não foi prejudicada.
Independente da discussão estética, se a pichação é ou não arte, se se justifica ou não, a atuação deste grupo ao invadir o prédio da Bienal com um grupo de pichadores, foi também um ato expressivo, foi inequivocamente uma manifestação cultural que poderia, deveria ser discutida, avaliada, rejeitada e mesmo eventualmente contida. Que tenha como resultado a detenção de uma mulher apresenta-se como lamentável e inaceitável para as instituições públicas de São Paulo.
Especialmente, a Bienal de São Paulo não deve participar de um ato repressivo que resulte na detenção de Caroline `Sustos` (como assina seus autos de prisão) em suma, em mais uma pessoa encarcerada por motivos muito discutíveis.
Pode-se sim considerar, ao contrario, que a proposta do curador Ivo Mesquita em manter um andar da exposição vazio, para um exercício de reflexão sobre todas as Bienais do mundo, como afirmou, foi devidamente respondida por este grupo de pichadores. Esta resposta representa uma pulsão de uma cidade !
A história tem demonstrado que inúmeras vezes os críticos, curadores e historiadores equivocam-se diante de manifestações artísticas inusitadas. A Bienal de São Paulo teria muito a ganhar se o andar vazio tivesse sido, após esta invasão, voluntariamente oferecido aos pichadores e grafiteiros de São Paulo que aliás projetaram sua arte internacionalmente. O fato da pichação não ser validada e legitimada pode também representar uma ausência de reflexão de críticos e historiadores diante de um fenômeno contemporâneo que escapa de nossos paradigmas habituais.
A abertura da Bienal teria sido um gesto inédito de reconhecimento por uma instituição artística, de uma forma expressiva que se espalhou por toda a cidade e não pode ser simplesmente ignorada. Uma discussão ampla e bem informada sobre o fenômeno cultural da pichação é relevante desde que na medida em que não é validado enquanto expressão artística pode ser considerado como vandalismo e justificar repressão.
Diante de todo o exposto, proponho que seja organizado um protesto, seja presencial seja virtual, por todos os meios possíveis, convocando `artivistas` sejam brasileiros sejam internacionais no sentido de convocarmos nossas energias para que esta mulher seja liberada o quanto antes.
Aqueles dentre nós que possam acessar jornalistas, advogados, promotores de justiça, políticos, professores, estudantes, todos que puderem de algum modo interferir a favor, reenviarem esta mensagem e solicitar solidariedade.
Aqueles que puderem traduzir este protesto para outras línguas e enviar para grupos de discussão e instituições estrangeiras favor engajarem-se o quanto antes.
Divulguem este protesto, disseminem esta idéia para que Caroline seja libertada o quanto antes e para que as instituições artísticas e culturais brasileiras não se tornem cúmplices neste cerceamento da liberdade e da expressão”.
- Artur Matuck (artista plástico, escritor e professor da Universidade de São Paulo).

Recent Updated: 6 years ago - Created by Pixação Art Attack - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Pixação Art Attack
Flickr A Face da Arte Contemporânea

Entre Duchamp, A Favorita, Raphael Augustaitiz e A Bienal

Josemar da Silva Martins (Pinzoh)

De vez em quando passo por São Paulo, que acho a mais brasileira e a mais internacional de todas a cidades e, por isso, a diversidade de suas opções parece não ter fim. Na maioria das vezes vou a trabalho – mesmo que sempre dê para dar umas voltas. Desta vez fui mais para visitar parentes e amigos, pingar um pouco mais na casa de uns do que na casa outros, e menos a trabalho. Aproveitei para transitar um pouco mais por suas esquinas, vias, vales, montes e subsolos. Cheguei dia 11 de julho de 2008 e, por puro golpe de sorte, pude testemunhar a abertura da exposição que o Museu de Arte Moderna (MAM) dedicou às “obras” de Marcel Duchamp – entitulada "Marcel Duchamp: Uma Obra Que Não É Uma Obra 'De Arte'". A exposição ficou no MAM de 15 de julho a 21 de setembro de 2008. Eu não poderia deixar de ver a simulação dos signos – e enigmas! – que este “artista” impôs ao século XX e à arte de uma forma geral, tendo estabelecido os princípios daquilo que temos chamado de “arte contemporânea”. Eu não poderia deixar de me banhar nessas águas – embora tenha percebido que ela já está um tanto envelhecida.
Pude perceber que tanto havia aqueles esforçados em ver algum valor na “obra” e até pretendiam fazer outros perceberem sua coerência – como o caso de uma moça que explicava a um grupo de jovens que não usava All Star (lembro agora de um texto que li numa edição da Revista Bravo!, fazendo uma relação entre os públicos jovens que freqüentavam a Bienal, e distinguia os que usavam All Star – os de classe média, universitários – e os que usavam tênis “da hora” – os jovens da periferia), a transformação operada pelo trabalho do “artista” com seus ready mades, mesmo que alguns deles franzissem a testa – como também havia outros com algum princípio de riso não contido, no canto da boca.

Desconfio que a “arte” atual (entre aspas, como consta no título da exposição) não apenas é mais radical do que Duchamp, como também há um desconforto que se insurge ali. As “obras” são cópias (talvez de outras cópias) e nisso não haveria nada de mais, em se tratando de Duchamp, já que foi ele o principal demolidor da relação entre o original e a cópia – coisa que só tinha sentido quando à arte estava consagrada alguma aura. A questão é que aqueles seguranças engalanados dão a entender que ali trata-se não apenas de um relicário, mas em um santuário. Alguma aura é re-investida, mas convertida em simulacro, já que as consciências presentes pagam pela falsificação com a certeza de se relacionarem com alguma coisa autêntica. É, no mínimo, uma relação movida pelo fetiche.

Ocorre que, justo no dia 11 de julho de 2008, dia em que cheguei à cidade, o capítulo de A Favorita, novela das oito da Globo, levou ao ar uma cena em que a personagem Alícia está apresentando sua “obra de arte contemporânea” constituída de uma “instalação” de ovos espalhados no chão, formando uma espécie de tapete, e um ovo grande (mais ou menos do tamanho de um ovo de avestruz) que ela própria segura nas mãos, enquanto recita um texto. É interrompida pela personagem Céu, que perguntando se é aquilo que chamam de “arte contemporânea”, invade a instalação e começa a atirar ovos em Alicia. Curiosamente nesse mesmo dia fazia exatamente um mês do ato de Raphael Guedes Augustaitiz, aluno concluinte da Escola de Belas Artes, que invadiu a escola acompanhado de 40 pessoas encapuzadas que picharam o prédio da referida escola, dizendo ele que o gesto fazia parte do seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). O jovem aluno de 24 anos não logrou o mesmo sucesso de Duchamp. O tratamento recebido está mais para o vexame vivido por Alícia, em A Favorita: foi expulso da Faculdade Belas Artes de São Paulo e ficou sem o diploma, por ter pichado o prédio da instituição e – conforme palavras de vários veículos de comunicação – por ter depredado, agredido funcionários e destruído alguns trabalhos expostos nas dependências da Universidade.


Voltei de São Paulo com uma sensação estranha em relação à “arte contemporânea” e ao tratamento que damos a ela. De fato, conheço muitas pessoas que não compreendem os seus axiomas. As pessoas que não tem formação muito requintada de conceitos acadêmicos certamente estranham a maior parte delas. E não a entendem porque não conseguem enxergar o percurso do deslocamento que transforma peças comuns, de uso cotidiano, em obras de arte: o que distingue um urinol ou uma roda de bicicleta de Ducham de um urinol ou uma roda de bicicleta qualquer? E há aqueles que, compreendendo os axiomas da “arte contemporânea”, deles discordam, como é o caso de Affonso Romano de Sant´Anna, que escreveu um livro de crônicas e críticas de arte cujo título é Desconstruir Duchamp, e para o qual a “arte contemporânea”, emulada a partir do paradigma de Duchamp, rompe com a aura na obra de arte para fincá-la no terreno do puro conceito. É por isso que Céu, personagem “matuta”, não compreendeu a obra de Alícia.


E a minha sensação estranha vai mais além: enquanto “professores” tentam, iniciar alguns jovens que não usam All Star no terreno conceitual da “arte contemporânea”, a mesma academia que “banca” o valor da arte de Duchamp, só vê vandalismo na pichação do aluno. É ai onde a estética de contestação da arte contemporânea passa longe da verdadeira contestação. Estava certo Adorno quando relacionou Ulisses atado ao mastro para ouvir o canto das sereias, à divisão da arte em arte de elite (exuberante, refinada, mas atada) e o que se reservara aos remadores: cera nos ouvidos. Este é o duplo silêncio da arte de elite. Silêncio de si. Silêncio dos que poderiam contestar. Suponho que no ato de Raphael Guedes Augustaitiz haja uma dupla inspiração: por um lado o suposto ambiente “liberal” da Universidade, onde aparentemente tudo pode, especialmente no que diz respeito à “arte contemporânea”; por outro lado, a contestação radical, nutrida noutras redes de sentido que, infelizmente, a Universidade não está pronta para dialogar, pois implicaria reposicionar seu próprio discurso sobre a arte contemporânea.
Neste caso, recomendo ao aluno ler um livro introdutório sobre arte contemporânea, Arte Contemporânea: uma introdução, de Anne Cauquelin (Martins Fontes), para ele entender que a pergunta “o que é arte?”, só pode ser respondida levando em conta a rede de relações que sustenta a respectiva resposta. As redes que decidem o que é arte formam uma instância muito específica, por isso mesmo uma borra de café espalhada em um painel branco na entrada do MAM, abrindo acesso a uma exposição de Marcel Duchamp, não só pode como conta até com trabalho profissional sofisticado, produção, curadoria, etc. Não é apenas estético: é conceitual. E é, acima de tudo, só simulação. Simulacro de rebeldia e transgressão. Por isso mesmo, o ato real, radical, de pichar as paredes da escola, não pode. A rebeldia, a transgressão, desde Duchamp, não passam de encenação! O que não é encenação, simulação, simulacro, pode ser confundido com terrorismo.

Mas, mais curioso do que isso, é o acontecido na 28ª Bienal de São Paulo, inaugurada em 26 de outubro de 2008, na qual o segundo andar inteiro do pavilhão da Bienal ficou totalmente vazio como expressão de arte, tendo por conta disso ficado esta conhecida como “a Bienal do vazio”. Como diria Affonso Romano de Sant´Anna, é o luxo da arte conceitual. Os manifestante contra esta faceta da arte niilista, que picharam o pavilhão para torná-lo menos vazio, estes foram presos. Claro, eles não tinham curadoria, como as borras de café da entrada da exposição de Duchamp, no MAM. Novamente são estes transformados em terroristas! Maldição!

www.rascunhodigital.faced.ufba.br/ver.php?idtexto=718

Recent Updated: 6 years ago - Created by Pixação Art Attack - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Pixação Art Attack
Flickr PARABÉNS MINHA FILHA AMADA! FELIZ ANIVERSÁRIO!MARIANA (20) ANOS 13/11.


MARIANA!!!
"Que hoje se realize tudo o que você quer. Que a Paz de Deus e o frescor do Espírito Santo estejam em seus pensamentos, domine a noite em seus sonhos e seja sobre todos os seus medos. Que Deus se manifeste de uma maneira jamais experimentada por você.. Que suas preces sejam atendidas, inclusive seus sonhos mais íntimos e suas orações sejam respondidas. Minha oração é para que você tenha mais Fé. Minha oração é para que seus espaços sejam aumentados.. Minha oração é pela sua Paz, Cura, Saúde, Felicidade, Prosperidade, Alegria e um Verdadeiro e Eterno Amor a Deus.
FILHA LINDA SEJA FELIZ HOJE E EM CADA SEGUNDO DE TUA VIDA!!! EU TE AMO MUITO.
FELIZ ANIVERSÁRIO!!!

Recent Updated: 6 years ago - Created by ✂✂✂✿♥ ANGELA MONI ♥✿✂✂✂ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ✂✂✂✿♥ ANGELA MONI ♥✿✂✂✂
Flickr Anhangabaú revelado em p&b (Zeiss Ikon Mess Ikonta 524/16)
Tags: brasil   zeiss   sãopaulo   pb   asa400   ilfordhp5plus   centrodacidade   valedoanhangabaú   adobelightroom   prontors   fotoanalógica   antoniocarloscastejón   zeissikonikontamess52416   novaranastigmat135f75mm   médioformato6x6   scannerepsoncx7700em300ppi   
Vale do Anhangabaú - São Paulo/SP - Brasil

Minha primeira foto revelada em p&b
Algo estranho aconteceu: Escura demais.

O que será?
A marca do filme?
O tempo de exposição menor com ASA / ISO maior não deu certo?

Bem, essas e outras perguntas serão respondidas na próxima seqüencia :)


A ficha não muito técnica:) é esta:

Foto analógica: 120mm
Filme: ILFORD HP5 PLUS
ASA / ISO: 400
Máquina: Zeiss Ikon Mess Ikonta 524/16
Lente: Novar-Anastigmat f3.5 75mm
Abertura focal em B por cerca de 10 segundos em F8

www.flickr.com/photos/carloscastejon/3993277303

Scanner: Epson CX7700 em 300ppi
Software: Adobe Lightroom (apenas fotometria)

Recent Updated: 6 years ago - Created by Antonio Carlos Castejón - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Antonio Carlos Castejón
Flickr "A Vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser vivido."


Recent Updated: 6 years ago - Created by hiilx - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - hiilx
Flickr Pôr do Sol
Tags: natureza   
"A vida não é uma pergunta a ser respondida.
A vida é um misterio a ser vivido."

Recent Updated: 6 years ago - Created by zelia L. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - zelia L.
Flickr INFO Y SPAM!!!

Fotografia editada para linea Ktarsis KÖ

PARA RESPONDER PREGUNTAS LAS OPCIONES SON:
1. Al mail k.tarsis@hotmail.com
2. Agregame a facebook (facebook.com/ktarsis.prendas)
3. Si las anteriores te dan flojera, envíame tu consulta con tu mail al flick correo y yo responderé por mail externo
TODA ESTA PAJA, ES PARA EVITAR PROBLEMAS CON LA CUENTA FLICK :)

Después de que tus preguntas estén respondidas y te decidas a K:oⓂ️pr:ar, la reserva se hace enviando un correo con tu nombre y número de celular

PEDIDOS
Todo lo que esta en los álbum y no tenga ninguna indicación extra es de entrega inmediata.

Los artículos que ya se fueron se borran

Con respecto a los artículos exclusivos de Ktarsis, solo hago uno de cada uno, y teniendo los materiales puedo hacer una replica, esto se especifica como A PEDIDO (Cuya entrega se realiza en un plazo máximo de una semana a partir del día de confirmación)
Si en cambio en la descripción aparece (*U) significa q es único y no puedo reproducirlo

ENTREGAS:
Metro Santa Isabel: De Lunes a Viernes cualquier horario.
Metro U.Catolica, Moneda: Una vez a la semana distintos horarios que serán avisados por el muro a principio de semana.
Espero máximo 15 minutos, si avisas que no podrás llegar (a mi correo o a mi cel), acordamos otro día, si no avisas, se cancela la venta pa' siempre.

ENVIOS:
Hago envíos, vía Tur Bus y Correos de Chile previo depósito y por pagar.

GRARANTIA:
Los productos exclusivos de Ktarsis tienen 2 semanas de garantía por cualkier eventual problema, (obvio q no se cambia nada si se nota q lo uso de juguete un niño o te lo tomo tu perro regalón ¬¬ )

Salud!!
Ktarsis

Recent Updated: 7 years ago - Created by KTARSIS PRENDAS - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - KTARSIS PRENDAS
Flickr Unhas de Carnaval + Tag
Tags: carnaval   unhas   esmaltes   konad   
Oi meninas!!

Atrasada, vim aqui mostrar pra vcs o que usei no Carnaval!! Foi suuper fácil de fazer e ficou lindo! *-*
Escolhi 5 cores pastéis e pintei cada unha de uma cor, foram elas:

Azul Céu (Ludurana)
Merengue (Top Beauty)
Belini (Ana Hickmann)
Maria Clara (L'a Pogée)
Porto de Galinhas (Dote)

Depois carimbei com a plaquinha da m57 da Konad, e usei as cores:

Azul Cobalto (Impala)
Correta (Ludurana)
Amarelo Pop Art (Colorama)
Esmalte pra carimbo verde (Hits)
Violeta (Colorama)

Finalizei com o top coat da Ideal, e o único que borrou foi o verde, como vcs podem ver.. ¬¬

O que acharam meninas?! Fez o maior sucesso aqui!!!

E aproveitando o clima de Carnaval, já to pganado a TAG Carnaflickando! Fui indicada pela Nandafe e pela Fran! Obrigada meninas!


______________________________



Regras:
- Postar uma foto sua bem carnaval.
- Indicar 10 pessoas.

Eu considero essa data: meio sem sentido... Não curto muito e não vejo o porque dela existir, mas gosto muito de ver os desfiles das escolas de samba! E adoro pq é feriadão prolongado, né?! Rs..

Vou passar o carnaval: Passei na praia de Caiobá, como de costume..

Já tem alguma idéia de como vai pintar as unhas para essa data? Já tá respondida!

Gosta de usar fantasias? Acho super legal, mas é mto dificil eu usar..

Conte uma loucura que você já fez no carnaval: Putz, não me lembro de nehuma.. só sei que esse ano uma das noites foi na Delegacia pq uma das amigas foi pega no bafõmetro.. ¬¬ (Ela tinha bebido um pouco sim, não estava bêbada, mas o índice do bafõmetro foi super alto pq ela não se alimenta direito.. muda de organismo pra organismo, né?!)

É isso!!!

Beijos!!
=*

Recent Updated: 7 years ago - Created by Juhh - - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Juhh -
Flickr Day 74 of 365
Tags: project365   
Onde fica o Norte? pergunta tantas vezes feita e muitas vezes respondida de forma errada.
Mesmo que não se saiba a direcção precisa do Norte, convém saber que a nossa paz depende de sabermos sempre +/- onde fica o norte e de sabermos com toda a segurança que o Sul é sempre 180º oposto ao Norte, sabermos que não podemos ter o Norte e o Sul a apontar para o mesmo lado ao mesmo tempo, da mesma forma que "não podemos ter a noite a iluminar o dia".
E é assim que nos centramos na PAZ que tanto precisamos, escolhemos um RUMO, não precisa ser Norte ou Sul pode ser Oeste, mas nunca nos esquecemos que o Norte está sempre no sentido oposto ao Sul, nunca mas nunca são coincidentes.
Quando te perderes, ou mesmo que te sintas perdida ... abre a bússola e escolhe o caminho, caminho que te leve à Paz e Felicidade que mereces.
sweet kiss

Recent Updated: 7 years ago - Created by rodrigo cabeceiras - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - rodrigo cabeceiras
Flickr Apaixonada

With all the power of a symphony
That’s how my heart beats when you’re holding me
I can’t conceal, this is how it feels
To be loved by you
If everybody knows, it’s only ‘cause it shows
Because I take your love everywhere I go…

Por todo o poderoso Deus que os híbridos acreditavam existir, e por todas as orações que Felicia nos fez rezar noite após noite; por todos os milagres que ela contou acontecerem e por todos os nomes sagrados que eu aprendi. Nada poderia existir de forma tão plena, fantástica e entusiasmante. Eu não conseguia me conter dentro de mim mesma, e meu corpo parecia desejar expandir-se como se fosse feito de componentes moles. Havia música em todas as vozes. Havia uma cor diferente em cada estrela que tingia o céu de prata. Havia um aroma diferente em cada vez que eu respirava. E nunca, em nenhuma hipótese, poderia haver alguém que guardasse dentro de si algo tão grande e tão ansioso para se libertar.

Aquela era eu, exatamente no instante em que Edward me beijou. O contato de seus lábios nos meus, a sensação das suas mãos me puxando ainda mais para perto, do seu corpo cobrindo o meu. O sabor… o sabor de sua língua delineando os contornos da minha. Eu poderia me perder naquilo para sempre, e nunca mais me achar. Meus dedos desceram até encontrar algo em que agarrar, cravando-se com toda força possível na borda frágil da calça de Edward. Talvez aquilo causasse algum estrago… porque eu era forte, apesar de tudo… mais do que aquele tecido parecia suportar. Eu nunca havia sido beijada, ou pensado em beijar alguém. Eu sequer havia visto um beijo, que não nos filmes no covil. As donzelas em perigo eram sempre salvas, e terminavam sendo beijadas pelo mocinho errante.

Mas eu não era uma donzela em perigo, não havia qualquer monstro sobrenatural a me perseguir, e não havia mocinho a me salvar. E definitivamente eu não estava dentro de um filme de produção barata. Senti meu coração parar de bater por mais de um minuto, eu pude ter certeza. E minha respiração já tinha parado há muito tempo. Mas eu senti necessidade de engolir o ar, então. Como se toda aquela preparação no meu primeiro dia de sol não tivesse passado de mera especulação, e eu realmente precisasse do ar. Meus lábios dolorosamente buscaram um espaço fora dos de Edward para que eu pudesse puxar o ar com toda força, retomando o batimento inconsistente de meu coração.
_Bea… – ele novamente sussurrou, com os lábios tocando minhas bochechas, descendo para meu pescoço, e subindo novamente para encontrar meus ouvidos. – Respire. Vamos, respire…
Eu inspirei e expirei várias vezes, sentindo meu corpo estremecer e sacudir para cima e para baixo. Edward rosnou baixinho e levou seus olhos aos meus, esperando que eu me recuperasse. Se aquilo definitivamente fosse possível.
_Eu pensei que… – eu mal conseguia falar.
_Parece que pensou errado – Ele sorriu, e foi como se eu tivesse visto a luz pela primeira vez. – Vamos, você não está se sentindo bem. Vou levar você para seu quarto.
_Não! – Eu protestei antes que ele pudesse captar a negativa em mim. – Edward, não… eu… eu quero ficar com você.
_Tudo bem. – Ele ainda sorria, e seus lábios tocaram os meus rapidamente. O suficiente para que eu não entrasse novamente em uma ânsia sem fôlego. – Eu posso ficar com você lá.
_Passar a noite? – Eu repeti suas palavras de algumas noites atrás.
_Sim, passar a noite.

Então, aquela era a sensação de estar apaixonada. Aquela era a sensação de desejar alguém a ponto de esquecer-se de si mesmo e pensar somente naquela pessoa. Era aquilo que Edward sentia por mim, e que eu sentia por ele. Dormir aquela noite foi um martírio, porque ele estava ao meu lado. Se ele se fosse, eu não conseguiria parar de querê-lo ali. Se ele ficasse, eu não conseguiria parar de desejar tocá-lo, beijá-lo outras vezes. Edward não dormia, mas ele se deitou na cama e me puxou, fazendo-me repousar em si. Ele pensou em abotoar a sua camisa novamente, mas eu não permiti. Ele disse claramente que eu podia tocá-lo, e eu então o faria o quanto quisesse. Se fosse possível deixar de querer, algum instante. Eu queria olhar para ele sem parar. Edward deixou que seus dedos passeassem por meus cabelos, acariciando-os com bastante cuidado. Eu deixei que meus dedos desenhassem os contornos de seu peito até meu corpo não resistir e sucumbir ao sono.

Eu tentei me lembrar se me sentira daquele jeito desde que conhecera Edward. Desde aquele instante em que ele pensou em mim como uma presa, eu o desejei daquela forma? Muito provavelmente sim. Eu só não tinha percebido, ainda. Naquele instante, seu cheiro me foi intrigante, irritante. Mas eu já sabia que ele era perfeito em muitas maneiras de ser. Muito provavelmente, eu o desejei desde sempre. Mas eu ainda não tinha entendido o que havia iniciado aquilo tudo. Por que, de repente, eu havia perdido o controle. Quando foi que eu decidi que poderia sentir tudo aquilo por ele livremente, sem qualquer tipo de restrição.

Aquelas perguntas não foram respondidas por ele, porque eu as fiz durante o meu sono frágil. A consciência ainda restante no meu cérebro, a luta para manter-me acordada enquanto meu corpo sucumbia violentamente ao cansaço.

Com uma nova perspectiva de sensações, eu era a pessoa mais satisfeita que poderia existir. Pessoa não era um termo muito aplicável a mim, mas eu era, afinal, uma pessoa. O que mais eu poderia ser? A minha satisfação parecia impossível de ser superada, porque Edward instantaneamente me fornecia tudo que eu precisava. Ele se tornou o centro de tudo, e eu passei a gravitar ao seu redor.

_Eu às vezes acho que estou estragando você. – Ele reclamou, um dia, no almoço, dirigindo-se a mim.
_Eu tenho certeza. – Rosalie fez uma careta.
_Duas. – Alice concordou.
_Quietas. – Edward reclamou novamente. – Vocês dois, controlem essas duas. – Ele se dirigiu a Emmett e Jasper.
_Edward, você melhor do que ninguém deveria saber que não se argumenta facilmente com as mulheres. – Jasper riu. – Elas sempre vencem qualquer discussão.
_Muito esperto, Jazz. – Alice sorriu, beijando-o na ponta do nariz. Ela não se importou em fazer aquele carinho espontaneamente em frente a todo o refeitório, porque simplesmente o refeitório não enxergava os Cullen. Desde que eu me tornara oficialmente uma deles; não mais a prima, mas a ‘irmãzinha’ de Emmett, a companheira de Edward, eu também me tornei invisível aos humanos. Até Sylvia não parecia mais me enxergar, e eu não podia culpá-la. Edward me consumia todos os instantes do dia, não deixando sobrar muito para quem fosse.
_Por que acha isso? – Eu disse, mesmo sabendo que ele já havia lido essa pergunta. – Eu estou sendo estragada?
_Sim! – Edward segurou minha mão, e começou a brincar com meus dedos. – Você saiu do covil para conhecer o mundo… para ver os humanos… para viver uma nova vida. E logo você nos encontrou, eu te levei para casa e desde então…
_Imagine se vocês… – Emmett iniciou a frase, mas parou imediatamente sob o olhar ferino de Rosalie. E Edward. – Ok, ok… esquece.
_Eu não estou reclamando. – Falei, sorrindo. Eu gostaria ignorar a platéia e beijá-lo ali mesmo, no meio do refeitório. Mas não seria adequado. – Aliás, eu estou muito feliz, você devia saber disso.
_Mas eu ainda acho que estou tomando as experiências de você.
_Vocês deviam viajar. – Jasper disse, não imaginando que prestariam atenção. Os olhares, no entanto, se voltaram para ele. Todos ao mesmo tempo, até o meu.
_Que boa idéia, meu amor! – Alice sorriu, agitada. – Viagens são tão empolgantes… vocês poderiam ir até a Europa e…
_Estamos no meio do semestre, Alice. – Edward interrompeu o discurso da irmã, já sabendo o que ela diria. – Apesar da idéia de Jasper ser tentadora… ainda temos até as férias de primavera para podermos pensar nisso.
_São alguns meses, só. – Alice retomou a empolgação de onde ela tinha parado. – Vocês precisam mesmo programar tudo… então, não é cedo para começar a pensar. Jazz! – Ela parecia estar apreciando o companheiro, ofertando-lhe um sorriso enorme. Jasper pareceu encabulado, e se ele não fosse um vampiro ele teria corado.
_Eu não sei. – Falei, novamente por impulso. Eu falava muito por impulso, talvez porque Edward sempre me lia, e eu desejava falar antes.
_Eu disse. – Edward fez um bico. – Bea prefere terminar o semestre.
_Não há justiça se você sabe o que ela pensa. – Rosalie rebateu.
_Bem, todos vocês estão certos, afinal. – Edward desistiu. Virou-se para mim, sorrindo. Desde que eu vira a luz, o seu sorriso me cegava sempre. Invariavelmente, por mais preparada que eu estivesse. – Eu estou mesmo estragando você. Então… talvez a viagem seja uma boa idéia. O que acha, Beatrice? Gostaria de passar as férias de primavera comigo, conhecendo lugares que você nem imagina que existem?

Aquilo não poderia ter vindo como uma pergunta. Era de uma covardia extrema que ele cogitasse uma resposta diferente de um sim. Era mais fácil que ele simplesmente impusesse a idéia, porque eu não conseguia fazer nada além do que o desejo dele. Talvez ele estivesse certo, e me estragasse. Eu não conseguia mais pensar por mim mesma, eu só pensava o que eu gostaria que ele ouvisse, o que poderia agradá-lo. Eu só conseguia pensar nele, e para ele.

A idéia me assustou um pouco, era verdade. Viajar… algo como Boston, pensei. Encarar o avião novamente… apesar de que a presença de Edward já faria o avião mais admissível. E ele cogitou lugares que eu não imaginaria que existissem… irresistível. Foi como uma coerção, ele fez a pergunta e a resposta saiu de mim instantaneamente. Sem hesitação, como vinha sendo tudo que eu fazia por ele.

Na casa dos Cullen, Edward pediu para conversar com os irmãos por um instante. Eu deveria vestir-me… ele pretendia me levar ao cinema novamente. Os filmes em Port Angeles eram divertidos, ótimos momentos juntos. Eu não estava mais relegada aos romances, tínhamos experimentado outros estilos. Alguns eram tão estúpidos que me faziam rir, rir muito. Edward não ria sempre, ele era mais sério, mais comedido. E naquele dia, iríamos novamente a Port Angeles. Mas primeiro, ele pretendia conversar com os irmãos… novamente, conversa privada que me excluía. Momento de diversão com Alice, que estava sempre exultante e saltitante, como um cervo.

**** A conversa dos irmãos Cullen ****

_Vamos logo, Edward… o que é? – Emmett não era mesmo muito paciente. Edward reunira os dois irmãos para conversar, em campo neutro. Escolheram o quarto de Jasper e Alice porque Alice deveria estar distraindo Beatrice. Que não poderia ouvir a conversa, claro.
_Eu acho que preciso de ajuda. – Edward disse, não muito satisfeito em ter aquele debate.
_Diga, Edward… está relacionado à viagem? – Jasper sentiu a apreensão desde o momento da aceitação de Beatrice.
_Sim e não. Sim, porque eu imagino que essa viagem torne as coisas mais difíceis, apenas. Não, porque o problema existe desde que eu decidi assumir Beatrice…
_Enigmas, enigmas… – Emmett jogou-se sobre a cama.
_Emmett, por favor não desarrume essa cama… ou você terá que se entender com Alice sozinho. – Jasper recomendou.
_Bla bla bla. – Emmet rosnou. – Vamos ao problema de Edward.
_Beatrice é meio humana. – Ele disse, divagando, olhos na parede de vidro, observando a imensidão da floresta.
_Conte uma novidade.
_Sério, Emmett.. ela é meio humana. Eu… eu não sei o que pode acontecer se…
_Se?
_Oh. – Jasper levantou uma sobrancelha, e caminhou até Edward, colocando a mão em seu ombro, em sinal de conforto. – Então é por isso que até então vocês…
_Sim e não. – Edward riu da repetição da resposta.
_Você está com ela há quanto tempo mesmo? – Emmett questionou, divertindo-se com os enfeites de Alice. O olhar de Jasper controlava tudo, mas o irmão maior não parecia nada preocupado em manter a ordem.
_Três meses. – Edward confessou. – Desde que… bem, desde que começamos a namorar. Acho que o termo está bom.
_Edward, você é muito devagar. – Emmett riu alto. – Com três meses, eu e Rosalie…
_Não faço questão de saber, Emmett.. você não precisa me dar uma imagem tão clara. – Edward se sacudiu, tentando livrar-se da visão.
_Okay, vamos nos concentrar aqui. Edward, seu problema é… porque ela é meio humana? Qual seu medo real? Eu não consigo captar, só sei que você está muito apreensivo.
_Bem, eu sei que mulheres vampiras são naturalmente… incapazes de reprodução. Afinal, nenhuma delas enfrentou esse problema… nenhuma das que conhecemos. Mas… Beatrice não é uma vampira. Estão entendendo?
_Mais ou menos. – Emmett bufou.
_Você teme a possibilidade de ter um filho? – Jasper levantou a sobrancelha novamente.
_Sim e não. – Nova risada de Edward. – Eu temo a possibilidade de qualquer coisa inesperada acontecer. Ela é forte o suficiente, isso está bem para mim. A sua regeneração é muito rápida, mesmo que eu a machuque, ela talvez nem sinta. Mas… na primeira vez em que nos beijamos, ela não respirou. Ela às vezes se perde na divisão entre humanos e vampiros, quer lutar contra as suas necessidades corporais. Até hoje eu preciso lembrá-la de que ela tem que respirar quando nos beijamos. Eu não sei como seu corpo pode reagir ao momento.
_Use alguma das técnicas dos humanos. – Emmett considerou.
_Acha que elas funcionariam em um vampiro? – Jasper censurou. – Medicamentos definitivamente não serão eficientes. E… preservativo? Não sei… Edward é forte demais para isso, o ato seria muito intenso… seria muito possível que o invólucro não sobrevivesse.
_Acho que você está ligando demais para isso. – Emmett deu de ombros, intentando encerrar a conversa. – Você não vai machucá-la… seja lá o que for que aconteça depois, lide com o problema quando ele aparecer.
_Você está sendo muito útil. – Edward reclamou. – Como você é o mais… empenhado nisso, achei que poderia me ajudar.
_E eu estou ajudando – Emmett bateu no ombro de Edward. – Você deveria deixar essa preocupação para lá e deixar acontecer, irmãozinho.
_E pensar que ele pode antecipar tudo que ela quer… – Jasper suspirou, enquanto os três deixavam o quarto.

Naquela noite, depois do retorno de Port Angeles, Edward parecia diferente. Ele estava totalmente absorto em seus próprios pensamentos, como se estivesse planejando algo. Inicialmente, pensei que fosse a questão da viagem a perturbar-lhe. Alice passou muito tempo falando da mesma coisa, enquanto eu o esperava. Eu tinha certeza que aquilo o incomodava, mas o leitor de mentes era ele. Eu só poderia ter certeza do problema quando – e se! – ele me contasse. Durante o filme ele se limitou a segurar minha mão nas suas, completamente concentrado no filme. Eu gostaria de ter tido mais atenção… eu demandava atenção dele, mas eu não podia ser tão exigente. Ele já me dava tudo, era impossível querer mais.

Os Cullen já estavam todos recolhidos em casa, até mesmo os que saíram para caçar ao mesmo tempo que nós, em seus afazeres noturnos. Alice e Jasper estavam desaparecidos, e Edward sequer ousou perguntar sobre eles. Levando em consideração a apreciação de Alice pelo companheiro, durante o dia, eu tinha alguma idéia do que estaria acontecendo. Afinal, depois de tanto tempo entre os humanos e os Cullen, eu já tinha aprendido muito. Eu já não precisava fazer perguntas básicas e agir como uma tola, porque muitas das vezes eu conseguia entender. E Edward sempre acabava me fazendo entender, quando ele percebia a minha incompreensão.

Eu precisava de um banho, porque eu estava acostumada a banhos diários. Meu organismo era muito mais propenso a acumular impurezas, pela minha metade humana. A metade fraca, eu pensava. E eu sabia que Edward gostava do meu cheiro após o banho; ele gostava da fragrância do sabonete, que ficava em minha pele. Subi as escadas e pretendi encontrar-me com ele em seu quarto, como ele sempre fazia. Já havia se tornado rotina. Até eu não suportar mais a exaustão e desabar em um sono inconclusivo, eu ficava no quarto dele, ouvindo música, aprendendo, ouvindo-o contar-me as histórias de seus pais, seus irmãos, a sua própria. Ele demonstrava gratidão absoluta por Carlisle tê-lo salvo. Ele era tão inteligente que eu me sentia diminuída próxima a ele, mas ele sempre tentava me fazer parecer mais do que eu era. O mesmo acontecia noite após noite, com algumas exceções. Algumas das vezes ele me levava para junto da família, ou tocava piano para eu observar, maravilhada. Eu dedilhava o piano, mas ele era impressionante.

E naquela noite, eu pretendia fazer o mesmo de sempre. Banhei-me, vesti-me com uma das ‘roupas especiais’ para o sono, e caminhei para o seu quarto. Bem lentamente e suavemente, eu pretendi. O quarto de Alice e Jasper estava fechado e eu não pretendia fazer nenhum ruído que lhes perturbasse. Não parecia haver música vindo do quarto de Edward, o que era estranho. Talvez ele também não pretendesse perturbar os irmãos. Sempre muito suavemente, dirigi-me até a porta ao final do corredor, sendo surpreendida por algo inesperado.

Edward não estava vestido como sempre, mas parado em frente ao guarda roupas, sem camisa, sem as calças cáqui, como se escolhesse algo diferente.

Meus olhos mais uma vez se arregalaram, como se pretendessem uma visão mais ampla. Se fosse aceitável que eu tivesse uma visão mais ampla… porque não deveria ser permitido ver mais do que aquilo. Edward inteiro deveria ser proibido. Se eu não me julgasse imortal, talvez eu tivesse problemas naquele instante.
_Beatrice. – Ele disse, sabendo da minha chegada à porta. – Você… poderia esperar-me no seu quarto, por favor?
Ah, meu quarto! Aquilo era definitivamente novo, então. Edward raramente se dirigia a meu quarto se não fosse para me deixar na cama, já adormecida. Sabendo que ele não precisava de resposta, caminhei de volta pelo enorme corredor, o ar entrando seco pelas minhas narinas, meu coração acelerado, a eletricidade de volta.

Eram semanas passadas desde que a eletricidade fora embora.

Eu já estava me acostumando ao toque de Edward, e as sensações se aprimorando. Não havia mais uma corrente elétrica que repelia todo contato de sua pele na minha, mas uma atração magnética. Não havia mais como repeli-lo, mas como puxá-lo para mais perto. Então, aquela eletricidade toda fora um tanto quanto inesperada, também. Mas eu alcancei o meu quarto antes dele, e fiquei sem saber o que fazer. Observar o luar seria a minha melhor idéia. Como o sol não me causava um bem tão grande, decidira apreciar a lua e seus silvos prateados. Era a luz da lua que tornava Edward ainda mais insuportavelmente lindo.
Em alguns instantes, as mãos de Edward tocaram meus ombros suavemente, e seus lábios beijaram meus cabelos.
_O que estamos fazendo aqui? – Eu perguntei, porque ele então me deixava falar. Eu precisava me sentir proativa.
_Passando a noite. – Ele sorriu, mesmo que eu não estivesse olhando.
_E…
_Eu queria algo mais confortável para vestir. – Ele respondeu antes, daquela vez. Aliviada, ele me havia poupado da tortura de ter que dizer aquilo em voz alta. – Algo mais… macio.
Virei-me para ele, instintivamente. Eu sempre via Edward com o mesmo tipo de roupa, então eu precisava entender o que ele queria dizer com algo mais confortável. Ele se afastou alguns centímetros, me oferecendo a visão que eu queria. Em pé, moletom preto, meias, sem camisa. Prendi a respiração novamente, olhando incrédula para ele. Tentei banir a visão anterior de minha mente, mas foi impossível. Tentei banir a idéia de que ele estava vestindo a menor quantidade possível de roupa naquele momento, mas foi impossível. Ele estava ali, de frente para mim, lábios retorcidos, como se esperasse por minha silenciosa opinião.

Então ele estava decidido a passar a noite comigo, mais uma vez. Mas daquela vez ele estava diferente. Eu desejei lê-lo como ele me lia, mas tudo que podia esperar era Edward me mostrando o que estava havendo. Enquanto eu ainda estava em branco pela dúvida e pela curiosidade, ele me puxou para a cama, me fazendo deitar. Eu nem estava cansada, ainda. Acostumara-me a adormecer mais tarde, sempre com ele, enquanto passávamos agradáveis horas juntos. Mas ele parecia determinado, então aceitei. Deitei-me na cama, esticando os músculos. Edward deitou-se ao meu lado, acariciando meus cabelos ainda, as costas da mão delineando as linhas de minha face. Fechei os olhos e deixei que ele me beijasse, sabendo que aquilo era inevitável.

Porém Edward não me presenteou apenas com um beijo naquela noite. Eu também já estava me acostumando a ser beijada por ele, a sentir seus lábios pressionando firmemente os meus, fazendo-os entreabrir; sua língua buscando espaço até encontrar a minha, seu gosto floral na minha garganta. Aquelas sensações já estavam marcadas em mim como que impressas. Mas naquela noite ele decidiu me dar coisas que eu ainda não estava esperando sentir. Enquanto ele me beijava, seu corpo moveu-se por sobre o meu, o seu peso sustentado em seus cotovelos. Logo, parecíamos apenas um por sobre aquela cama. Sua pele toda em contato com a minha, enquanto o suave movimento de nossos corpos parecia estrategicamente levantar as bordas da minha blusa. Eu tentei desesperadamente não pensar, não olhar para ele, evitar que ele conseguisse ler o que eu estava sentindo. Mas Edward me beijava, e pressionava levemente seu corpo contra o meu; afundando nós dois no colchão macio. Suas mãos acariciavam meus cabelos, meu pescoço, meus ombros, me seguravam firme.

_O que foi isso? – Eu perguntei, sem conseguir distanciar-me dele um milímetro, uma das pernas entrelaçadas nas dele, tentando mantê-lo ali o máximo possível. Nossos lábios ainda se tocavam, mas ele estava tentando dar uma pausa para que eu respirasse. Sim, ele me tirava o fôlego de uma forma miserável. E eu desejava tirar aquela preocupação dele, mas sempre me afastava, buscando o ar desesperadamente. E então ele sempre – sempre! – se preocupava em parar, quando percebia que eu estava sem fôlego.
_Estamos passando a noite juntos. – Ele disse, ainda muito concentrado, beijando-me intermitentemente. – Até o limite do possível, até onde puder ser seguramente premeditado. – Ele completou.
_Não sabia que se podia premeditar isso. – Eu disse, capturando-o entre meus lábios novamente.
_Você sabe onde isso pode nos levar, Bea. – Ele mal conseguia respirar. Apesar de manter o ritmo para me ajudar, ele também se sentia sem condições de respirar.
_Sim, eu sei. Mas eu não sei se…
_Sim, é claro que podemos nos controlar. – Ele me encarou, então. Sobrancelha erguida, lábios afastados. Por um segundo, que pareceu eterno. – Sempre podemos… e você vai mesmo dormir, daqui a pouco.
_E se eu não quiser? – Fui infantil.
_Eu volto para meu quarto. Temos tanto tempo para passar juntos, não precisa se sacrificar por isso.

Eu estava, então, contrariada. Mas era verdade, tínhamos mesmo tempo. E eu confiava em Edward… cada passo que ele deu, cada movimento seu foi calculado e premeditado. E cada um me fez sentir a pessoa mais completa. Então, se ele pretendia premeditar aquilo também, se ele pretendia estar no controle, que fosse feita a sua vontade. Eu gostava de tê-lo no controle, porque ele era sempre muito bom no que fazia. Diante de minha resignação, Edward voltou a beijar-me, ainda por sobre mim, silenciando qualquer protesto sonoro que eu pudesse fazer.
_Vamos passar a noite assim mais vezes? – Eu tive que perguntar novamente, em outra pausa. A pergunta poderia ser irritante, mas Edward me sorriu.
_Quantas vezes você quiser, Bea. – Ele me beijou a ponta do nariz, como eu vira Alice fazer com Jasper. Uma fisgada, a eletricidade. – Mas não.
_Não o que? – Arregalei os olhos, surpresa. – Sua resposta ficou contraditória, não acha?
_O não é referente a duas coisas. A primeira, você não pode continuar a me espiar pela porta. E a segunda, você não vai me ter aqui vestido daquela forma. Ainda não.
Daquela vez o pouco controle que me restava fugiu de minhas mãos totalmente, e minhas bochechas coraram no maior rubor possível. Todo o sangue que circulava em meu organismo se direcionou para aquela parte do corpo, causando uma sensação totalmente desagradável. Como, entre tantas coisas fora de contexto que eu estava pensando, ele sempre conseguia se prender às mais ridículas e embaraçantes! Edward era um radar para captar meus momentos mais tolos. De tudo que eu estava pensando naquela hora, a imagem dele posando somente em suas roupas íntimas era irresistível. Mas não era para ele ter se apegado àquele detalhe… e menos ainda para ter tirado tantas conclusões.
_Assim você me deixa completamente envergonhada. – Eu disse, afundando-me em seu peito nu. Já havíamos mudado de posição, e eu estava então divagando em seus braços firmes, aguardando o sono abater-me. – Mas não sei por que não.
_Por que você é uma droga, Beatrice. – Ele disse, sorrindo. – Quanto mais eu tenho, mais eu quero. E seus pensamentos em nada ajudam o meu controle.
_Você pode me ter o quanto quiser. – Eu já estava mesmo imersa nele, um comentário absurdo a mais, um a menos, não faria diferença.
_Eu sei. Você também poderá me ter o quanto quiser… mas por favor, espere um pouco. Tenho algo a resolver… depois… depois eu sucumbirei à sua vontade.

Recent Updated: 7 years ago - Created by tatianabr - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - tatianabr
Flickr UN AÑO Y AUN LORECUERDO EXACTAMENTE IGUAL

Un año; esqe fueron tantas cosas durante todo el año en qe no cabee en este comentario *_* ; pero si cabe un dia exacto.
un año exacto en el qe empezo todo bien, qe dias antes todo estaba bien o al menos eso creia o eso qeria creer. Pero sentia qe algo talves grande venia y estaba por alcanzarme . Pero cuando aveces se alteran las cosas, algo tan minimo, un minuto antes o un minuto depues, o algo mas peqeño, unos cuantos segundo antes o despues hacen la diferencia y puede cambiar nuestro destino bruscamente o aveces no se da ni cuenta ;* .
Es qe si tan solo no aber ido, o talves no conectarme, o solo talves aberle hecho caso a ese presentimiento qe me decia NO! .
Pero el elegir entre si o no es muy facil; acertar es solo para los qe aprenden; pero equivocarse siempre y a todos les sucede . porqe asi es la vida y asý uno puede aprender.
Recordar ese dia el malditodia 15 . ya sentia qe todo iba mal qe algo iba a pasar, y asi fue .. gente aveces te decepciona, o gente qe talves creias amiga ya no lo es , pero eso te tiene qe pasar para pagar errores? para aprender? . ay gente qe tiene qe vivir cosas antes de tiempo y aprender del error & asý podeer despues ayudar al qe verdaderamente estee en problemas.
Pero porqe te tiene qe pasar a tty, pqe te pegan palos a tty si no los necesitas, o si es otra gente la qe tiene qe aprender? . pqe te toca a tii ? . Pero cosas grandes son las qe van destruyendo talves a la gente qe es de verda bueena (L). por eso aveces dspues de qe suceden cosas malas, ai gente qe qeda destruida y luego confiar se le hace aun mas dificil, pero iwal ai gente mas fuerte a la qe no le afecta pero se daña aun mas al hacer vistaciega a lo qe sucede. Pero hace 1 año qe algo ocurrio y dejo marcado algo en mi vida. y es qe de una u otra forma los recuerdos vuelven. pero esta claro qe nunca se me va a olvidar ese diaa en qe mi vida se desarmo completamente :/ . en los qe pense talves en un extremoo abandonar TODO!.
Aun hoy qedan cosas inconclusas en mi mente i dudas qe aun no son respondidas. Paso tanrapiddo un año .. pero qe si lo pudiera repetir; mushas cosas las cambiariaa, cosas qe ise i cosas qe no ise. tiempos exactos, un segundo mas o uno menos hace una gran diferencia al momento de hacer o decir algo.
Erroreees qe solo me dañaban a mmy y qe talves a otragente y hasta talves a terceros, pero asy pude saber qienes son los deverrddad y cuales son los de papelconfort. Porqe de todo lo malo siempre esta lo bueno o al menos eso ai qe destacar.
Gane amigos y amigas qe me qieren junto con la seguridad de qe nunca me dejaran sola y qe no me faltaran cuando se les necesite y otra cosa buena tambieen fue lo qe aprendi de cada error qe cometty, qe se qe en un futuro o mas bien un futuro cercano me ayudaran. y qe las llevare y dire en el presente y en un Futuro (: .


SALUDOS A TODOS MIS AMIGAS(L)AMIGOS LOOOS AMO ;D & QE SIN ELLOS NOSEE QE ARIA . PORQE CADA UNO DE ELLOOS ME APORTA FELICIDAAD Y CON TAN SOLO SU PRECENCIA O CON SOLO UNAS FRASES ME SIENTOOO BIEEEEEEEEN :)

Recent Updated: 7 years ago - Created by Just a LifestyLe (L) - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Just a LifestyLe (L)
Flickr espera...
Tags: waiting   espera   desconhecido   afnikkor50mmf18d   nikond80   085365   project365bokeh   
"Se o amor for grande...
a espera não será eterna,
os problemas não serão dilemas,
e a distância será vencida.
Se a compreensão insistir,
as brigas fortalecerão-nos,
os fatos farão-nos rir,
e os diálogos marcarão-nos.
Se o respeito prevalecer,
os carinhos serão doces e suaves,
os beijos profundos e cheios de valor,
e os abraços calorosos e confortantes.
Se a confiança existir,
a dúvida se extinguirá,
as perguntas serão respondidas,
e as palavras poderão ser ditas.
Talvez não seja um amor eterno.
E não é um amor doentio,
Nem um amor ideal.
Mas um amor verdadeiro.
Aquele que vence as barreiras
Impostas pela vida e pelas ocasiões.
Aquele que não teme a escolha,
E faz a opção de simplesmente
Ser intensamente vivido."

desconhecido

bokeh project 085/365

Copyright © 2009 Akira_sp. All Rights Reserved.
Reprodução Proibida - ® Todos os direitos reservados

Recent Updated: 7 years ago - Created by Akira pS - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Akira pS
Flickr Hoje.... o Rosarinho estava assim
Tags: sunset   portugal   anoitecer   thinkingofyou   moita   tânia   snowshoee   rosarinho   locabandoca   praiadorosário   oneheartfortânia   1612009   
:))
0,00h
Acabei de chegar a casa, desculpem a demora do post mas não tive acesso à net. A Snow está muito mais reactiva, quem a foi ver foi a A. Só pode entrar mais tarde porque estavam a trazer um outro doente e nessas alturas ninguém entra mas esteve com ela bastante tempo. A Tânia reconheceu-a, deu-lhe a mão e manteve-a apertada. Pede muitas vezes um sítio para escrever para se fazer entender e a enfermeira diz-lhe que ela não tem força para o fazer. A Tânia não percebeu ainda que, por agora, está mais limitada fisicamente. Mas o que interessa é que elas foram conversando, ela conseguiu fazer-se enterder e foram conversando, com respostas de sim e não, e perguntas que foram sendo respondidas. Na altura de ter que sair, a A. foi-lhe dizendo e a Tânia, puxou-lhe a mão para junto do coração e segurou-a, não a queria deixar ir embora. Quando a A. saiu, telefonou-me, contente «, contente, com a lagriminha no olho e a dizer: É impressionante as melhoras que ela tem no espaço de dois dias, os progressos são imensos. Ainda bem, A., ainda bem que foste para nos dares notícias da nossa menina. Muito obrigada. E obrigada por mo dizeres em primeira mão, ainda com a voz cheia de emoção. Fez-me bem ouvi-lo. Bêjos para ti Bêjos para a Tânia.

Snow is much more responsive. A. went to see her, she recognised her, held her hand and kept it squeezed. She often asks something to write on, but the nurse tells her she's too weak for that. Tânia hasn't realised yet that she's more limited physically now. When A. said she was leaving, Tânia pulled her hand towards her heart and held it, not wanting to let her go. A. was teary and impressed at how much she has improved in two days. Thank you for telling me all this A.
Kisses for you and for Tânia.

Recent Updated: 7 years ago - Created by Loca.... - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Loca....
Flickr Yo nací un día que dios estuvo enfermo.
Tags: puestadesol   
En tanto todas las preguntas sean respondidas con la palabra 'dios', la investigación científica es simplemente imposible.

Robert Ingersoll

Recent Updated: 7 years ago - Created by LALO VAZQUEZ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - LALO VAZQUEZ
Flickr /AgustinaCalem

- Nombre? Agustina
- Apodo o subnombre? Agus/Calem
- Signo del zodiaco?: La + jodida: Escorpio !
- Estado Civil?: Soltera-
- Color de Ojos?:Marrones oscurisimos
- Color de cabello?: castaño oscurito
- Equipo de Futbol?: Ninguno
- Un color?: ♥ Azul ♥
- Un Libro?: Qe? se supone qe tengo que nombrar un libro qe me guste!? JÀ!
- Un programa de Tv?: Casiiii Angeles♥
- Un dibujo animado?: Los simpsons a morir diooos !
- Una película : Demasiadas qe no me entran en este espacio :P
- Una Fruta?: Manzana , Cereza =D
- Un lugar de vacaciones? La costa uruguaya ! ♥
- Un País?: Uruguay, aca, alguno de europa/norteamerica
- Un postre?: Helado (el tipico♥)
- El Hombre más lindo?: Cris. =D
- La mujer más linda?: Selena Gomez
- Una emisora radial?: La disney, la pop, la 105.5, la 100, etc :D
- Una canción?: DEMASIADAS
- Tomas Mate?: Nop!
- Un Restaurante?: Hay noseeeee.
- Tiempo libre?: Hacer cualquier cosa qe no impliqe: estudiar, pensar, colegio ¬¬
- Marca de cigarrillos?: No fumo :F
- Lo más lindo de la vida?: EL AMOR (de amigos, familia, lo qe sea)
- El día más féliz?:no.
- El signo que más odies? Cualuiera esta pregunta
- Un buen recuerdo?: Muchis
- Qué te hace llorar?: Películas, canciones, :P
- Qué te hace reir?: de esos chistes MALISIMOS. jajajjajajjajajaja, o cuando la gente se rie falsamente y dsp se pone seria asi de la nada ♥ JAJAJAJA
- Por quién lloraste?: Por algun hombre, seguro :/
- Un sueño cumplido?: Todavia no
- El mayor riesgo que viviste?: JAJA, (mejor me lo guardo para mi)
- Vivo en?: Mi casa
- Alguién que odies?: a nadie, pero hay personas q no soporto ver ¬
- Un numero?: ninguno
- Una letra?: ninguna
- Tres nombres femeninos? ♥Delfina Luz♥ (nombre compuesto), ♥Selena♥, y ♥Malena ♥
- Tres nombres masculinos? ♥Leon♥, ♥Bautista♥, ♥Luca♥
- Te enamoraste alguna vez?: Se =/
- Un lugar para vivir?: En la costa (H)
- Día favorito del año?: ?¿ eh
- Por quién dariás la vida?: Por las personas qe hacen a diario cosas por mi
- Gusto de helado? Vainilla, es simple pero me gusta demasiado como para no decirlo.
- La canción que más allas llorado: PRINCIPALMENTE "Me acuerdo de ti - El polaco" (me identifica mucho) "when you're gone - Avril Lavigne" , etc
- La que te levante el animo: Girls Just Wanna Have Fun (Miley Cyrus's version) y .. otras. (si estoy solo " de mal humor" si me pasa algo mas groso NADA me pone de buen humor ni me levanta el animo.)
- Estas enamorada?: Lamentablemente, i no es correspondido (U)
- A quién le darias un beso : A nadie ahora.
- A quién extrañas? : a mis familiares de uruguay, ♥
- A quién queres abrazar? : a Cris
- Epoca en la que te gustaría vivir: Volver a vivir desde los 8 años y hacer y no hacer cosas qe hice / no hice (y se qe esta mal respondida la pregunta! jajaja), aguante responder cualquiera ♥ (? jaja
- Fuiste a algún recital? noU.
- Qué no perdonarías nunca? Infidelidad
- Día soleado o lluvioso: AMBOS.
- Fiesta en tu casa, o en la casa de tus amigos?: En la casa de mis amigos.
- Sos féliz?: Maso.
- Tenés todo planeado?: No
- Los ojos de?: ??¿¿
- 1 Regalo que hiciste hecho por ti?: what¿?
- Insulto que siempre tenés en la punta de la lengua: "la concha de tu madre"
- Última película que viste?: Tierra de osos ^^ (qe hermosa)
- Seven up o Sprite? Sprite
- Pinky o Cerebro? Pregunta ESTUPIDA!
- Qué color de ropa interior traes puesto? blanco con flores amarillas
- Algo que tienes siempre y no te lo sacas ? Mi anillo de mis iniciales ♥ (es especial) y.. lo qe llevo SIEMPRE conmigo a TODOS lados es el Cel. XD
- Tenés buen humor?: Creo qe si
- Eres celosa/o ?: Se.. maso
- Café o té?: PUAJ!.
- Que cambiarías de tu vida?: Tantas cosas :/
- Sos ordenada?: ALGO.
- Alguien te ama?: Seguro qe no… (U)
- El día o la noche? Los dos.

Alguna vez ..
Te drogaste: no !!! dios !!
Estuviste en un choque de autos: no.
Te quedaste sóla en tu casa: si ! ¬¬
Te quemaste alguna parte del cuerpo por diversión: no ! ai qe estupidez
Te lástimaron emocionalmente: LAMENTABLEMENTE MI RESPUESTA ES SI.
Guardaste un secreto a todos: Sí :)
Tuviste un amigo imaginario: no, nada mas Cary, Pipi, y Coco (arre, jajajajaja) es chiste eh ! =P
LLoraste por alguna pelicula?: See♥
Te enamoraste de algun profesor/a?: NO !!! aaaaaaaaa (asco)
Te enamoraste de un dibujo animado?: no!
Alguien te dijo te amo: si.
Le dijiste a alguién te amo: si.
Estuviste en un escenario: si
Te odiaste a vos mismo: DEMASIADO
Tuviste sueños repetidos: si
Pediste un deseo a una estrella: No
Te cortaste vos mismo el pelo: si
Cuando fue la última vez que ..
Sonreíste: hace nada de segundos que mi hno me mostro una foto re fea de mi mama cuando era chica, y era muy graciosa ^^ MA TE AMO. ajja♥
Te reíste: recien acabo de contarlo
Te alegraste: Hace mucho qe no viene nada "bueno" en mi vida qe me "alegre" ¬¬
Que lloraste: Hace poqitillas horas
Compraste algo: ayer
Hablaste por teléfono: recien corte con la de MGP y me dijo qe mañana a la mañana pase a buscar las fotos y el video de mi fiesta :)
Te enfermaste: enferma mentalmente estoy

Creés ..
En vos?: en qe sentido?
En tus amigos/as?: si
Papá Noel?: no
En el Destino?: Sí
En la vida en otros planetas? no
En los milagros?: no ¬¬
Que se puede ser fiel por siempre? OBVIO QE SI ! DE MI PARTE SI-
En La astrología?: ?
En la magia?: no
Ángeles?: no
Espiritus?: si
La vida despúes de la muerte?: MM. no lo tengo muy creido todavia-

Recent Updated: 7 years ago - Created by ♥ Agustina ♥ Calem ♥ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ♥ Agustina ♥ Calem ♥
Flickr mi buzón

si encuentran este buzon en la calle pueden dejar todas sus dudas comentarios y sugerencias y seran respondidas en la medida de lo posible.
Recent Updated: 7 years ago - Created by corazondevidrio - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - corazondevidrio
Flickr Mi carta queda respondida!!


Recent Updated: 7 years ago - Created by Tomas Buenafanta - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Tomas Buenafanta
Flickr Ana respondida
Tags: ana   e   samuel   

Recent Updated: 7 years ago - Created by kjoyce007 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - kjoyce007
Flickr Que te gusta de mi ?

es una pregunta , que no debe ser respondida !





Busco modelos para una sesiòn de fotos , hombre o mujer , da lo mismo , cualquier cosa avisenme aca , o dejenme un mensaje en mi bandeja de entrada =)

Recent Updated: 7 years ago - Created by heima! - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - heima!
Flickr Pleno de la Asamblea de Londres ignoró a latinos/ M. Sosa festejó su 73 cumpleaños en Londres
Tags: websubmission   
MINKA News Flash! Londres, 16 de julio del 2008

INDEX Pleno de la Asamblea de Londres ignoró a latinosMercedes Sosa festejó
su 73 cumpleaños en Roma y LondresJorge Celedón y Oscar De León hicieron rugir
a Londres





Pleno de la Asamblea de Londres ignoró a latinos



Hace unas horas se realizó el ‘Tiempo de Preguntas’, un evento que ocurre
cada mes en el cual los 25 miembros de la Asamblea de Londres se sientan con
el alcalde para formularle preguntas.

La sesión del 16 de julio duró unos 150 minutos. Allí se formularon al alcalde
Boris Johnson una veintena de preguntas con sus respectivas repreguntas. Además
los asambleístas le dejaron unas 350 interrogantes para que él responda por
escrito.

La asamblea abordó temas de varias minorías … pero no de la latina.

Llama la atención que no se debatió en ningún momento la cuestión de las comunidades
de habla castellana o portuguesa, pese a que al menos un 5% de Londres habla
esas lenguas. La única pregunta que hemos vitos en relación a los latinoamericanos
es la que formuló Murad Qureshi para ser respondida por escrito con relación
al corte de la embajada de Londres en Caracas y qué se harán con los £67,000
anuales que se ahorran tras ello.

El asambleísta Len Duvall tenía programado preguntar en directo acerca de que
si el corte de las relaciones con Caracas y con ello el arribo de petróleo
abaratado implicaría el fin para los pasajes con descuento del 50% para todos
aquellos que reciben apoyo a sus ingresos. Empero, esta pregunta no fue formulada
por la inasistencia de su autor.

Si bien no se habló de la comunidad latino americana sí se habló con desprecio
de Elephant and Castle, mostrándolo como un mal ejemplo en el que podría acabar
una zona de Hackney que se piensa remodelar. En cambio, si se mencionó a otras
comunidades.

El burgomaestre Boris Johnson reconoció que en la ola de violencia con cuchillos
hay un mayor porcentaje de víctimas y de victimarios dentro de los afro-caribeños.

El asambleísta conservador Andrew Boff preguntó: “¿Qué ha hecho la Agencia
para el desarrollo de Londres (LDA), la Autoridad de la Policía Metropolitana
y Transporte para Londres para ligarse a las comunidades turca y kurda de Londres?”

Esto generó un debate en el cual los propios ‘tories’ reconocían el aporte
de esta comunidad y buscaban ver cómo integrarlos en la sociedad dándoles facilidades
con idiomas y en instituciones, al mismo tiempo que reconocían un elemento
de enajenación en ellos que ha llevado a un alto número de suicidios. El asambleísta
del neo-nazi BNP protestó por lo que él ve como concesiones a las minorías
bajo la norma de ‘discriminación positiva’.

Algo muy importante es que Boris se vio obligado a asegurar que no cortará
el presupuesto para hacer al año nuevo kurdo en la Plaza Trafalgar y que él
mismo estará allí, algo que alienta las posibilidades de ir hacia celebrar
el año nuevo andino (Inti Raymi) en ese mismo escenario.

Los latinos han superado ampliamente en número a la comunidad turca y tienen
problemas urgentes: el posible cierre del Pueblito Paisa (cuyo propietario
es Transporte de Londres, dependencia del alcalde), las obras de Elephant que
están incrementando los impuestos y alquileres, la ola de violencia que afecta
a los latinos, el probable corte de becas al Carnaval del Pueblo y el inicio
de graves restricciones inmigratorios a los londinenses latinos, asiáticos
y africanos.

Trabajadores del transporte y de la limpieza se hacen sentir

En las del City Hall y en la tribuna circular que rodea al escenario donde
sesiona la asamblea se agruparon algunos sindicalistas demandando que se cumpla
el salario mínimo londinense de £7.40 en los sectores de limpieza, cosa que
el burgomaestre aceptó.

El hecho que se pudiese ir hacia un piquete latino para la siguiente cita (10
de septiembre) podría ser visto como una oportunidad para obligar a que la
asamblea de un reconocimiento oficial a la comunidad y ésta se haga sentir
en sus demandas.

Otros puntos tratados

Lo más saltante es la pugna con el burgomaestre saliente Ken Livingstone con
respecto a fondos.

Johnson también mencionó que planeaba tener un servicio de 6 a 10 mil bicicletas
públicas que se alquilarían usando también el sistema de la tarjeta Oyster.

El se opuso al cierre de oficinas postales ordenados por el gobierno y a la
ampliación de Heathrow. Richard Barnes, el vice-alcalde, propuso que no se
debería ampliar sino mejorar dicho aeropuerto.

View all the questions for the Mayor at the 16 July Mayor Question Time meeting







Mercedes Sosa festejó su 73 cumpleaños en Roma y Londres



La mayor cantante tucumana estuvo en Roma y Londres de paso a Madrid donde
celebró su 73’ aniversario. En el único concierto que dio al pie del río Támesis
(martes 15) los más de 1,500 espectadores de la carpa del milenio (el ‘dome’
o Indigo O2) le cantaron por su día haciendo que sus ojos derramaran lágrimas
de emoción.

Mercedes retornó a la capital inglesa tras 7 a 8 años de ausencia. Ella contó
que estaba muy mal de salud y casi no podía caminar sola. Desde 1997 había
estado 3 veces enferma y casi queda paralítica.

Ella se la pasó 100 minutos cantando en castellano y portugués, aunque confesó
que no puede con el inglés (aunque guarda muchos buenos recuerdos de este país
que la acogió).

Se burlaba que hoy todos los presidentes la quieren condecorar cuando antes
la corrían.

Al final todo el público empezó a cantar con ella de pie, pero Mercedes no
pudo volver al escenario tras su primera despedida pues su salud no estaba
del todo buena.

Jorge Celedón y Oscar De León hicieron rugir a Londres

Tres días antes del acto de la gran cantautora argentina, Jorge Celedón (el
nuevo astro del vallenato colombiano) y Oscar de León (el gran salsero venezolano)
se presentaron en la misma noche en escenarios distintos en las dos orillas
del río.

Tal competencia quitó público al otro, pero en ambos casos la concurrencia
fue masiva.

Oscar De León trajo unas 2,000 personas al Roundhouse de Chalk Farm (la mayoría
venezolanos y colombianos) y se la pasó cantando hasta la 1 am.

Casi al final de su actuación León sacó las banderas de Venezuela y Cuba e
hizo un homenaje a Celia Cruz cuyo aniversario de muerte se avecinaba y a quien
dedicó algunas lágrimas y canciones. Tal amistad, igualmente, refleja la que
hay entre los gobiernos de ambas repúblicas ‘socialistas’.

Como parte del show del salsero llanero estuvieron los espectaculares campeones
mundiales de la salsa.

Mercedes SosaDe Wikipedia, la enciclopedia libre

Mercedes Sosa

Información general
Nombre Mercedes Sosa
Alias "La Negra Sosa"
Nacimiento 9 de julio de 1935
Origen Argentina
Géneros Música folclórica argentina
Ocupaciones Cantante
Instrumentos Voz
Periodo de actividad 1959 - presente
Artistas relacionados

Teresa Parodi Fito Páez Luciano Pereyra Soledad Pastorutti
Pepe Núñez Atahualpa Yupanqui
Charly García Roberto Goyeneche
Ariel Ramírez León Gieco,
Víctor Heredia Pedro Aznar
Antonio Tarragó Ros Alberto Cortez Los Chalchaleros
Piero Rodolfo Mederos
David Lebón Julia Zenko
Shakira y otros

Mercedes Sosa, la Negra (San Miguel de Tucumán, Argentina, 9 de julio de 1935),
es una cantante argentina descendiente de diaguitas y franceses,[1] muy reconocida
en América Latina y Europa. Considerada la "voz de Latinoamerica"; con sus
raíces en la música folclórica argentina, se convirtió en una de las exponentes
principales de la nueva canción, incursionando en géneros como el tango, el
rock, el pop, etc. En palabras de su compatriota Fito Páez: "Mercedes Sosa
es la mejor cantante que ha dado este país".

Tabla de contenidos

• 1Registro Vocal
• 2Biografía
• 3Discografía
• 4Filmografía
• 5Referencias
• 6Enlaces externos

Registro Vocal

"La Negra" Sosa es muy admirada por la profundidad y singular belleza de su
voz. En sus inicios poseía un registro cercano a una soprano, pero luego evolucionó
hacia algo más grave. Su registro vocal es de más de dos octavas, y su punto
fuerte es la potencia con que afronta los graves. Gracias a su timbre oscuro
y cálido, y a una perfecta entonación, la convierten, sin duda, en una de las
voces más destacables de la historia de la música.

Biografía

Sosa es descendiente de franceses y diaguitas. En 1950, a los quince años,
ganó un concurso musical organizado por una estación de radio local y la contrataron
durante dos meses.

Junto con su primer marido, Manuel Oscar Matus, con el que tuvo un hijo, fueron
intérpretes clave del movimiento de la nueva canción a mediados de los años
1960 (que fue llamado nuevo cancionero en Argentina). Luego de publicar su
primer disco en 1959, graba el que sería su lanzamiento, Canciones con fundamento,
una colección de folclore argentino editada en 1965.

Por esa época lanzó con su voz la obra de los compositores tucumanos Pato Gentilini,
el Chivo Valladares y Pepe Núñez inmortalizando canciones como "Tristeza" de
los Hermanos Núñez.

En 1967, hizo una exitosa gira por los Estados Unidos y Europa. En los años
subsiguientes, continuó actuando y grabando, extendiendo su repertorio hasta
incluir material de toda América Latina.Mercedes Sosa junto a los autores de
la Cantata Sudamericana, Félix Luna (de pie) y Ariel Ramírez (al piano).

A comienzo de los años 1970, publicó dos álbumes conceptuales en colaboración
con el compositor Ariel Ramírez y el letrista Félix Luna: Cantata Sudamericana
y Mujeres Argentinas. También hizo un tributo a la poetisa chilena Violeta
Parra.

Simpatizante de Perón en su juventud, apoyó las causas de izquierda a lo largo
de su vida. Tras el golpe de estado del 24 de marzo de 1976, permaneció en
el país a pesar de la represión y del hecho de que sus discos fueran prohibidos,
hasta que en 1979, en un concierto en La Plata, fue cacheada y detenida en
el propio escenario y el público asistente arrestado. Se exilió entonces en
Paris y después en Madrid. Poco antes había muerto su segundo marido.

Volvió a la Argentina en 1982, poco después de que el régimen militar se viera
obligado a iniciar el trespaso del poder a un gobierno civil, tras la Guerra
de Malvinas. En esa ocasión realizó una serie de conciertos históricos a sala
repleta en el Teatro Ópera de Buenos Aires, que se convirtieron en un acto
cultural contra la dictadura, a la vez de un hecho renovador de la música popular
argentina, al incluir temas y músicos provenientes de diferentes corrientes
musicales, como el folclore, el tango y el rock nacional. La actuación fue
registrada en un doble álbum que constituyó un éxito de ventas y un de los
discos destacados de la historia musical del país.

Como productora, organizó uno de los espectáculos más importantes presentados
en la Argentina: "Sin Fronteras", que reunió en el estadio Luna Park de Buenos
Aires: las argentinas Teresa Parodi y Silvina Garré, la colombiana Leonor González
Mina, la venezolana Lilia Vera, la brasileña Beth Carvalho y la mexicana Amparo
Ochoa, además de la propia Mercedes.Mercedes Sosa hacia 1972.

Durante los años siguientes continuó dando recitales exitosos dentro y fuera
de Argentina, actuando en estadios y en los escenarios mas grandes y prestigiosos
como el Lincoln Center, el Carnegie Hall donde recibio una ovación de 15 minutos,
el Mogador de París y el Concertegebuw de Ámsterdam, el Teatro Colón de Buenos
Aires, en el coliseo romano, etc. En 1992 cantó en la Quinta Vergara, de Viña
del Mar y en el Estadio Chile, de Santiago. Fueron tres actuaciones cargadísimas
de emociones y en 1993 vuelve nuevamente para intervenir en el Festival Internacional
de Viña del Mar. representó a las voces de la Argentina y América, en el Segundo
Concierto de Navidad realizado en la Sala Nervi del Vaticano. Fue la más aplaudida
en ese espectáculo realizado para el Vicariato de Roma y el papa Juan pablo
II.Sosa (sentada) con Cristina Fernández de Kirchner.

Siguió siempre ampliando su repertorio, y grabando en varios estilos. Fue convocada
por artistas internacionales como Luciano Pavarotti, Sting, Lucio Dalla, Nana
Mouskouri, Joan Baez, Andrea Bocelli, Silvio Rodríguez, Alfredo Kraus, Pablo
Milanés, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Chico Buarque, Gal Costa, Gian
Marco, Konstantin Wecker, Nilda Fernández, Pata Negra, David Broza, Luz Casal,
Cecilia Todd, Ismael Serrano entre otros.

También colaboró, en diversas oportunidades, con músicos argentinos de la talla
de Atahualpa Yupanqui, Charly García, Roberto Goyeneche, Ariel Ramírez, Fito
Páez, León Gieco, Víctor Heredia, Pedro Aznar, Antonio Tarragó Ros, Alberto
Cortez, Los Chalchaleros, Piero, Teresa Parodi, Rodolfo MederosDavid Lebón,
Julia Zenko, etc.

De los reconocimientos que ha recibido sobresale el Gran Premio CAMU-UNESCO
1995, otorgado por el Consejo Argentino de la Música y por la Secretaría Regional
para América Latina y el Caribe, del Consejo Internacional de la Música de
la UNESCO.el Martín Fierro 1994 al mejor show musical en televisión.

También el Premio de la UNIFEM, organismo de las Naciones Unidas que la distinguió
por su labor en defensa de los derechos de la mujer; Konex de Platino 1995
a la Mejor Cantante Femenina de Folklore y Konex de Brillante a la Mejor Artista
Popular de la Década. tambien recibió otra distinción, esta vez del Consejo
Interamericano de Música de la Organización de los Estados Americanos (OEA).

Ese año fue además incluida por la Secretary-General United Nations Politic
World Conference on Women, en la colección discográfica denominada Global Divas.

Fue condecorada con honores en el año 2005 por el "Honorable Senado de la Nación
Argentina" con el premio "Sarmiento" en reconocimiento a su trayectoria artística,
su compromiso social y su constante lucha en materia de Derechos Humanos. Así
también se alzó con varias estatuillas en los Grammy Latinos y los Premios
Gardel.

Actualmente se desempeña como Embajadora de buena voluntad de la UNESCO para
Latinoamérica y el Caribe.

Discografía

• La voz de la zafra (1959)
• Canciones con fundamento (1965)
• Yo no canto por cantar (1966)
• Hermano (1966)
• Para cantarle a mi gente (1967)
• Con sabor a Mercedes Sosa (1968)
• Mujeres argentinas (1969)
• Navidad con Mercedes Sosa (1970)
• El grito de la tierra (1970)
• Homenaje a Violeta Parra (1971)
• Hasta la victoria (1972)
• Cantata Sudamericana (1972)
• Traigo un pueblo en mi voz (1973)
• Niño de mañana (1975)
• A que florezca mi pueblo (1975)
• En dirección del viento (1976)
• O cio da terra (1977)
• Mercedes Sosa interpreta a Atahualpa Yupanqui (1977)
• Si se calla el cantor (1977)
• Serenata para la tierra de uno (1979)
• A quién doy (1980)
• Gravado ao vivo no Brasil (1980)
• Mercedes Sosa en Argentina (1982)
• Mercedes Sosa (1983)
• Como un pájaro libre (1983)
• Recital (1983)
• ¿Será posible el sur? (1984)
• Vengo a ofrecer mi corazón (1985)
• Corazón Americano (1985) (con Milton Nascimento & León Gieco)
• Mercedes Sosa ´86 (1986)
• Mercedes Sosa ´87 (1987)
• Gracias a la vida (1987)
• Amigos míos (1988)
• En vivo en Europa (1990)
• De mí (1991)
• 30 años (1993)
• Sino (1993)
• Gestos de amor (1994)
• Oro (1995)
• Escondido en mi país (1996)
• Alta fidelidad (1997) (con Charly García)
• Al despertar (1998)
• Misa criolla (2000)
• Acústico (2002)
• Argentina quiere cantar (2003) (con Víctor Heredia & León Gieco)
• Corazón Libre (2005)

Filmografía[editar]

• Güemes, la tierra en armas (1971)
• Argentinísima (1972)
• Ésta es mi Argentina (1974)
• Mercedes Sosa, como un pájaro libre (1983)
• Será posible el sur: Mercedes Sosa (1985)
• Historias de Argentina en Vivo (2001)


Jorge Celedón y Jimmy Zambrano, con un lleno absoluto, actuaron por primera
vez en Londres

Por Leo Pareja en Julio 14,2008 Noticias relacionadas


Londres -. Poniendo fin a una corta gira por Europa, regresan a Colombia,
Jorge Celedón y Jimmy Zambrano, luego de su exitoso debut en la capital británica
donde registraron un lleno sin precedentes para una agrupación vallenata. En
esta quinta visita artística al viejo continente actuaron en Madrid, Bilbao,
Zaragoza y Palma de Mallorca, (España), así como también en Milano (Italia)
donde tomaron parte en el famoso Festival Latinoamericando, siendo la primera
agrupación vallenata en hacerlo.

El popular teatro inglés The Coronet, en el área de Elephan & Castle, se quedó
pequeño para el esperado estreno en esta ciudad de Jorge Celedón y su orquesta.
De acuerdo a la empresa promotora, Alexis Peña Productions, se agotaron en
cuestión de horas las 1.600 entradas que se pusieron a la venta.

El público, en su mayoría de origen colombiano, y de otras nacionalidades como
ecuatorianos, venezolanos y hasta ingleses y caribeños corearon apasionadamente
la interminable lista de éxitos como "Ay hombre", "No podrán separarnos", "Cuatro
rosas" y "Esta vida", entre otros.

Fue tal la emoción de los espectadores que los encargados de la seguridad de
la tarima se vieron incapaces de impedir que los fans de Celedón y Zambrano
se subieran a abrazarlos, a tomarse fotos o simplemente a tocarlos y llevarse
así un recuerdo imborrable del tremendo espectáculo musical vallenato.

De parranda, como en Valledupar

La gente que desde tempranas horas hizo filas pacientemente para lograr un
buen lugar en el recinto, seguramente se fue a casa con la satisfacción de
haber vivido un gran concierto como si se hubiera tratado de una auténtica
parranda vallenata en pleno corazón de Valledupar.

Jorge Celedón, luciendo coloridos ponchos y sombreros voltiaos que el público
le lanzaba, así como decenas de rosas rojas, se entregó totalmente al espectáculo
hasta el punto de bajar de la tarima, cantar en medio de centenares de seguidores
y recorrer parte del teatro remolcado por ellos y por personal de seguridad.

"Me llevo de Londres la alegría de ver cómo la gente cantaba todas mis canciones
y la única forma de agradecerles fue bajar y darles un abrazo de gratitud",
dijo muy emocionado Jorge Celedón.

"Nos vamos muy contentos y nuestro deseo es volver pronto a esta ciudad que
por cuestiones de agenda no lo habíamos hecho antes. Aquí no extrañamos nada
de Colombia, ni siquiera los aplausos", añadió.

Alegría por la liberación de su hermano secuestrado

En diálogo con los medios periodísticos y con ¡Viva la Radio!, Jorge Celedón
no dejó entrever la alegría que supuso, justo un día antes de su actuación
en Londres, del rescate de su hermano Alfonso Celedón quien había sido secuestrado
desde el pasado 17 de junio, junto a otras 3 personas, por parte de un grupo,
supuestamente, de delincuentes comunes quienes pedían hasta mil millones de
pesos por su liberación.

"Estoy muy contento con esa noticia y espero estar allí pronto en Colombia
para ponerme al día con lo sucedido", expresó.

Presentación en la Casa Blanca

El regreso a su país de Jorge Celedón y su orquesta, está previsto para el
martes pero casi que inmediatamente viajaría a Nueva York donde actuaría en
una ceremonia especial en La Casa Blanca ante La Organización de Estados Americanos
(OEA) y luego el 20 de julio en la Fiesta Nacional de Colombia invitado por
el Consulado de su país.

Por otro lado, Jorge Celedón declaró que ya está trabajando en una nueva producción
musical que saldrá en octubre próximo y de la que dijo estar tan avanzada que
solo es cuestión de seleccionar los temas entre los que seguramente se incluirán,
como mínimo, 2 de su autoría.

Su exitosa trayectoria

Jorge Celedón, oriundo de Villanueva, Guajira, y que se dio a conocer en el
mundo de la música vallenata a la edad de 12 años cuando hizo a dúo con su
tío Daniel Celedón el tema "Drama provinciano" con "El Doble Poder", es hoy
en día el exponente vallenato más exitoso hasta el punto de haber sido galardonado
en noviembre pasado con un Grammy Latino por el álbum "Son para el mundo" con
su hit "Esta vida".

Fue vocalista además del Binomio de Oro, junto a Jean Carlos Centeno, tras
la muerte de Rafael Orozco y logró destacarse con temas como "No pude olvidarte",
"Parrandita, parrandón" pero sobre todo por la canción "Olvídala".

Con su propia agrupación ha hecho dúos con figuras como el salsero Víctor Manuelle
con "No todo puede llamarse amor" y el aún reciente, "Me vio llorar", en ritmo
de bachata con el dominicano Héctor Acosta, conocido como "El torito".

Ver fotos

E-mail:leopareja@yaoo.com

Web:www.vivalaradio.co.uk






Los dos cumpleaños de Mercedes Sosa

Manuel Toledo
BBC Mundo

Mercedes Sosa nació en San Miguel de Tucumán, Argentina, el 9 de julio de 1935.

"Estoy celebrando mi cumpleaños dos veces: ayer en Roma, en compañía de 3.000
personas, y hoy en Londres", dijo Mercedes Sosa, al comenzar su concierto en
la capital británica, este martes, bien entrada la noche.

"Ha sido tal vez el cumpleaños más bello de mi vida", añadió, después de calentar
los motores, con "Zamba para no morir".

Romperá la tarde mi voz
hasta el eco de ayer
voy quedándome sólo al final
muerto de sed, harto de andar
pero sigo creciendo en el sol, vivo...

Al principio, como para jugar con las líneas que abren esta canción, su voz
parecía, si no a punto de romper la tarde, rota por ésta, resquebrajada, triste,
un eco del ayer.

Sin embargo, pocos segundos después, le robaba a la tierra su vitalidad y levantaba
el vuelo, vistiendo de terciopelo las frías paredes de la sala de conciertos
indigO2, en el antiguo Domo del Milenio, que más que un teatro parece el salón
VIP de un aeropuerto.

"En Londres siempre me han tratado muy bien. Yo adoro esta ciudad", dijo.

"La primera vez que canté aquí fue a finales de los años 70, en el Royal Albert
Hall, en un concierto a favor de los derechos humanos".

Recuerdo que me encerraron, con unos profesores, en los estudios de la BBC
de Londres y hasta salí hablando inglésMercedes Sosa

"Entonces había muchos refugiados de Chile y de toda América Latina".

"Agradezco a este pueblo que me prestó tanta ayuda cuando estuve acá".

"Recuerdo que me encerraron, con unos profesores, en los estudios de la BBC
de Londres y hasta salí hablando inglés", bromeó.

Intimidad

"La última vez que vine fue en el 97, pero entonces yo estaba muy enferma y
casi me quedé paralítica, por eso no puedo permanecer mucho tiempo de pie".

A "la Negra" le gusta conversar con el público durante sus conciertos.

"Pero esto no tiene importancia. Antes, mientras cantaba, yo tocaba el bombo
legüero y también estaba sentada, así que verdaderamente no importa".

La "Negra", como la llaman quienes la quieren, que son muchos, sabe que puede
hablar con su público como si estuviera compartiendo un mate con sus amigos
en San Miguel de Tucumán, la ciudad argentina donde nació el 9 de julio de
1935.

Les cuenta sus sueños, sus preocupaciones, sus intimidades.

"Mi hijo, que es un perfeccionista y siempre quiere que yo haga las cosas bien,
hace años me dijo que no cantara esta canción", dijo, después de interpretar,
en portugués, "Insensatez", de Vinicius de Moraes.

"Mi querido hijo, que tenía una novia brasileña, me advertía: 'No te va a salir
bien porque ellos cantan de otra manera'".

"Pero yo, que había escuchado a Vinicius y a Toquinho en La Fusa y no había
tenido un novio brasileño, no podía dejar de cantarla y, por suerte, no le
hice caso".

"Cuando la canté en Brasil, tuve mucho éxito".

Ah, insensatez que você fez
Coração mais sem cuidado
Fez chorar de dor o seu amor
Um amor tão delicado...

Armónicas y haikus

Cantó "Gracias a la vida" y "Alfonsina y el mar", posiblemente sus interpretaciones
más conocidas.

Para mí lo más importante es cantar. Me gustan las cosas raras, difíciles.
Canto con todos y los amo a todosMercedes Sosa

También le regaló al público la presencia de Franco Luciani, un joven rosarino
que toca la armónica con una sensualidad asombrosa, como si estuviera amenizando
las cadencias de un strip tease en un lupanar de los años 20.

Y la de Alberto Rojo, quien, según ella, "tiene un doctorado en física, pero
es tucumano como yo y lo que más le gusta es cantar", como lo demostró en tres
de sus composiciones, "Que bonito", "Chacarera del fuego" y "Ni si ni no",
un haiku con el que acompañó a la Negra.

Más tarde, Mercedes Sosa interpretó "Desarma y sangra", de Charlie García,
y alargó la frase "no existe una escuela que enseñe a vivir", como si la estuviera
esculpiendo en el aire con un bandoneón.

Para quienes no conocieran al autor, explicó: "Es un rockero de Argentina que
nos está dando muchos problemas, que ahora está enfermito, y a quien quiero
mucho. Es como un hijo para mí".

Proyectos

Después de presentar "Sea", del uruguayo Jorge Drexler, habló de sus proyectos
inminentes.

El público, que le cantó "Que los cumplas feliz", le pedía más y más.

"Estoy a punto de grabar esta canción con él, y también 'Aquellas pequeñas
cosas' con Juan Manuel Serrat y otra con Soledad Bravo", dijo.

"Próximamente grabaré con los mejores músicos del mundo, pero no crean que
les cobro nada, yo sólo cobro por mis discos".

"Para mí lo más importante es cantar. Me gustan las cosas raras, difíciles.
Canto con todos y los amo a todos", confesó, en medio de aplausos cada vez
más fuertes.

Cantó "Al jardín de la república" y mencionó que, hace pocas semanas, interpretó
varios temas durante la cumbre de Mercosur, que tuvo lugar en su Tucumán natal.

Antes me corrían los presidentes, pero ahora me condecoran. Hace poco recibí
condecoraciones del presidente de Ecuador, Rafael Correa, y de la de Chile,
Michelle Bachelet, lo que les agradezco muchoMercedes Sosa

"Antes me corrían los presidentes, pero ahora me condecoran", bromeó y añadió
con orgullo: "Hace poco recibí condecoraciones del presidente de Ecuador, Rafael
Correa, y de la de Chile, Michelle Bachelet, lo que les agradezco mucho".

Después mandó a buscar una partitura, para complacer al público, de "Sólo le
pido a Dios", y terminó con "María, María".

No regresó al escenario, a pesar de los aplausos prolongados, porque necesitaba
descansar durante unas horas, antes de volar a España para su próximo concierto,
este miércoles, en la Exposición Internacional de Zaragoza, dedicada al agua
y su relación con el desarrollo sostenible.



SPONSORS Y AMIGOS

PEDRO ACHATA TRUST

Supporting Latin American displaced peoples www.pedroachatatrust.com

FAIR DEAL CASH & CARRY

For great foods and cheap prices from the Latin, Caribbean & Ethnic

3-7 West Green Rd. Tottenham. London N15 5BX

Support the merchants from Seven Sisters! Don’t demolish the Wards Corner!
Regenerate the area serving the local community!

WARDS CORNER COMMUNITY COALITION

GIRO WORLD

Cafe Internet, Giros and Videos

3 Bramlands Close, Clapham Junction. SW11 2NR. 020 7223 8475

Chilean and Spanish wines

Direct from the vineyard to your doorstep

www.solovino.co.uk/

MANCERA’S BEAUTY SALON

Pueblito Paisa. Seven Sisters Market

231 High Road (encima de la estación de metro de Seven Sisters)

Highly specialized hair dressing with the Latin touch

AM SPECTRUM RADIOTODOS LOS DIAS LABORALES DE 3 A 4 PM COMUNA LATINAhttp://www.comunalatina.com/minkanews.html


MINKA IS A NON-PROFIT COMMUNIT NEWSPAPER.

231 HIGH ROAD SEVEN SISTERS LONDON N15

Recent Updated: 7 years ago - Created by jungledrumsonline - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - jungledrumsonline
Flickr Mitos y leyendas: El Gauchito Gil
Tags: argentina   canon   mito   leyenda   gauchitogil   cordobaargentina   
La pregunta no respondida es si es un mito, una leyenda o un santo, pero lo único realmente cierto es que forma parte de la cultura popular.

El Gauchito Gil forma parte del "santoral profano" o sea que no es un santo reconocido por la iglesia, pero si es reconocido por gran parte de la población que los días 8 de febrero se acercan a su tumba (cerca de 100.000 personas) para rendirle homenaje.

No existe una única versión de cómo vivía, pero se sabe nació en la zona de MERCEDES, CORRIENTES entre los años 1830 y 1870 y dicese que su nombre verdadero seria ANTONIO MAMERTO GIL NÚÑEZ o ANTONIO GIL.

En esos años en la provincia de Corrientes había un enfrentamiento político entre los colorados y los celestes

Dicese que el gaucho pertenecía a los colorados (POR ESO SE VEN LAS BANDERAS ROJAS EN SU SANTUARIO),y que era una persona buena y siempre dispuesta a ayudar y que fue un HÉROE EN LA GUERRA CON EL PARAGUAY.

Hasta aquí es lo que se sabe de su historia en forma oral.

Cerca del l850 se enfrentaron celestes y colorados en las batallas de "Ifran" y "Cañada del tabaco" y es por eso que el coronel celeste JUAN DE LA CRUZ SALAZAR cito a todos los hombres posibles para librar esas batallas, haciendo lo mismo con EL GAUCHITO GIL.

Fue entonces que el GAUCHITO dijera que no había que pelear entre hermanos, y no se presento a la convocatoria de SALAZAR.

Cabe acotar que en esa época la deserción se pagaba siendo degollado o fusilado.

De esa manera el GAUCHITO fue considerado como un DESERTOR.

Es aquí donde se desdobla la historia; una dice que al tiempo se presenta arrepentido a pelear en otra batalla y es enviado a GOYA para ser juzgado.

Otra historia dice que al ser despojado de todos sus bienes por la milicia se oculta con un grupo de bandoleros a quienes comandaba compartiendo con los pobres la plata robada.

Pero al final CON LA DETENCIÓN DEL GAUCHITO COMIENZA LA VERDADERA LEYENDA.

El coronel VELÁSQUEZ manda avisar a SALAZAR de la detención de GIL y al preguntar los motivos Salazar dice que es por ser un DESERTOR.

VELÁSQUEZ, que conoce a GIL como un buen hombre le expresa a Salazar esta circunstancia y este ultimo para complacer a Velásquez le dice que con la firma de 20 "notables" de la zona pediría clemencia para Gil al gobernador .

Ya en GOYA-CORRIENTES el gaucho fue colgado de los pies para ser degollado, y fue en ese momento que el gaucho dijo al sargento que lo mataría "NO ME MATES QUE LA ORDEN DE MI PERDÓN ESTA EN CAMINO"

A lo que el sargento contesto "IGUAL NO TE VAS A SALVAR", y el gaucho replico "NO SI YO SE QUE LO MISMO ME VAS A DEGOLLAR, PERO TE DIGO MAS, CUANDO LLEGUES A MERCEDES JUNTO CON LA ORDEN DE MI PERDÓN TE VAN A DAR LA NOTICIA DE QUE TU HIJO SE ESTA MURIENDO DE MALA ENFERMEDAD, Y COMO VOS VAS A DERRAMAR SANGRE DE UN INOCENTE, INVÓCAME PARA QUE YO INTERCEDA ANTE DIOS Y CURE A TU HIJO.

A la vuelta el SARGENTO del cual se desconoce el nombre, comprueba que lo dicho por GIL era verdad, es así que invoco al gauchito y al otro día se produjo el milagro y su hijo sano.

DICESE QUE AL PASAR POR ALGÚN SANTUARIO DEL GAUCHITO GIL HAY QUE SALUDARLO CON LA BOCINA DEL AUTO PORQUE SINO ESE VIAJERO NO LLEGA A DESTINO O SUFRE GRANDES DEMORAS

Ricardo Grande

Después de 37 años pasando por esta ruta,
a metros la Difunta Correa, hoy este mito me atrajo la atención.

Recent Updated: 8 years ago - Created by PatoBel - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - PatoBel
Flickr I'm back!! XD
Tags: girassol   
Garotas, fim do ano passado foi época de conclusão do meu trabalho final da faculdade, aí emendou férias, festas de formatura e só agora voltei à ativa. Desculpem a ausência e as mensagens não respondidas!
Vamos ver se agora vai! ;)
Bjos

Recent Updated: 8 years ago - Created by let's shop! - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - let's shop!
Flickr La pregunta, finalmente respondida
Tags: sixflags   fredflintstone   pedropicapiedra   sixflagsmexico   
Los Picapiedra no usan nada debajo de sus pieles
Recent Updated: 8 years ago - Created by Pablo Rodriguez M - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Pablo Rodriguez M
Flickr A quarta dimensão, descobrindo um novo mundo de orações respondidas - David Paul Yonggi Cho
Tags: aquartadimensão   descobrindoumnovomundodeoraçõesrespondidasdavidpaulyonggicho   
Ficha Técnica:
ISBN: 85-7367-180
Páginas: 160
Formato: 14x21cm
Categoria : Inspiração / Motivação
Acabamento: Brochura
Autor: David (Paul) Yongg cho

Descobrindo um novo mundo de orações respondidas

Esse livro instigante vai levá-lo a uma realidade acima do comum




# Um mundo de orações respondidas
# Um modo de vida criativo
# Uma fé dinâmica
# Uma comunhão verdadeira com Deus

“A iminência de minha morte levou-me à compreensão de que eu precisava de algo maior do que uma religião, mais profundo do que uma filosofia e mais alto do que a compaixão pelas tribulações da existência humana. Precisava de alguém que partilhasse minhas lutas e sofrimentos e,sobretudo, que me concedesse vitória. Mediante a leitura da Bíblia, descobri que esse alguém era o Senhor Jesus Cristo.”
David (Paul) Yonggi Cho

“Este livro apresenta verdades vitais, não só para o pastor e líder da igreja, mas também para cada homem e mulher do corpo de Cristo. É um guia espiritual para todos os cristãos que anseiam ter êxito na vida cristã. Escrita no estilo inimitável do dr. Cho, recomendo calorosamente a leitura dessa obra singular.”
John W. Houston, vice-presidente da Church Growth lnternational



Recent Updated: 9 years ago - Created by editoravida - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - editoravida
Flickr Y sus plegarias fueron respondidas u_u

Oh! Alá D:



Fotos de principio de año...

Recent Updated: 9 years ago - Created by pollos4b - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - pollos4b
Flickr

"a vida não é uma pergunta a ser respondida. É um mistério a ser vivido"
Recent Updated: 10 years ago - Created by kyrie_diego - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - kyrie_diego
Flickr Lost - I - Kate Austin - 1280x1024 - One Of Us Is A Killer
Tags: lost   kate   evangelinelilly   tvseries   abc   serie   perdidos   wallpaper   photoshop   diseño   design   desktop   
“¿Haces tu mismo los Walls o los extraes de algún sitio?”...es una pregunta que ya me han hecho varias veces desde que empecé a subir material aquí. Definitivamente si, los hago yo mismo :D. Por supuesto, las imágenes que uso están recogidas de páginas de fans, sitios oficiales, scans… Por ello suelo dejar los links de aquellas direcciones que he usado para realizarlos, y también por ese mismo motivo la licencia que he escogido es abierta, lo que quiere decir que simplemente indico la autoría de la composición digital. Una vez hecha esta aclaración, que seguramente parecerá ultra pedante, aquí os dejo una ‘rendición’ a Kate Austin, también conocida como Evangeline Lilly y protagonista de la serie que más quebraderos de cabeza y preguntas no respondidas está sembrando entre nosotros, sufridos espectadores. ¿Qué no habéis visto Lost?...¿A qué estáis esperando?... La segunda temporada arranca el próximo 21 de Septiembre…y ahí estaré yo para devorar cada episodio pidiendo más. Enlaces recomendados: Foro Perdidos DreamersLost Media - LostZilla - Un consejo: si tenéis la oportunidad, mejor en Versión Original. 4,8,15,16,23,42…
Recent Updated: 10 years ago - Created by RodoR - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - RodoR
Flickr 712
Tags: jcduarte   
Jardim da Estrela, 2009-02-13
Gabriela, 8 anos, Estudante
Lisboa

Em português de Portugal, chamam-lhe “À-là-minuta”.
No Cruzeiro do Sul, chamam-lhe “lambe-lambe”.
Por mim, preferi chamar-lhe “Oldfashion”.
E, ao invés de correr mundo em busca do assunto, da luz e do instante decisivo, preferi plantar-me num lugar e esperar que o mundo visse ter com a minha câmara, os assuntos, as luzes, as poses.
Tem aspecto de ser comercial, mas as photographias são ofertadas, seja qual for o estrato social do retratado. O meu lucro são as histórias, ou estórias, e as respostas a perguntas antigas não respondidas nos compêndios ou ensaios, bem como a outras entretanto formuladas.


Recent Updated: 16 years ago - Created by jcduarte98 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - jcduarte98
Flickr 008.JPG
Tags: mexico   chiapas   ezln   lagarrucha   
Mujeres simpatizantes del jercito Zapatista de Liberacion Nacional (EZLN) gritan cosiganas en contra del Ejercito Mexicano durante la procesion que llevo el cuerpo de Guadalupe Mendez Lopez al cementerio de Lagarrucha Chiapas, 14 de Enero. La senora Mendez fue asesinada el pasado lunes 12 por elementos de la Seguridad Publica (SP) quienes dispararon sus armas en contra de un grupo de indigenas que se manifestaban; las pedradas lanzadas por indigenas en contra de un camion de la SP fueron respondidas con disparos de alto poder. AFP PHOTO/Oriana Elicabe
Recent Updated: 16 years ago - Created by orianomada - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - orianomada