Sign in with Twitter

Type the topic in any language to check out real time results of Who's Talking on Social Media Sites


Trending Topics: 過去最高62.4#QuintaDoFavQSdvEnglish MPs#自民感じ悪いよねJorge Zelada#EVEL#LouiseOnThisMorning#3anosGauchaSMVal Doonican#私の好きな遊戯王OCGの罠カード#SanıyordumKi02 de Julho#CILIPConf15#夏のLOVE#髪圧高い人あるあるDevlet Bey#UnutMadımaklımda#BBHMMVideo#ComicConAilments#BuyDirtyWorkOniTunes#HelpLeeJungHeeKılıçdaroğlu'ndan Bahçeli'yeGood Thursday#FridayEveADD YOUR MUSIC ON最弱王SivasıYakanlar AzılıYobazlar#OnuBunuBoşverdeFrank Underwood#AskZoellaNavy Yardモニタリング#bazenkendimiTony Hall#aikatsuSimon KjaerBombeiroAlton Towers#ConfissoesdaMadrugada#ThingsIGetAlotIşıl Albenババ抜きThat's So RavenJamie Ward相葉ちゃんRougeBlount County#cokemyname白猫プレイヤーKishimoto#BenceEnZoruda#BBHMMVideoAtMIDNIGHT和国の姫君イノシシ7#anipokeShaun RyderMaryville覚せい剤所持容疑#AyeMaOniTunesLaura BassettJapan Vs EnglandBobby BonillaStella Maxwellshark attackDukes of HazzardRick and MortyMexico vs HondurasAmanda DufnerConor McGregorJim HarbaughTiago SplitterPhil Kesselbrandi glanvilleAmir JohnsonLamarcus AldridgePaul PierceTyson ChandlerDemi LovatoTiger WoodsDraymond GreenMore

Most recent 100 results returned for keyword: A Penha (Search this on MAP)

Flickr Com a Penha. Muito obrigado!
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 1 month ago - Created by Bikes And Spices - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Bikes And Spices
Flickr Vsita Guiada a Penha Garcia


Recent Updated: 2 months ago - Created by beltour.eventos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - beltour.eventos
Flickr A lua ilumina a Penha
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 2 months ago - Created by Wander Oliveira Campos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Wander Oliveira Campos
Flickr MIRANTE DONA MARTA
Tags: claudiolara   brasll   brazll   clcrio   claudiol   “atraçõesdorio   arcosdalapabyclaudio   santateresabyclaudio   enseadadebotafogobyclaudio   amanhecendonoriobyclaudio   rlodejaneiro   rlodejanelro   
Deslumbrante lugar e um contraste social gigante com outros lugares do Rio de Janeiro - como a Penha , por exemplo.

Um contraste social enorme entre a foto Noturna da Zona Sul e as imagens nos comentários do bairro da Penha.

A foto do mestre Custódio Coimbra no O GLOBO.representa bem a região onde a Igreja da Penha está inserida

Uma imagem vale mais que mil palavras. Na foto a Comunidade do Morro do Caracol. A rua Cabreúva no bairro da Penha.

A maioria dos moradores da comunidade são pessoas honestas e trabalhadoras. O local pode ser confirmado AQUI NO GOOGLE STREET VIEW do Google Mapas. Note que o carro do Google capturou a foto da entrada da rua bloqueada por trilhos de trem espetados em buracos no asfalto e blocos grandes de cimento para impedir a entrada da polícia pela rua ou calçada.

Não conheço ninguém que more nesta comunidade. Não faço a mínima ideia quem more nesta comunidade da Penha aqui no Flickr.

Esta Rua Cabreúva liga o Morro do Caracol a temida Vila Cruzeiro criada em 1956, conforme este registro oficial da Câmara Municipal para a Prefeitura do Rio, o QG da Criminalidade no Rio de Janeiro.

Nestas comunidades falta tudo: Limpeza urbana, água e esgoto canalizado pois detritos são jogados em rios ou valões sem tratamento e existe a falta de água por ser fim de linha de abastecimento com agravante da falta de pressão de bombas da Cia de Água e Esgotos do Rio para fazer subir a água pelas ladeiras e aclives.
As comunidades não tinham internet na sua maioria até 2009 e quase todas até 2010 quando as UPPs foram implantadas, facilitando assim o acesso a computadores apoiados por projetos de inclusão social do atual governo e de ONGs.


Igreja da Penha – Protetora dos pobres

♪ ...
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk

E apertada tua avenida
An an an a tua avenida
An an an

A cera foi tarrada
Não se admire

Tá no céu, não espere o tiro apenas Mire
...♫

Nas fotos dos comentários uma série de respostas a perguntas que me fizeram.

Na foto noturna eu fiz da esquina da Rua do Cajá com Rua Cabreúva. Esta rua liga o Morro do Caracol a Vila Cruzeiro. Sim, é o mesmo lugar que nem a UPP com 950 policiais consegue resolver e onde a Secretaria de Segurança precisou de ajuda de tanques anfíbios da Marinha.

A outra foto do Pôr-do-Sol com a Igreja da Penha eu fiz de uma passarela de tem em Olaria, pois a Igreja da Penha fica com seus fundos apontando para a Penha e a Frente para os bairros de Olaria e Ramos. Em direção ao mar como toda igreja.
O interessante é o texto escrito há meses sobre um doido que imitava um pastor que foi preso pela polícia suspeito por mais de 30 estupros e diversos crimes no Rio de Janeiro.

♪ ≡ ♫ =♪ =♫ ≡ ♪ =♫

[♪] Música do Dia – SANDI PATTY - How Great Thou Art

Não é verdade que todos os bairros do Rio tenha comunidades em favelas ou sejam perigoso de viver.
Os bairros de Sulacap, Jardim Guanabara e Todos os Santos, por exemplo, não tem favelas.

A isenção de favelas faz até que bairros como Jardim Guanabara ocupe a 3° colocação em IDH na Cidade do Rio e o Bairro de Todos os santos a 19° posição ente os 126 bairros da Cidade do Rio de Janeiro e à frente de bairros da Zona Sul como Catete(26°), Cosme Velho, (34°) ou São Conrado em 38° no IDH.
fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro - GEO Rio.

Não use palavras como favelado ou pratique preconceito nos comentários, os moradores na sua imensa maioria não tem culpa de política habitacional do Brasil da injustiça social.

Muitos moradores também moram nestas comunidades e negam apenas morar no morro, mas isto é apenas em alguns casos uma DISSIMULAÇÃO, pois morro não é sinônimo de favela e a Cidade de Deus retratada em filme prova justamente isto.

Ao contrário dos dissimuladores, muitos moradores de comunidades tem verdadeiro orgulho delas e algumas são bem famosas como Mangueira, Salgueiro ou a Rocinha recebendo mais turistas internacionais que muitos museus e igrejas do Rio.


Recent Updated: 3 months ago - Created by ¨ ♪ Claudio Lara ✔ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ¨ ♪ Claudio Lara ✔
Flickr IGREJA DA PENHA - FAVELAS DA PENHA
Tags: euposso   igrejanossasenhoradapenhadefrança   igrejadensdapenhadefrança   palhaçocabreúva   morrodocaracol   ruacabreuva   palhaçodacabreúva   
Bairro da Penha - um lugar onde a alegria e a paz escapou pela incompetência der seguidos governos.


A foto do mestre Custódio Coimbra no O GLOBO.representa bem a região onde a Igreja da Penha está inserida

Uma imagem vale mais que mil palavras. Na foto a Comunidade do Morro do Caracol. A rua Cabreúva no bairro da Penha.

A maioria dos moradores da comunidade são pessoas honestas e trabalhadoras. O local pode ser confirmado AQUI NO GOOGLE STREET VIEW do Google Mapas. Note que o carro do Google capturou a foto da entrada da RUA CABREÚVA por trilhos de trem espetados em buracos no asfalto e blocos grandes de cimento para impedir a entrada da polícia pela rua ou calçada.

Não conheço ninguém que more nesta comunidade. Não faço a mínima ideia quem more nesta comunidade da Penha aqui no Flickr.

Esta Rua Cabreúva liga o Morro do Caracol a temida Vila Cruzeiro criada em 1956, conforme este registro oficial da Câmara Municipal para a Prefeitura do Rio, o QG da Criminalidade no Rio de Janeiro.

Nestas comunidades falta tudo: Limpeza urbana, água e esgoto canalizado pois detritos são jogados em rios ou valões sem tratamento e existe a falta de água por ser fim de linha de abastecimento com agravante da falta de pressão de bombas da Cia de Água e Esgotos do Rio para fazer subir a água pelas ladeiras e aclives.
As comunidades não tinham internet na sua maioria até 2009 e quase todas até 2010 quando as UPPs foram implantadas, facilitando assim o acesso a computadores apoiados por projetos de inclusão social do atual governo e de ONGs.


Igreja da Penha – Protetora dos pobres

♪ ...
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk

E apertada tua avenida
An an an a tua avenida
An an an

A cera foi tarrada
Não se admire

Tá no céu, não espere o tiro apenas Mire
...♫

Nas fotos dos comentários uma série de respostas a perguntas que me fizeram.

Na foto noturna eu fiz da esquina da Rua do Cajá com Rua Cabreúva. Esta rua liga o Morro do Caracol a Vila Cruzeiro. Sim, é o mesmo lugar que nem a UPP com 950 policiais consegue resolver e onde a Secretaria de Segurança precisou de ajuda de tanques anfíbios da Marinha.

A outra foto do Pôr-do-Sol com a Igreja da Penha eu fiz de uma passarela de tem em Olaria, pois a Igreja da Penha fica com seus fundos apontando para a Penha e a Frente para os bairros de Olaria e Ramos. Em direção ao mar como toda igreja.
O interessante é o texto escrito há meses sobre um doido que imitava um pastor que foi preso pela polícia suspeito por mais de 30 estupros e diversos crimes no Rio de Janeiro.

♪ ≡ ♫ =♪ =♫ ≡ ♪ =♫

♫ ESPECIAL DO DIA com DUAS MÚSICAS:

[ ♪ ] Reza Vela

[ ♪ ] SANDI PATTY - How Great Thou Art

Não é verdade que todos os bairros do Rio tenha comunidades em favelas ou sejam perigoso de viver.
Os bairros de Sulacap, Jardim Guanabara e Todos os Santos, por exemplo, não tem favelas.

A isenção de favelas faz até que bairros como Jardim Guanabara ocupe a 3° colocação em IDH na Cidade do Rio e o Bairro de Todos os santos a 19° posição ente os 126 bairros da Cidade do Rio de Janeiro e à frente de bairros da Zona Sul como Catete(26°), Cosme Velho, (34°) ou São Conrado em 38° no IDH.
fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro - GEO Rio.

Não use palavras como favelado ou pratique preconceito nos comentários, os moradores na sua imensa maioria não tem culpa de política habitacional do Brasil da injustiça social.

Muitos moradores também moram nestas comunidades e negam apenas morar no morro, mas isto é apenas em alguns casos uma DISSIMULAÇÃO, pois morro não é sinônimo de favela e a Cidade de Deus retratada em filme prova justamente isto.

Ao contrário dos dissimuladores, muitos moradores de comunidades tem verdadeiro orgulho delas e algumas são bem famosas como Mangueira, Salgueiro ou a Rocinha recebendo mais turistas internacionais que muitos museus e igrejas do Rio.

48511

Recent Updated: 3 months ago - Created by ¨ ♪ Claudio Lara ✔ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ¨ ♪ Claudio Lara ✔
Flickr COMPLEXO DA PENHA - ESCADARIA DA IGREJA DA PENHA
Tags: da   penha   posso   euposso   igrejadensdapenhadefrança   palhaçocabreúva   morrodocaracol   ruacabreuva   
A foto do mestre Custódio Coimbra no O GLOBO.representa bem a região onde a Igreja da Penha está inserida

Uma imagem vale mais que mil palavras. Na foto a Comunidade do Morro do Caracol. A rua Cabreúva no bairro da Penha.

A maioria dos moradores da comunidade são pessoas honestas e trabalhadoras. O local pode ser confirmado AQUI NO GOOGLE STREET VIEW do Google Mapas. Note que o carro do Google capturou a foto da entrada da rua bloqueada por trilhos de trem espetados em buracos no asfalto e blocos grandes de cimento para impedir a entrada da polícia pela rua ou calçada.

Não conheço ninguém que more nesta comunidade. Não faço a mínima ideia quem more nesta comunidade da Penha aqui no Flickr.

Esta Rua Cabreúva liga o Morro do Caracol a temida Vila Cruzeiro criada em 1956, conforme este registro oficial da Câmara Municipal para a Prefeitura do Rio, o QG da Criminalidade no Rio de Janeiro.

Nestas comunidades falta tudo: Limpeza urbana, água e esgoto canalizado pois detritos são jogados em rios ou valões sem tratamento e existe a falta de água por ser fim de linha de abastecimento com agravante da falta de pressão de bombas da Cia de Água e Esgotos do Rio para fazer subir a água pelas ladeiras e aclives.
As comunidades não tinham internet na sua maioria até 2009 e quase todas até 2010 quando as UPPs foram implantadas, facilitando assim o acesso a computadores apoiados por projetos de inclusão social do atual governo e de ONGs.


Igreja da Penha – Protetora dos pobres

♪ ...
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk

E apertada tua avenida
An an an a tua avenida
An an an

A cera foi tarrada
Não se admire

Tá no céu, não espere o tiro apenas Mire
...♫

Nas fotos dos comentários uma série de respostas a perguntas que me fizeram.

Na foto noturna eu fiz da esquina da Rua do Cajá com Rua Cabreúva. Esta rua liga o Morro do Caracol a Vila Cruzeiro. Sim, é o mesmo lugar que nem a UPP com 950 policiais consegue resolver e onde a Secretaria de Segurança precisou de ajuda de tanques anfíbios da Marinha.

A outra foto do Pôr-do-Sol com a Igreja da Penha eu fiz de uma passarela de tem em Olaria, pois a Igreja da Penha fica com seus fundos apontando para a Penha e a Frente para os bairros de Olaria e Ramos. Em direção ao mar como toda igreja.
O interessante é o texto escrito há meses sobre um doido que imitava um pastor que foi preso pela polícia suspeito por mais de 30 estupros e diversos crimes no Rio de Janeiro.

♪ ≡ ♫ =♪ =♫ ≡ ♪ =♫ 38.269

[ ♪ ] Música do dia : Reza Vela

Não é verdade que todos os bairros do Rio tenha comunidades em favelas ou sejam perigoso de viver.
Os bairros de Sulacap, Jardim Guanabara e Todos os Santos, por exemplo, não tem favelas.

A isenção de favelas faz até que bairros como Jardim Guanabara ocupe a 3° colocação em IDH na Cidade do Rio e o Bairro de Todos os santos a 19° posição ente os 126 bairros da Cidade do Rio de Janeiro e à frente de bairros da Zona Sul como Catete(26°), Cosme Velho, (34°) ou São Conrado em 38° no IDH.
fonte: Prefeitura do Rio de Janeiro - GEO Rio.

Não use palavras como favelado ou pratique preconceito nos comentários, os moradores na sua imensa maioria não tem culpa de política habitacional do Brasil da injustiça social.

Muitos moradores também moram nestas comunidades e negam apenas morar no morro, mas isto é apenas em alguns casos uma DISSIMULAÇÃO, pois morro não é sinônimo de favela e a Cidade de Deus retratada em filme prova justamente isto.

Ao contrário dos dissimuladores, muitos moradores de comunidades tem verdadeiro orgulho delas e algumas são bem famosas como Mangueira, Salgueiro ou a Rocinha recebendo mais turistas internacionais que muitos museus e igrejas do Rio.


Recent Updated: 3 months ago - Created by ¨ ♪ Claudio Lara ✔ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ¨ ♪ Claudio Lara ✔
Flickr De role no BRT da Alvorada a Penha valeu o passeio mais agpra como passageiro
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 4 months ago - Created by Paulo Felipe2011 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Paulo Felipe2011
Flickr É a #Penha, mané!!! #RiodeJaneiro #ZonaNorte #NaMadruga #ExperimentoCarioca #VIVALEVE
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   xproii   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 7 months ago - Created by Experimento Carioca - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Experimento Carioca
Flickr Santa Maria E39829C - Marcopolo Viale BRT Volvo B340M
Tags: volvo   marcopolo   riodejaneirorj   b12mb340m   vialebrt   transportessantamaria   
Desde o dia 13/09 o recém inaugurado BRT Transcarioca chegou a Penha, em mais uma etapa da sua implantação. Com linhas expressas e paradoras em direção ao Terminal Alvorada e Madureira, o sistema completa seu traçado original, e promove ligação direta e mais eficiente com a zona da Leopoldina e a região de Jacarepaguá e Barra da Tijuca.

Quase junto com a estreia das linhas, veio também a estreia dos novos articulados da Santa Maria, num total de 35 unidades. Originalmente programados pra serem Torinos, acabaram se tornando Viales BRT, encarroçados no B340M, chassi padrão das empresas da região. São até agora os únicos equipados com caixa ZF, que promove melhor desempenho em velocidades maiores. Além do Transcarioca, é possível ver os veículos rodando também no Transoeste.

Recent Updated: 9 months ago - Created by Busologando - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Busologando
Flickr Igreja Nossa Senhora da Penha - SP
Tags: brazil   saopaulo   sp   penha   
Igreja de Nossa Senhora da Penha de França é 1682, mas documentos indicam que a construção é, na verdade, alguns anos mais antiga. Uma certidão passada por um padre ao receber uma quantia em dinheiro doada a Nossa Senhora da Penha de França, por exemplo, é datada de 24 de agosto de 1667.
Fonte: www.basilicadapenha.com.br/
- Penha - São Paulo - SP

Recent Updated: 1 year ago - Created by alexloula - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - alexloula
Flickr Climb Penha (Subir a Penha)
Tags: trees   portugal   nature   stone   europa   stair   natureza   pb   pedra   árvores   guimarães   escadas   pretobranco   penha   helenacompadre   canonpowershotsx510hs   

Recent Updated: 1 year ago - Created by Helena Compadre - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Helena Compadre
Flickr "Ia Ia Você vai a penha? Me leva oi! Me leva!" Hoje foi dia de Congo! Roda D'água, Cariacica - ES/ Brasil .
Tags: square   squareformat   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 1 year ago - Created by Erica Aleixo - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Erica Aleixo
Flickr Super Via - 500 correndo para a Penha Circular rumo a Gramacho.


Recent Updated: 1 year ago - Created by breno.dornelles - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - breno.dornelles
Flickr São Paulo - 1916 Bonde aparece o Bonde para operários - de passagem no Tatuapé indo para a Penha, em São Paulo.


Recent Updated: 1 year ago - Created by Mingo Giannini - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Mingo Giannini
Flickr Cruziana a - Penha García (Portugal) - 02


Recent Updated: 2 years ago - Created by Banco de Imágenes Geológicas - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Banco de Imágenes Geológicas
Flickr A Penha é o poder?!
Tags: square   squareformat   brannan   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 2 years ago - Created by imjhons - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - imjhons
Flickr Enseigne du restaurant le Javali ... le sanglier ... à Penha Garcia

où nous avons fêté notre départ avec des amis ... Les photos suivantes sont l´intérieur du restaurant . Ce restaurant est entièrement recouvert d´Azulejos intérieur et extérieur .....
La décoration des tables est manifique et la cuisine est bonne ....

Recent Updated: 2 years ago - Created by Lise au Portugal - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lise au Portugal
Flickr quadro natural com a penha de aguia
Tags: sea   mountain   portugal   leaves   landscape   frame   madeira   portela   penhadeaguia   
@portela, Madeira - Portugal
Recent Updated: 2 years ago - Created by ☼ Helder - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ☼ Helder
Flickr Queima de Fogos na Igreja da Penha
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   nikon   igreja   worldcup   escadas   igrejas   jmj   penha   igrejadapenha   riodejaneirobrasil   igrejanossasenhoradapenha   rickipanema   rio40º   cidadeolimpica   igrejasdorio   igrejanossasenhoradapenhadefrança   brazil2014   brasil2014   rio2016   d5100   queimadefogosnaigrejadapenha   brazil2016   igrejasdoriodejaneiro   escadariadaigrejadapenha   rio2014   rio2012   escadariadapenha   igrejanossasenhoradapenhadefrançariodejaneiro   rio2011   brazil20104   reveilliondapaz   historiadaescadariadaigrejadapenha   historiadafestadapenhaigrejasdoriodejaneiro   rio2013   jmj2013   riocidadeolimpica   brazilworldcup2014   jmjjornadamundialdajuventude   reveillionnaigrejadapenha   historiadafestadapenha   riodejaneiroigrejas   riodejaneiroriobrasil   riodejaneiroqueimadefogos   
A Historia da Festa da Penha - Parte 01

A festa da Penha já foi a segunda festa mais popular do Rio de Janeiro, perdendo apenas para o Carnaval.

Oficialmente ela foi instituida por Dom João VI em 8 de setembro de 1816, mas desde 1640 já havia uma grande romaria para a antiga capela, mas o seu apogeu foi no final do Seculo XIX e Inicio do Seculo XX.



O Jornal “Paiz” em 03 de outubro de 1897 informava:

Se antes dos comboios da Estrada de Ferro eram 50.000 os devotos, hoje não fica mentiroso quem os calcula em 120.000.

No Outubro do Ano Seguinte o Jornal do Comercio ja dizia:

“Desde manhã cedo, avultada massa de povo afluiu às estações da Estrada de Ferro Central e do Norte, onde os trens se sucederam literalmente carregados transportando a multidão de fiéis em demanda da tradicional festa.”

Já nesta época tudo no Brasil acabava em Carnaval e um fato curioso é que foi no Largo da Penha na época da Festa da Penha o 1º Concurso de Musicas Carnavalescas em 1917.

Nem todos compartilhavam essa euforia e anunciavam seus descontentamentos em relação a esta romaria meio profana que cruzava a cidade em direção a Penha. Intelectuais como Olavo Bilac era a favor a proibição desta "escandalosa e selvagem" Romaria...
Muitos chamavam de preconceito esse movimento contra a popularidade da Festa da Penha, mas alguns acreditavam que não deviam misturar uma festa religiosa com tamanha "orgia carnal"

A irmandade oficialmente se manteve afastada de toda confusão em relaçao esta batalha de ideais, desde do inicio a Irmandade se mantinha literalmente acima da Festa Popular de Danças que acontecia no Largo da Penha.

Enquanto os Ricos Comerciantes subiam ate o Templo, seus escravos que nesta epoca eram proibidos de subir ate o Santuario ficavam embaixo festejando a sua maneira e aqueles que tinham permissão de seus "bondosos" donos vendiam desde de comidas ate trabalho manuais, dizem que foi assim que as barraquinhas ja tão tradicionais da Festa da Penha teve ai o seu nascimento, tendo sua confirmação tradicional nas festividades anos mais tarde com as Bahianas e rodas de Batuques.

Cantar, dançar (samba principalmente), comer, beber, tocar a viola, a capoeira, era tido como o lado profano da festa.

Em cada canto formava-se um “samba”, os cordões emendavam-se uns aos outros interminavelmente...um grupo de pretas descalças cantavam e dançavam batendo palmas e sacudindo o corpo desengonçadamente. Tal “promiscuidade” era intolerável para os grupos que assumiam o poder com a República.

No periodo do final do imperio e inicio da Republica estava a frente da Irmandade o Capelão Padre Ricardo

Padre Ricardo, até 1907, teve grande participação na vida da localidade. Foi “político” atuante, tendo papel importante na campanha abolicionista, quando em sua chácara acolheu escravos fugidos, passando esta a ser conhecida como “Quilombo da Penha”; Foi empresário, tendo sido proprietário de fábrica de tijolos onde hoje se encontra o bairro vizinho de Olaria. Empenhou-se em popularizar a Festa da Penha e foi no seu periodo que se teve inicio a reforma que conferiu a igreja uma arquitetura com tendencias NeoClassicas e NeoGoticas, a Fachada foi concluida pelo Arquiteto Portugues Luis Moraes Junior que tambem foi responsavel pelo projeto do Instituto Oswaldo Cruz (fontes:Rio Suburbano, Jornal do Comercio (BN) e K@rioca)

* Todas as fotos da sequencia, inclusive as pequenas formando uma montagem, estão abertas para visualização e comentarios, pois ja foram publicadas anteriormente

* Para ver o pequeno Video clique AQUI o Som da Ave Maria esta vindo de dentro da Igreja e é interessante ver o comportamento das crianças alheia a tudo e a todos e ate um papel deixado cair no chao rodopiando pelo chao tambem alheio ao que acontece ao redor

Foto: Queima de Fogos de Fim de Ano - Igreja da Penha - Rio de Janeiro - Brasil


According to Law 9.610/98, it is prohibited the partial or total commercial reproduction without the previous written authorization of the author (article 29). ® All rights are reserved.

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial ou divulgação comercial ou não sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ® Todos os direitos reservados.

Recent Updated: 2 years ago - Created by .**rickipanema**. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .**rickipanema**.
Flickr Incendio em favela a Penha, cerca de 100 barracos foram prejudicados

Foto: Tonny Campos / Todas as fotos incluídas neste site estão sob a LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Caso haja interesse em COPIAR / COMPARTILHAR alguma foto aqui vista, por gentileza entrar em contato.
Recent Updated: 2 years ago - Created by Tonny Campos. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Tonny Campos.
Flickr Incendio em favela a Penha, cerca de 100 barracos foram prejudicados

Foto: Tonny Campos / Todas as fotos incluídas neste site estão sob a LEI DO DIREITO AUTORAL Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998. Caso haja interesse em COPIAR / COMPARTILHAR alguma foto aqui vista, por gentileza entrar em contato.
Recent Updated: 2 years ago - Created by Tonny Campos. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Tonny Campos.
Flickr Complexo do Alemão - Morro do Alemão
Tags: light   brazil   sun   sol   church   rio   brasil   riodejaneiro   canon   de   photography   photo   rj   janeiro   live   céu   cristoredentor   corcovado   igreja   pãodeaçucar   montain   ipanema   alemão   pobreza   violência   pedrabonita   comunidade   imagensdorio   florestadatijuca   jmj   morrodoisirmãos   sumaré   leopoldina   quintadaboavista   claudiolara   riodejaneirobrasil   parquenacionaldatijuca   brazilworldcup   brasilriodejaneiro   rio40º   riodejaneirocidademaravilhosa   cidadeolimpica   brasil2014   cidadedoriodejaneiro   complexodoalemão   rio2016   clcclc   clcbr   trilhasdoriodejaneiro   thestatueofchristtheredeemer   morrodoalemão   brasil2016   brazil2016   cidadedorio   igrejadensdapenhadefrança   rio2014   thestatueofthechristofredeemer   cidadedesãosebastiaodoriodejaneiro   thestauteofchristofredeemer   complexodapenha   christofredeemer   teléricodoalemão   rio2013   jmj2013   claudol   riocidadeolimpica   complexodoalemãomorrodoalemãofotosdecláudiolara   rioemimagens   cidademaravilhosamarvelouscity   wyd2013   “atraçõesdorio   morrodocaracol   
Neste final de semana ocorreu a ocupação do Complexo da Maré e suas 15 favelas.
Acho um absurdo que se continue a usar tanques de Guerra pelas ruas da comunidade. Este fato já ocorreu em cinco outras comunidades e somente no Complexo da Penha é que aconteceu real enfrentamento com até um tanque sendo avariado.
Na invasão seguinte na Rocinha já não aconteceu resistência dos bandidos e a deste fim de semana no complexo da Maré, bairro vizinho da Penha, já era desnecessário o uso de tanques de Guerra. Os moradores devem morrer de medo só com a passagem deles pelas vielas e a população civil e trabalhadora não merece passar por esta intimidação que, jamais Seria aceita pela população dos Estados Unidos, por exemplo, É triste ver saber que isto ainda acontece. O bandido sabe quando perdeu e não é necessário intimidar a população civil.

Nas fotos o teleférico do Complexo do Alemão. A desigualdade continua grande até ente os conjuntos de favelas, pois na vizinha comunidade da Penha não existe teleférico e nem recebeu a quantidade de benefícios que seu vizinho.
Espero que o Estado entre no Complexo da Maré com seus serviços de saúde, educação e saneamento.
O Complexo do Alemão e o Dona Marta viraram até ponto turístico, mas a Penha continua abandonada e espero que isto não se repita no Complexo da Maré.

♪ ...
Se é pobre mais pobre fica
Vira bucha de balão ao som de funk

E apertada tua avenida
An an an a tua avenida
An an an

A cera foi tarrada
Não se admire

Tá no céu, não espere o tiro apenas Mire
...♫

♪ ≡ ♫ =♪ =♫ ≡ ♪ =♫

[ ♪ ] Música do dia : Reza Vela

Foto simples da Igreja da Penha.
Uma foto impactante da Igreja e num ângulo diferente é esta feita de helicóptero do Jornal O GLOBO..

Recent Updated: 2 years ago - Created by ¨ ♪ Claudio Lara ✔ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ¨ ♪ Claudio Lara ✔
Flickr Guimarães - Visto desde a Penha

8mm
Recent Updated: 2 years ago - Created by Sérgio André Silva - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Sérgio André Silva
Flickr Igreja de Nossa Senhora da Penha - Rio de Janeiro
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   igrejadapenha   igrejanossasenhoradapenha   brazil2014   brasil2014   rio2016   
Historia da Festa da Penha - Ultima Parte

Encerrando a Trilogia de fotos da Igreja da Penha, com a ultima parte da historia da Festa da Penha que foi a segunda maior manifestação popular do Rio de Janeiro, ficando atras apenas do Carnaval..

Em contraste com o Padre Ricardo que vimos na publicação anterior, temos o Padre José Maria Alves da Rocha que o sucedeu. Este era bastante conservador e busca retirar da Festa, o seu conteúdo popular sob o pretexto de que “esta se transformara numa orgia, dando lugar a excessos, praticados em nome da Santa”. Para isto teria recorrido à força, apelando mesmo para a repressão policial. Além da proibição da venda de bebidas alcoólicas, foi impedida a presença de ranchos, blocos e rodas de batucada na Penha.

Inúmeros desmandos foram cometidos pelas forças repressivas sobre os populares, era quase uma operação de guerra. Muitos conflitos, durante vários anos, ocorriam no arraial e fora deste, por conta da intervenção malévola dos mantenedores da ordem.

Em 1907, os “sambas” foram permitidos, mas os pandeiros e os instrumentos foram proibidos. Os populares, porém, não se renderam, acompanhando o samba com as palmas das mãos ou, como no ano seguinte, batendo nas garrafas com um pedaço de pau.

O Jornal do Comércio, de 17 de outubro de 1910, informa que até às 3 horas, não teria havido nenhum distúrbio, mas à frente de um samba apareceu...a figura engomada e reluzente do preto Juventino, capoeira da Glória, afamado, e mais adiante fez duas letras de dança de velho..., que o levaram para o xadrez do posto.

Em 21 de outubro de 1912, o Jornal do Brasil, assumia a posição de que a polícia devia dar liberdade aos foliões, o samba, o batuque e as danças típicas eram apreciadas por pessoas de todas as classes que admiravam o desembaraço e a destreza dos nossos patrícios numa dança nacional tão apreciada até por estrangeiros.

Os populares criavam alternativas contra as proibições de sambas e batuques. Uma delas foi o desfile do grupo carnavalesco “Mistérios do Avermo”, com uma charanga, executando belos tangos e polkas que mereceram os mais vivos e calorosos aplausos. Outros, mais corajosos, resolveram enfrentar as proibições e cantar o samba em “Desafios”.

A pressão dos populares não foi em vão. Em 1916, o Chefe de Polícia, liberou a realização dos sambas e batuques, ponto alto das diversões populares da Festa. Inúmeros Ranchos e Grupos carnavalescos desfilaram, como o Rancho “A Flor das Marrecas”, onde Caninha cantava. Outros Grupos, “Rosa Branca” e o Bloco “Macaco Sabe Sabe Rompeu o Samba” deixavam a barraca da famosa Tia Ciata e percorriam o arraial, acompanhados de dezenas de foliões.

Os grupos musicais e os blocos carnavalescos cantando sambas e batuques, apesar das proibições que voltavam a cada ano, marcavam na Penha, a sua presença, assumindo definitivamente o seu espaço. A Festa da Penha tornou-se, assim, a festividade mais popular do Rio de Janeiro, depois do Carnaval.

Numa época em que ainda inexistia o rádio, a Penha, torna-se palco do lançamento de composições musicais e, segundo Heitor dos Prazeres, a aceitação dessas composições naquele evento tranqüilizavam seus autores, confessando ele próprio ter ficado conhecido a partir da Festa da Penha. Como ele, outros expoentes da Música Popular Brasileira eram, ali, figuras obrigatórias, como Sinhô, Caninha, Pixinguinha, Donga e João da Baiana. Muitas das músicas lançadas na referida festa transformaram-se em sucessos populares durante o Carnaval, funcionando a Penha como “avant-première” do mesmo.

Os trens eram colocados em horários extraordinários para atender a demanda.

A ressonância dessa festa era tão grande que a publicidade da época valia-se desse evento para divulgar seus produtos.

Em 1914, a Gazeta de Notícias, informava que o vira e o fado foram destronados em absoluto e agora o samba indígena e o maxixe requebrado do Brasil vão em pleno sucesso.

Diversos segmentos sociais passam a estar presentes na Penha. A influência negra foi decisiva. Ali armavam barracas com comidas típicas, muitas dirigidas pelas célebres tias baianas, as quais, juntamente com outras mulheres, tiveram um papel fundamental na organização da festa. Davam-se ainda as demonstrações de capoeira, as batucadas e as rodas de samba, verdadeiras manifestações de cultura dominante.

O 1º Concurso de Músicas Carnavalescas teria sido realizado na Penha em 1917, a partir do prélio travado entre Sinhô e Caninha.(fonte: Jornal Rio Suburbano/K@rioca

* Todas as fotos das sequencias estão abertas para visualização e comentarios, pois já foram publicadas anteriormente

Foto: Igreja de Nossa Senhora da Penha de França - Rio de Janeiro - Brasil

According to Law 9.610/98, it is prohibited the partial or total commercial reproduction without the previous written authorization of the author (article 29). ® All rights are reserved.

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial ou divulgação comercial ou não sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ® Todos os direitos reservados.

Recent Updated: 2 years ago - Created by .**rickipanema**. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .**rickipanema**.
Flickr Festa da Penha - Igreja Nossa Senhora da Penha - Rio de Janeiro
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   igreja   escadas   igrejas   penha   igrejadapenha   igrejanossasenhoradapenha   rickipanema   festadapenha   igrejasdorio   igrejanossasenhoradapenhadefrança   brazil2014   brasil2014   rio2016   igrejasdoriodejaneiro   escadariadaigrejadapenha   escadariadapenha   igrejanossasenhoradapenhadefrançariodejaneiro   degrausdapenha   irmandadenossasenhoradapenha   irmandadedenossasenhoradapenhadefrança   rio2013   
Começa oficialmente neste fim de semana a Festa da Penha, Uma das festas religiosas mais antigas do Brasil, a primeira comemoração é datada de 1640.

A festa da Penha já foi a segunda festa mais popular do Rio de Janeiro, perdendo apenas para o Carnaval.

Oficialmente ela foi instituida por Dom João VI em 8 de setembro de 1816, mas desde 1640 já havia uma grande romaria para a antiga capela, mas o seu apogeu foi no final do Seculo XIX e Inicio do Seculo XX.



O Jornal “Paiz” em 03 de outubro de 1897 informava:

Se antes dos comboios da Estrada de Ferro eram 50.000 os devotos, hoje não fica mentiroso quem os calcula em 120.000.

No Outubro do Ano Seguinte o Jornal do Comercio ja dizia:

“Desde manhã cedo, avultada massa de povo afluiu às estações da Estrada de Ferro Central e do Norte, onde os trens se sucederam literalmente carregados transportando a multidão de fiéis em demanda da tradicional festa.”

Já nesta época tudo no Brasil acabava em Carnaval e um fato curioso é que foi no Largo da Penha na época da Festa da Penha o 1º Concurso de Musicas Carnavalescas em 1917.

Nem todos compartilhavam essa euforia e anunciavam seus descontentamentos em relação a esta romaria meio profana que cruzava a cidade em direção a Penha. Intelectuais como Olavo Bilac era a favor a proibição desta "escandalosa e selvagem" Romaria...

Muitos chamavam de preconceito esse movimento contra a popularidade da Festa da Penha, mas alguns acreditavam que não deviam misturar uma festa religiosa com tamanha "orgia carnal"

A irmandade oficialmente se manteve afastada de toda confusão em relaçao esta batalha de ideais, desde do inicio a Irmandade se mantinha literalmente acima da Festa Popular de Danças que acontecia no Largo da Penha.

Enquanto os Ricos Comerciantes subiam ate o Templo, seus escravos que nesta epoca eram proibidos de subir ate o Santuario ficavam embaixo festejando a sua maneira e aqueles que tinham permissão de seus "bondosos" donos vendiam desde de comidas ate trabalho manuais, dizem que foi assim que as barraquinhas ja tão tradicionais da Festa da Penha teve ai o seu nascimento, tendo sua confirmação tradicional nas festividades anos mais tarde com as Bahianas e rodas de Batuques.


No periodo do final do imperio e inicio da Republica estava a frente da Irmandade o Capelão Padre Ricardo, el ate 1907, teve grande participação na vida da localidade. Foi “político” atuante, tendo papel importante na campanha abolicionista, quando em sua chácara acolheu escravos fugidos, passando esta a ser conhecida como “Quilombo da Penha”; Foi empresário, tendo sido proprietário de fábrica de tijolos onde hoje se encontra o bairro vizinho de Olaria. Empenhou-se em popularizar a Festa da Penha e foi no seu periodo que se teve inicio a reforma que conferiu a igreja uma arquitetura com tendencias NeoClassicas e NeoGoticas, a Fachada foi concluida pelo Arquiteto Portugues Luis Moraes Junior que tambem foi responsavel pelo projeto do Instituto Oswaldo Cruz (fonte: Jornal Rio Suburbano - Jornal do Comercio e K@rioca)

* A Foto principal foi tirada da Area de Serviço aqui de Casa, assim como algumas fotos da sequencia. Todas as fotos da sequencia estão abertas, pois ja foram publicadas anteriormente

Foto: Igreja Nossa Senhora da Penha de França - Penha - Rio de Janeiro - Brasil



According to Law 9.610/98, it is prohibited the partial or total commercial reproduction without the previous written authorization of the author (article 29). ® All rights are reserved.

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial ou divulgação comercial ou não sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ® Todos os direitos reservados.

Recent Updated: 2 years ago - Created by .**rickipanema**. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .**rickipanema**.
Flickr 013/2012 : Praia Fluvial da Loriga
Tags: 7maravilhasdeportugal   lorigaportugal   praiasflubiais   
Candidata às 7 Maravilhas de Portugal.
Eu também já votei :)).

Loriga é uma vila e freguesia portuguesa do concelho de Seia, distrito da Guarda. Tem 36,52 km² de área, 1 053 habitantes (2011) e densidade populacional de 28,8 hab/km². Tem uma povoação anexa, o Fontão. Faz parte do Parque Natural da Serra da Estrela.

Loriga, situada na parte sudoeste da Serra da Estrela, encontra-se a 20 km de Seia, 80 km da Guarda e 320 km de Lisboa. A vila é acessível pela EN 231 e pela EN338, estrada concluída em 2006, seguindo um traçado pré-existente, com um percurso de 9,2 km de paisagens de montanha, entre as cotas 960m (Portela do Arão) e 1650m, junto à Lagoa Comprida.

Vista panorâmica de Loriga e do vale glaciar com o mesmo nome, semelhante a uma paisagem alpina.
É conhecida como a "Suíça Portuguesa" devido à sua extraordinária localização geográfica. Está situada a cerca de 770m de altitude, na sua parte urbana mais baixa, rodeada por montanhas, das quais se destacam a Penha dos Abutres (1828m de altitude) e a Penha do Gato (1771m), e é abraçada por dois cursos de água: a Ribeira da Nave e Ribeira de S.Bento, que se unem depois da E.T.A.R. para formarem a Ribeira de Loriga, um dos afluentes do Rio Alva.

Os socalcos e sua complexa rede de irrigação são um dos grandes ex-libris de Loriga, uma obra construída ao longo de centenas de anos e que transformou um vale rochoso num vale fértil. É uma obra que ainda hoje marca a paisagem, fazendo parte do património histórico da vila e é demonstrativa do génio dos seus habitantes.

Está dotada de uma ampla gama de infraestrutras físicas e sócio-culturais, que abrangem todos os grupos etários, das quais se destacam, por exemplo, o Grupo Desportivo Loriguense, fundado em 1934, a Sociedade Recreativa e Musical Loriguense, fundada em 1906, os Bombeiros Voluntários de Loriga, criados em 1982, cujos serviços se desenvolvem para lá dos limites da vila, a Casa de Repouso Nª. Srª. da Guia, uma das últimas obras sociais de relevo, e a Escola Básica Dr. Reis Leitão. Em Março de 2007 iniciaram-se as obras do novo Quartel dos Bombeiros Voluntários, edifício que se prevê concluído .
"Wikipédia"

Recent Updated: 3 years ago - Created by Teimoso(Portugal) - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Teimoso(Portugal)
Flickr você vai à Penha?


Recent Updated: 3 years ago - Created by Paola Pelacani - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Paola Pelacani
Flickr Igreja da Penha – Protetora dos pobres
Tags: blue   brazil   green   church   rio   brasil   riodejaneiro   canon   photography   photo   day   action   live   churches   igreja   villa   claudio   favela   jmu   prainha   brasile   montain   niteroi   slum   niterói   grumari   piratininga   jmj   churc   penha   praiavermelha   jmv   nikiti   claudiolara   selaron   christredeemer   riodejaneirobrasil   wonderfulcity   40º   rio40º   cidadeolimpica   sunsetinrio   jornadamundialdajuventude   brazil2014   brasil2014   praiasdorio   complexodoalemão   rio2016   praiasdoriodejaneiro   praiascariocas   clcclc   clcbr   sunsetinriodejaneiro   cláudiolara   morrodoalemão   portomaravilha   igrejadensdapenhadefrança   thestatueofthechristofredeemer   rio2012   claudiol   montanhasdoriodejaneiro   teleféricodoalemão   teléricodoalemão   jmj2013   jmjrio2013   amanhecendonoriodejaneiro   
Igreja da Penha – Protetora dos pobres

Na foto um pintor limpa o rolo de pintura após o término do trabalho. Por este motivo estava coberta a imagem que representa a santa no Altar.

A Igreja da Penha não é tombada pelo IPHAN e por isto não precisa de restauração especializada e por de ser feita por funcionário do Santuário da Nossa Senhora da Penha.

Nas fotos dos comentários uma série de respostas a perguntas que me fizeram.

Na foto noturna eu fiz da esquina da Rua do Cajá com Rua Cabreúva. Esta rua liga o Morro do Caracol a Vila Cruzeiro.

A outra foto do Pôr-do-Sol eu fiz de uma passarela de tem em Olaria, pois a Igreja da Penha fica com seus fundos apontando para a Penha e a Frente para os bairros de Olaria e Ramos. Em direção ao mar como toda igreja.
O interessante é o texto escrito há meses sobre um doido que imitava um pastor que foi preso pela polícia suspeito por mais de 30 estupros e diversos crimes no Rio de Janeiro.

O interior da Igreja não é avermelhado – nem com suas acessas. – normalmente fotos assim são pintadas de vermelho por pessoas sem bom senso e repetem o procedimento principalmente nas fotos da hora do por do Sol.

♪ ♫ ♪ A foto definitiva que representa a Igreja da Penha e está oo O GLOBO. ♪ ♫ ♪

A Igreja da Penha antes da Invasão da /Vila Cruzeiro pela Polícia, recebia poucos visitantes, mas hoje recebe alguns turistas e muitos moradores agora apresentam a igreja para seus namorados e podemos sempre ver casais visitando a igreja.

Recent Updated: 3 years ago - Created by ¨ ♪ Claudio Lara ✔ - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ¨ ♪ Claudio Lara ✔
Flickr A Penha é o poder!

assinando com meu parceiro @erickRodrigues
Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!

Painel de Throw -up!
Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr A Penha é o poder!


Recent Updated: 3 years ago - Created by Lino...339 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lino...339
Flickr Corridas automóveis de regresso à Penha

O Demoporto – Clube de Desportos Motorizados do Porto organiza nos próximos dias 20 e 21 de Setembro a Rampa da Penha II a contar para o CNM – Campeonato Nacional de Montanha.Será, muito provavelmente, nesta prova que vai ficar definido o Campeão Nacional de Montanha 2014 o que co...

nunodinisphotos.net/corridas-automoveis-de-regresso-a-penha/

Recent Updated: 3 years ago - Created by Nuno Dinis Photos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Nuno Dinis Photos
Flickr As Corridas de Automóveis voltam à Penha!

Rampa da Penha II a contar para o CNM e Rallys Sprint e de Regularidade Penha II, ambos a contar para o Memorial 25 Anos Oswaldo Oliveira
Rampa da Penha II O Demoporto – Clube de Desportos Motorizados do Porto vai realizar em 20 e 21 de Setembro próximos, a Rampa da Penha II, pontuável para o Ca...

nunodinisphotos.net/as-corridas-de-automoveis-voltam-a-pe...

Recent Updated: 3 years ago - Created by Nuno Dinis Photos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Nuno Dinis Photos
Flickr A subir a Penha...
Tags: square   squareformat   brannan   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 3 years ago - Created by domingomanha - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - domingomanha
Flickr Loriga, Seia - 34/2011
Tags: paisagens   maravilhasdeportugal   lorigaportugal   
Loriga é uma vila e freguesia portuguesa do concelho de Seia, distrito da Guarda. Tem 36,52 km² de área, 1 367 habitantes (2005) e densidade populacional de 37,51 hab/km². Tem uma povoação anexa, o Fontão. Faz parte do Parque Natural da Serra da Estrela.
Loriga, situada na parte sudoeste da Serra da Estrela, encontra-se a 20 km de Seia, 80 km da Guarda e 320 km de Lisboa. A vila é acessível pela EN 231 e pela EN338, estrada concluída em 2006, seguindo um traçado pré-existente, com um percurso de 9,2 km de paisagens de montanha, entre as cotas 960m (Portela do Arão) e 1650m, junto à Lagoa Comprida.
Vista panorâmica de Loriga e do vale glaciar com o mesmo nome, semelhante a uma paisagem alpina.
É conhecida como a "Suíça Portuguesa" devido à sua extraordinária localização geográfica. Está situada a cerca de 770m de altitude, na sua parte urbana mais baixa, rodeada por montanhas, das quais se destacam a Penha dos Abutres (1828m de altitude) e a Penha do Gato (1771m), e é abraçada por dois cursos de água: a Ribeira da Nave e Ribeira de S.Bento, que se unem depois da E.T.A.R. para formarem a Ribeira de Loriga, um dos afluentes do Rio Alva.
Os socalcos e sua complexa rede de irrigação são um dos grandes ex-libris de Loriga, uma obra construída ao longo de centenas de anos e que transformou um vale rochoso num vale fértil. É uma obra que ainda hoje marca a paisagem, fazendo parte do património histórico da vila e é demonstrativa do génio dos seus habitantes.
Está dotada de uma ampla gama de infraestrutras físicas e sócio-culturais, que abrangem todos os grupos etários, das quais se destacam, por exemplo, o Grupo Desportivo Loriguense, fundado em 1934, a Sociedade Recreativa e Musical Loriguense, fundada em 1905, os Bombeiros Voluntários de Loriga, criados em 1982, cujos serviços se desenvolvem para lá dos limites da vila, a Casa de Repouso Nª. Srª. da Guia, uma das últimas obras sociais de relevo, e a Escola Básica Dr. Reis Leitão. Em Março de 2007 iniciaram-se as obras do novo Quartel dos Bombeiros Voluntários, edifício que se prevê concluído durante o ano de 2011.

Recent Updated: 3 years ago - Created by Teimoso(Portugal) - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Teimoso(Portugal)
Flickr Uma homenagem a Penha Arruda !!!!
Tags: square   squareformat   lomofi   iphoneography   instagramapp   uploaded:by=instagram   

Recent Updated: 3 years ago - Created by Gabi Fotografia - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Gabi Fotografia
Flickr Guimaraes dende a Penha


Recent Updated: 3 years ago - Created by rielalunapornada - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - rielalunapornada
Flickr Caminho de mesa

Este foi para a Penha
Recent Updated: 3 years ago - Created by Fatima's Patch - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Fatima's Patch
Flickr Olhando a Penha


Recent Updated: 3 years ago - Created by josé appolinário - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - josé appolinário
Flickr Parque Shanghai - Penha - Rio de Janeiro - Eu Posso
Tags: ringexcellence   
O Parque Shanghai é o Parque de Diversão mais antigo do Brasil, nasceu em 1919 e participou inclusive de varias exposiçoes e eventos historicos, como a Exposição do Centenario da Independencia em 1922 onde foi o parque da exposição

Durante alguns anos o parque foi intinerante ate se instalar na Quinta da Boavista, onde ficou ate 1958 quando se transferiu para entrada da Igreja da Penha e ali esta ate hoje.

Possuiu a primeira Montanha Russa da America do sul, ela era de Madeira e e foi desativada ainda antes da mudança para a Penha.

Seu carrossel é um dos mais antigos do mundo ainda em uso, todo feito em madeira e talvez o unico no mundo com todas as peça originais, o proprietario ja recusou ofertas milionarias feitas por colecionadores Europeus.

O Parque Shanghai não atrai apenas as crianças de todo o Rio de Janeiro, mas muitas vezes são os pais que são atraidos, não pelos brinquedos, pois em geral todos brinquedos são para o publico infantil, mas reascender a lembrança de sua propria infancia passada dentro de seus portões

E assim aconteceu neste ultimo Domingo no meu Aniversario, encerrei o dia com um Tipico Domingo no Parque, apesar de morar pertinho e passar diariamente em seus portões, eu ja não entrava no Shanghai a mais de 20 anos.

Neste Domingo não andei em nenhum brinquedo, mas me divertir fazendo algumas fotos e tambem num clima de nostalgia relembrei que uma das comemorações de muitos dos aniversarios da minha infancia eram ir no Shanghai.

Hoje não existem mais muitas das minhas atraçoes preferidas, mas tambem eu não caberia nelas, Hoje não existe mais o meu Pai com o seu sorriso aberto participando e se divertindo junto comigo, mas o Parque esta la como um marco de uma epoca que passou, mas que tem se renovado com cada criança que tem entrado pelos seus Portões.

Notas:

* A Foto principal e a primeira da Sequencia onde estou com um "sombreiro de luz" foram feitas pelo Leo Quasimodo que se divertiu horrores e ate invandiu uma festa de aniversario que estava acontecendo em uma area destinada a isto para pegar um pedaço de bolo.

* A ultima foto não ficou muito boa, mas postei apenas para mostrar a visão que ha da Igreja da Penha de dentro do Parque.

Foto: Eu - Me - Parque Shanghai - Penha - Rio de Janeiro - Brasil

Foto by Leo Quasímodo

According to Law 9.610/98, it is prohibited the partial or total commercial reproduction without the previous written authorization of the author (article 29). ® All rights are reserved.

Conforme a Lei 9.610/98, é proibida a reprodução total e parcial ou divulgação comercial ou não sem a autorização prévia e expressa do autor (artigo 29). ® Todos os direitos reservados.

Recent Updated: 3 years ago - Created by .**rickipanema**. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .**rickipanema**.
Flickr A Penha.

Um pouco do bairro muito famoso na zona da leopoldina do Rio de Janeiro, a Penha e o seu complexo
Recent Updated: 4 years ago - Created by |DanNunes| - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - |DanNunes|
Flickr A Penha... o Sol... a Baia...


Recent Updated: 4 years ago - Created by Colecionador de Imagens - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Colecionador de Imagens
Flickr A paz sobrevoa a Penha


Recent Updated: 4 years ago - Created by Gilson Martins photos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Gilson Martins photos
Flickr A Historia da Festa da Penha (Parte 2 ) - Rio de Janeiro
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   interior   penha   igrejadapenha   igrejanossasenhoradapenha   rickipanema   festadapenha   brazil2014   brasil2014   nikoncoolpixp80   rio2016   igrejanossasenhoradapenhanoriodejaneiro   outubromêsdafestadapenha   historiadaescadariadaigrejadapenha   historiadafestadapenhaigrejasdoriodejaneiro   irmandadedenossasenhoradapenhadefrança   
Continuando a Historia da Festa da Penha que foi a segunda maior manifestação popular do Rio de Janeiro, ficando atras apenas do Carnaval..

Em contraste com o Padre Ricardo, temos o Padre José Maria Alves da Rocha que o sucedeu. Este era bastante conservador e busca retirar da Festa, o seu conteúdo popular sob o pretexto de que “esta se transformara numa orgia, dando lugar a excessos, praticados em nome da Santa”. Para isto teria recorrido à força, apelando mesmo para a repressão policial. Além da proibição da venda de bebidas alcoólicas, foi impedida a presença de ranchos, blocos e rodas de batucada na Penha.

Inúmeros desmandos foram cometidos pelas forças repressivas sobre os populares, era quase uma operação de guerra. Muitos conflitos, durante vários anos, ocorriam no arraial e fora deste, por conta da intervenção malévola dos mantenedores da ordem.

Em 27 de outubro de 1913, o Jornal do Comércio iniciava seu noticiário sobre a Festa afirmando que, “para perturbar a ordem em que corriam os folguedos, surgiu, em lugar de gente que disto faz mister, uma patrulha do Batalhão Naval que ali fora para impedir desatinos por praças daquela corporação. Comandava a patrulha um sargento Galvão, indivíduo malvado e insolente que, armado de cacete distribuía pancada pelo povo, no que era seguido por seus subordinados.”
Em 1907, os “sambas” foram permitidos, mas os pandeiros e os instrumentos foram proibidos. Os populares, porém, não se renderam, acompanhando o samba com as palmas das mãos ou, como no ano seguinte, batendo nas garrafas com um pedaço de pau.

O Jornal do Comércio, de 17 de outubro de 1910, informa que até às 3 horas, não teria havido nenhum distúrbio, mas à frente de um samba apareceu...a figura engomada e reluzente do preto Juventino, capoeira da Glória, afamado, e mais adiante fez duas letras de dança de velho..., que o levaram para o xadrez do posto.
Em 21 de outubro de 1912, o Jornal do Brasil, assumia a posição de que a polícia devia dar liberdade aos foliões, o samba, o batuque e as danças típicas eram apreciadas por pessoas de todas as classes que admiravam o desembaraço e a destreza dos nossos patrícios numa dança nacional tão apreciada até por estrangeiros.

Os populares criavam alternativas contra as proibições de sambas e batuques. Uma delas foi o desfile do grupo carnavalesco “Mistérios do Avermo”, com uma charanga, executando belos tangos e polkas que mereceram os mais vivos e calorosos aplausos. Outros, mais corajosos, resolveram enfrentar as proibições e cantar o samba em “Desafios”.

A pressão dos populares não foi em vão. Em 1916, o Chefe de Polícia, liberou a realização dos sambas e batuques, ponto alto das diversões populares da Festa. Inúmeros Ranchos e Grupos carnavalescos desfilaram, como o Rancho “A Flor das Marrecas”, onde Caninha cantava. Outros Grupos, “Rosa Branca” e o Bloco “Macaco Sabe Sabe Rompeu o Samba” deixavam a barraca da famosa Tia Ciata e percorriam o arraial, acompanhados de dezenas de foliões.

Os grupos musicais e os blocos carnavalescos cantando sambas e batuques, apesar das proibições que voltavam a cada ano, marcavam na Penha, a sua presença, assumindo definitivamente o seu espaço. A Festa da Penha tornou-se, assim, a festividade mais popular do Rio de Janeiro, depois do Carnaval.

Numa época em que ainda inexistia o rádio, a Penha, torna-se palco do lançamento de composições musicais e, segundo Heitor dos Prazeres, a aceitação dessas composições naquele evento tranqüilizavam seus autores, confessando ele próprio ter ficado conhecido a partir da Festa da Penha. Como ele, outros expoentes da Música Popular Brasileira eram, ali, figuras obrigatórias, como Sinhô, Caninha, Pixinguinha, Donga e João da Baiana. Muitas das músicas lançadas na referida festa transformaram-se em sucessos populares durante o Carnaval, funcionando a Penha como “avant-première” do mesmo.

Os trens eram colocados em horários extraordinários para atender a demanda.

A ressonância dessa festa era tão grande que a publicidade da época valia-se desse evento para divulgar seus produtos.

Em 1914, a Gazeta de Notícias, informava que o vira e o fado foram destronados em absoluto e agora o samba indígena e o maxixe requebrado do Brasil vão em pleno sucesso.

Diversos segmentos sociais passam a estar presentes na Penha. A influência negra foi decisiva. Ali armavam barracas com comidas típicas, muitas dirigidas pelas célebres tias baianas, as quais, juntamente com outras mulheres, tiveram um papel fundamental na organização da festa. Davam-se ainda as demonstrações de capoeira, as batucadas e as rodas de samba, verdadeiras manifestações de cultura dominante.

O 1º Concurso de Músicas Carnavalescas teria sido realizado na Penha em 1917, a partir do prélio travado entre Sinhô e Caninha.

Fonte: Jornal Rio Suburbano & K@rioca

Fotos: Interior da Igreja da Penha - Rio de Janeiro - Brasil

* A Foto Principal e as fotos da primeira sequencia foram tiradas no ultimo dia da Festa da Penha de 2010, as fotos desta postagem são da chegada da imagem de Nossa Senhora da Penha de Franca em procissão ao Santario, Por isto o Altar esta vazio na Foto Principal

*As Fotos da segunda sequencia, foram tiradas em outras ocasiões e suas sequencias tem outras fotos mostrando o interior do Santuario, elas estão abertas pois ja foram postadas anteriormente

Recent Updated: 4 years ago - Created by .**rickipanema**. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .**rickipanema**.
Flickr Historia da Festa da Penha - Rio de Janeiro
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   penha   igrejadapenha   igrejanossasenhoradapenha   rickipanema   festadapenha   brazil2014   brasil2014   nikoncoolpixp80   rio2016   igrejanossasenhoradapenhanoriodejaneiro   outubromêsdafestadapenha   historiadaescadariadaigrejadapenha   historiadafestadapenhaigrejasdoriodejaneiro   irmandadedenossasenhoradapenhadefrança   
A festa da Penha já foi a segunda festa mais popular do Rio de Janeiro, perdendo apenas para o Carnaval.

Oficialmente ela foi instituida por Dom João VI em 8 de setembro de 1816, mas desde 1640 já havia uma grande romaria para a antiga capela, mas o seu apogeu foi no final do Seculo XIX e Inicio do Seculo XX.



O Jornal “Paiz” em 03 de outubro de 1897 informava:

Se antes dos comboios da Estrada de Ferro eram 50.000 os devotos, hoje não fica mentiroso quem os calcula em 120.000.

No Outubro do Ano Seguinte o Jornal do Comercio ja dizia:

“Desde manhã cedo, avultada massa de povo afluiu às estações da Estrada de Ferro Central e do Norte, onde os trens se sucederam literalmente carregados transportando a multidão de fiéis em demanda da tradicional festa.”

Já nesta época tudo no Brasil acabava em Carnaval e um fato curioso é que foi no Largo da Penha na época da Festa da Penha o 1º Concurso de Musicas Carnavalescas em 1917.

Nem todos compartilhavam essa euforia e anunciavam seus descontentamentos em relação a esta romaria meio profana que cruzava a cidade em direção a Penha. Intelectuais como Olavo Bilac era a favor a proibição desta "escandalosa e selvagem" Romaria...
Muitos chamavam de preconceito esse movimento contra a popularidade da Festa da Penha, mas alguns acreditavam que não deviam misturar uma festa religiosa com tamanha "orgia carnal"

A irmandade oficialmente se manteve afastada de toda confusão em relaçao esta batalha de ideais, desde do inicio a Irmandade se mantinha literalmente acima da Festa Popular de Danças que acontecia no Largo da Penha.

Enquanto os Ricos Comerciantes subiam ate o Templo, seus escravos que nesta epoca eram proibidos de subir ate o Santuario ficavam embaixo festejando a sua maneira e aqueles que tinham permissão de seus "bondosos" donos vendiam desde de comidas ate trabalho manuais, dizem que foi assim que as barraquinhas ja tão tradicionais da Festa da Penha teve ai o seu nascimento, tendo sua confirmação tradicional nas festividades anos mais tarde com as Bahianas e rodas de Batuques.

Cantar, dançar (samba principalmente), comer, beber, tocar a viola, a capoeira, era tido como o lado profano da festa.

Em cada canto formava-se um “samba”, os cordões emendavam-se uns aos outros interminavelmente...um grupo de pretas descalças cantavam e dançavam batendo palmas e sacudindo o corpo desengonçadamente. Tal “promiscuidade” era intolerável para os grupos que assumiam o poder com a República.

No periodo do final do imperio e inicio da Republica estava a frente da Irmandade o Capelão Padre Ricardo

Padre Ricardo, até 1907, teve grande participação na vida da localidade. Foi “político” atuante, tendo papel importante na campanha abolicionista, quando em sua chácara acolheu escravos fugidos, passando esta a ser conhecida como “Quilombo da Penha”; Foi empresário, tendo sido proprietário de fábrica de tijolos onde hoje se encontra o bairro vizinho de Olaria. Empenhou-se em popularizar a Festa da Penha e foi no seu periodo que se teve inicio a reforma que conferiu a igreja uma arquitetura com tendencias NeoClassicas e NeoGoticas, a Fachada foi concluida pelo Arquiteto Portugues Luis Moraes Junior que tambem foi responsavel pelo projeto do Instituto Oswaldo Cruz



Fonte: Jornal Rio Suburbano, Jornal do Comercio (Biblioteca Nacional) e K@rioca

Todas as fotos abaixos foram tiradas ja no final da Festa da Penha, tinha sido convidado pela empresa que fez a queima de fogos no fim do ano, para estar com eles, eles prontamente atenderam o apelo do Padre Serafim e doaram os fogos do encerramento da Festa da Penha de 2010, no momento das fotos a escadaria ja estava fechada para subir e a igreja ja iria fechar, no video que fiz a igreja ja estava com sua porta principal fechada e os fieis saiam pela sacristia.

Para ver o pequeno Video clique AQUI o Som da Ave Maria esta vindo de dentro da Igreja e é interessante ver o comportamento das crianças alheia a tudo e a todos e ate um papel deixado cair no chao rodopiando pelo chao tambem alheio ao que acontece ao redor


Recent Updated: 4 years ago - Created by .**rickipanema**. - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - .**rickipanema**.
Flickr Penha Garcia- Idanha-a-Nova- Portugal
Tags: portugal   rio   natureza   romano   castro   castelo   barragem   serra   portuguesa   idanhaanova   beira   aldeia   neolítico   freguesia   campina   romanos   lusitano   rochas   ruínas   fragas   penha   templários   xisto   malcata   povoação   préhistórica   fósseis   penhagarcia   raiana   ordemdecristo   ilustrarportugal   geólogos   pônsul   paleontologistas   
Penha Garcia é uma freguesia portuguesa do concelho de Idanha-a-Nova, com 128,57 km² de área e 928 habitantes (2001). Altitude média: 480m.
A região é fértil em vestígios pré-históricos e romanos, estes últimos bem documentados nas ruínas da capela de S.Lourenço. De um castro lusitano, em que a serra de Penha Garcia é abundante, deve ter resultado a actual povoação. A penha, a ela sobraceira, deve ter sido fortificada desde a mais remota antiguidade. O seu altaneiro castelo deve ter sido mandado levantar por D. Sancho I que teve a clara intuição política de fortificar a Beira para a defesa do centro do País, contra os ínimigos seculares, o leonês que estava para lá do Erges e o mouro para lá do Tejo.

Penha Garcia recebeu Foral D.Afonso III, em 31 de Outubro de 1256. No documento se diz que se dá aos moradores de Penha Garcia o foro, usos e costumes de Penamacor. Realenga então, Penha Garcia assim continuou até ao tempo de D.Dinis, que em 1303 a doou aos Templários, na pessoa do seu mestre Vasco Fernandes. Dos Templários passou para Ordem de Cristo e, no século XVI, com a integração das ordens militares na coroa, volta novamente à posse régia. D.Manuel I concedera-lhe foral novo, em Santarém, a 1 de Junho de 1510. A sua comenda pertence, a partir do século XVII, à Casa do Conde de São Vicente da Beira. Foi couto do reino, ou de homiziados, que D.Maria I extinguiu (como todos os outros) por uma lei de 1790. Em 6 de Novembro de 1836, dava-se a extinção do concelho de Penha Garcia.
pt.wikipedia.org/wiki/Penha_Garcia

www.youtube.com/watch?v=zLim5Msq-l4

Recent Updated: 4 years ago - Created by Cida Garcia - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Cida Garcia
Flickr Promovendo na C&A PENHA SP


Recent Updated: 5 years ago - Created by Samsung Star 3G - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Samsung Star 3G
Flickr "Demonstrando a minha fé vou subir a Penha ..."
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   brésil   penha   igrejadapenha   penhachurch   penhaéglise   
Igreja da Penha - Penha Church.
Rio de Janeiro (city) - Brasil (Brazil).

Recent Updated: 5 years ago - Created by m.cavalcanti - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - m.cavalcanti
Flickr
Tags: portugal   scan   guimarães   fujifilm100   filmpérimé   olympusmu   apenha   laconfondanteréalitédeschoses   
A Penha
11.08.09

Recent Updated: 5 years ago - Created by ffrederic - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ffrederic
Flickr
Tags: portugal   guimarães   apenha   
A Penha
11.08.09

Recent Updated: 5 years ago - Created by ffrederic - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ffrederic
Flickr
Tags: portugal   guimarães   apenha   
A Penha
11.08.09

Recent Updated: 5 years ago - Created by ffrederic - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ffrederic
Flickr Tribute to #10
Tags: portugal   square   carré   guimarães   trashbit   apenha   everythingandtherest   
everything and the rest
A Penha
11.08.09

Recent Updated: 5 years ago - Created by ffrederic - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ffrederic
Flickr Com a Penha ao fundo
Tags: mar   do   vila   serra   leste   zona   prédios   penha   medeiros   
O morro da Vila Medeiros, próximo à Avenida Nsa do Loreto, com os prédios da região da Penha e Vila Matilde e até alguns bairros como Pq do Carmo, Cidade Líder, Água Rasa (às vezes e nas partes mais altas). Já fora da zona urbanizada, aparece a Serra do Mar da região de Mogi das Cruzes e Bertioga, destacando o Pico Itaguacira, com 1196 m de altitude e a quase 70 km de distãncia.
Recent Updated: 6 years ago - Created by Lucas Kenzo - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Lucas Kenzo
Flickr 01 Serra dos Borges - Passeio na Roça - Lugar lindíssimo ! Vale a penha conhece-lo.
Tags: santa   do   rita   sapuacaí   

Recent Updated: 6 years ago - Created by adamiribeiro - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - adamiribeiro
Flickr Loriga, O Coiso do Botelho e a Penha dos Abutres
Tags: snow   portugal   nature   europe   serradaestrela   loriga   

Recent Updated: 6 years ago - Created by Joao Carreira - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Joao Carreira
Flickr Ruta a Penha, Brasil


Recent Updated: 6 years ago - Created by Clasei - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Clasei
Flickr Iaiá, você vai à Penha?

"Iaiá, você vai à Penha?
Me leva ô, me leva...
Iaiá, você vai à Penha?
Me leva ô, me leva...

Eu vou tomar capricho
Meu bem, vou trabalhar
Eu tenho uma promessa a pagar

Essa promessa que eu tenho a pagar
É prá Santa Padroeira
Ela vai me ajudar..."


"Ô tindo-lelê,
ô tindo-lalá
deixa a caixa bater
deixa o congo rolar.

Menina que vai na frente
carrega sua bandeira
é pra santa milagrosa
é a nossa padroeira."

(Músicas das bandas de congo em homenagem à Nossa Senhora da Penha - Folclore local)


Um dos mais representativos cartões postais do Espírito Santo, o Convento da Penha recebe todos os anos milhares de turistas e romeiros que vão ao Santuário em busca da proteção e das graças através de Nossa Senhora das Alegrias. Sim, este é o nome "original" daquela que está representada no altar-mor no alto da penha e que hoje é a Padroeira dos Capixabas.

Tudo começou quando o frei franciscano Pedro Palácios trouxe em sua bagagem uma imagem de Nossa Senhora das Alegrias e a colocou em sua gruta, aos pés do morro. Conta a lenda que essa imagem por vezes desaparecia e sempre a encontravam no alto da pedra.

O religioso entendeu aquilo como um sinal da Virgem Maria para que ele providenciasse uma capela para ela. Foi então que se deu a construção do Convento da Penha, que no ano de 2008 festejou os seus 450 anos!

Independente de credos ou religiões, o local é muito bonito e proporciona uma das vistas mais privilegiadas de Vitória e Vila Velha.

Sejam todos muito bem vindos ao Espírito Santo!!!

Recent Updated: 6 years ago - Created by Aline Rauta - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Aline Rauta
Flickr A Penha ao fundo
Tags: vitória   espíritosanto   junho2008   
Vitória - Espírito Santo
Recent Updated: 7 years ago - Created by charlley luz - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - charlley luz
Flickr Olha só a Penha FOFOCANTO com a Ana


Recent Updated: 7 years ago - Created by RÔ CRIAÇÕES - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - RÔ CRIAÇÕES
Flickr ocupe a penha.
Tags: eu   que   da   sou   penha   venha   porquesim   
a cidade é nossa:
agite e use.

Recent Updated: 7 years ago - Created by ocupeacidade - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - ocupeacidade
Flickr A penha

*____*






Foto by Mari. (:

Recent Updated: 7 years ago - Created by Mariana Bittencourt de los Santos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Mariana Bittencourt de los Santos
Flickr A penha

*____*






Foto by Mari. (:

Recent Updated: 7 years ago - Created by Mariana Bittencourt de los Santos - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Mariana Bittencourt de los Santos
Flickr Guimarães sob a Penha
Tags: guimarães   tripspotting   

Recent Updated: 7 years ago - Created by Rute Gonçalves - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Rute Gonçalves
Flickr descenso de O Tobogã, A Penha (fotograma)
Tags: brazil   rio   brasil   riodejaneiro   paraty   

Recent Updated: 8 years ago - Created by brancellao - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - brancellao
Flickr Visita à Penha com Miguel Perrela


Recent Updated: 8 years ago - Created by valdirsantanna13132 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - valdirsantanna13132
Flickr Visita à Penha com Miguel Perrela


Recent Updated: 8 years ago - Created by valdirsantanna13132 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - valdirsantanna13132
Flickr Visita à Penha com Miguel Perrela


Recent Updated: 8 years ago - Created by valdirsantanna13132 - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - valdirsantanna13132
Flickr Vista de Guimarães sobre a Penha
Tags: portugal   guimarães   vitorino   

Recent Updated: 8 years ago - Created by pangua - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - pangua
Flickr a penha
Tags: se   mas   guitarra   una   feliz   ser   con   xd   puede   

Recent Updated: 8 years ago - Created by guimaraes - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - guimaraes
Flickr a penha


Recent Updated: 8 years ago - Created by guimaraes - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - guimaraes
Flickr PENHA - ANOS 50

Parece inacreditavel, mas esse bairro com aspecto rural e tranqüilo é a agitadissima Penha, um dos bairos que compõem o suburbio da Leopoldina.

O nome Penha é oriundo da antiga fazenda dessa região que tinha esse nome.

Na foto temos a Igreja da Penha que fica no alto da colina que havia na fazenda que mencionei acima. A igreja é oriunda de uma antiga capelinha construida em 1632 pelo português Baltazar Abreu Cardoso. Anos depopis foi ampliada e em 1872 ganhou uma reforma que deu seu aspecto neo gótico. Passou por outra reforma entre 1903/06 que deu o seu atual aspecto.

OS predios são do conjunto construido pelo IAPI (Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários). O IAPI foi criado no Estado Novo (Governo Vargas) e depois de 1945 começou a trabalhar em outros projetos, passando principalmente a financiar projetos de habitação popular nas grandes cidades.

O terreno que podemos ver que é um campinho de futebol, ficava entre a Penha e a Avenida Brasil. Logicamente não existe mais. Com certeza foi substituido pelas pistas da Avenida quando aumentada ou por outras construções.


(imagem disponivel em tamanho maior clicando em ALL SIZES. Só para contatos)

Recent Updated: 9 years ago - Created by CARIOCA DA GEMA - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - CARIOCA DA GEMA
Flickr A Penha vista da Praia Grande
Tags: macau   macao   raem   
A igreja da Penha vista dos novos aterros da Praia Grande, em 2003.
Recent Updated: 9 years ago - Created by Projecto Memória Macaense - MACAU - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Projecto Memória Macaense - MACAU
Flickr olhar sobre a penha

A praia perfeita sob o "ponto de vista" de Mayra
Recent Updated: 9 years ago - Created by Mickelson Costa - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Mickelson Costa
Flickr PENHA - 1925

Inacreditavelmente esse é o bairro da Penha nos anos 20. Uma área rural, com mato, cavalos, sem casas, ruas movimentadas, e a população enorme que lá existe.

Da foto atualmente só temos a Igreja da Penha no alto de uma formação rochosa. Reza a lenda que a prieira ermida foi construida pelo português Baltazar de Abreu Cardoso que era proprietario de terras nessa região. Certa ocasião para se livrar de uma cobra pediu intercessão de Nossa Senhora da penha de França. para agradecer à ela mandou construir uma igrejinha no local. Depois de algumas reformas a Igreja tomou seu formato atual em 1872. Passou por uma ultima reforma entre 1903/1906.

Hoje a penha é um bairro muito populoso e com uam das maiores favelas da cidade, o perigosissimo Complexo do Alemão onde o reporter Tim Lopes foi assassinado.




"Quando todas as armas forem de propriedade do governo e dos bandidos, estes decidirão de quem serão as outras propriedades."
Benjamim Franklin

Voto: NÃO


(foto disponivel em tamanho maior)

Recent Updated: 9 years ago - Created by CARIOCA DA GEMA - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - CARIOCA DA GEMA
Flickr Vila da Penha
Tags: rio   norte   antigo   
Foto de 1928 que mostra o aspecto do Largo do Bicão.
A palavra Penha significa pedra e foram exatamente as pedras do Rio Irajá as responsáveis pela formação da VILA DA PENHA. É que elas formavam verdadeiras barreiras e se transformaram em obstáculos aos colonizadores, que navegavam com destino a IRAJÁ. Eles eram obrigados a interromper a viagem, onde é hoje a VILA DA PENHA, e prosseguir por terra. Com o tempo a VILA DA PENHA transformou-se em PORTO para as embarcações e parada obrigatória para a penetração rumo ao interior. Foi aí que começaram a surgir as pequenas casas, pomares e hortas que caracterizam a VILA DA PENHA a partir de 1600.
A expansão do bairro começou por volta de 1920, quando já existiam algumas fazendas com ENGENHOS DE AÇÚCAR e aguardente na região. Vários proprietários iniciaram, por conta da falência do sistema de produção de açúcar, o desmembramento e loteamento de seus terrenos. O LARGO DO BICÃO era um ponto tradicional, uma enorme BICA era utilizada para abastecer os lavradores e também cavalos e burros que serviam às explorações do interior.
O crescimento do bairro sofreu maior impulso com a construção do VIADUTO JOÃO XXIII, que liga a Penha Circular a Vicente de Carvalho e a implantação do projeto de saneamento, tudo na década de 60.
Fonte: "O Dia".

Recent Updated: 9 years ago - Created by antolog - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - antolog
Flickr Rua Uranos - Ramos
Tags: rio   ramos   norte   antigo   zonanorte   
As terras, que hoje formam o bairro de Ramos, pertenciam à família Fonseca Ramos, que cedeu uma faixa para colocar o trem, mas com a condição de fazer uma estação para a família quando essa viesse passar o fim de semana no sítio. Antes, era de São Francisco Xavier direto até a Penha. A estação foi inaugurada em 23 de outubro de 1886.
Ramos faz parte de uma área montanhosa, atrás do Morro do Alemão, tem uma série de serras, a serra da Misericórdia, por exemplo. Quando aconteceu o milagre de Nossa Senhora da Penha, em 1634, o governador da época deu uma faixa de terra para a Santa Casa de Misericórdia, que a abandonou. Tem o Morro de Caricó e outros que tem atrás do Morro do Alemão, que vão da Penha até Inhaúma. A área do Morro do Alemão pertencia à família Ferreira Rego. Existe um documento que mostra que ela comprou a área, assinado em 1821 e consta no Arquivo Nacional que estas terras pertenceram a esta família desde os tempos do Império até 1910. Joaquim Rego, morreu em 1896, sua viúva vendeu para o Joaquim Leandro da Mota (Quincas Leandro) por 40 contos de réis, 440 mil metros quadrados. Pegava da Rua Diomedes Trota até a Rua Antonio Rego, com frente para a Rua Uranos, o lote tinha 880 metros, cobria o morro do Alemão, o morro do Coricó, Itararé, Itaoca. E ele então urbanizou, abriu as ruas, colocou os nomes das famílias.
Ramos foi o primeiro bairro do subúrbio a receber a luz elétrica em sete de setembro de 1912. Foram colocadas na estação, na Rua Uranos e na Rua Cardoso de Moraes 60 lâmpadas de 60 velas.

Fonte: Favela tem memória.

Recent Updated: 9 years ago - Created by antolog - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - antolog
Flickr verde e amarelo é o dia da pátria
Tags: verdeeamarelo   canção   diadapatriaéverdeeamarelo   
large size é melhor ;)

Chegou a hora dessa gente bronzeada
Mostrar seu valor
Eu fui a Penha e pedi a padroeira
Para me ajudar
Salve o morro do vintém
Pindura a saia que eu quero ver
O Tio Sam tocar pandeiro
Para o mundo sambar

O Tio Sam está querendo
Conhecer a nossa batucada
Anda dizendo que o molho da baiana
Melhorou seu prato
Vai entrar no cuscuz, acarajé e abará,
Na Casa Branca já dançou a batucada
Com Ioiô e Iaiá...
Brasil, Brasil, esquentai vossos pandeiros
Iluminai os terreiros
Está na hora de sambar

Há quem sambe diferente
Noutras terras, outra gente
Num barulho de matar,...oi,
Batucada reuní vossos valores
Pastorinhas e cantores
Expressões que não tem par
Oh! Meu Brasil,
Brasil, esquentai vossos pandeiros
Iluminai os terreiros
Que nós queremos sambar


Brasil Pandeiro
(Assis Valente)


Recent Updated: 10 years ago - Created by titawheeler - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - titawheeler
Flickr A Penha

Essa é a Igreja da Penha. Lá de cima temos uma paisagem espetacular.
Recent Updated: 11 years ago - Created by iarabraga - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - iarabraga
Flickr Super Via - 700 correndo para a Penha Circular Rumo a Gramacho.


Recent Updated: 13 years ago - Created by breno.dornelles - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - breno.dornelles
Flickr Loriga, A Penha do Gato; Serra da Estrela; Portugal; Europe
Tags: snow   portugal   nature   europe   serradaestrela   guarda   loriga   seia   ilustrarportugal   

Recent Updated: 19 years ago - Created by Joao Carreira - View

Copyright and permission to use should be sought to the author - Joao Carreira